Buscando o essencial, não aquilo que é passageiro


Texto para reflexão: Porque eu desci do céu não para fazer a minha vontade, e sim, a vontade daquele que me enviou (João. 6.38).

A verdade é que na vida não prestamos atenção na diferença entre o essencial e o urgente. Se permitirmos que as coisas urgentes e corriqueiras governem o nosso tempo, nunca faremos aquilo que é essencial e estaremos sempre descontentes. O problema básico é como estabelecemos a nossa prioridade.
Jesus afirma em João 6.38 o que é essencial para a sua vida. Ele diz: Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.
O essencial para Jesus era mais precioso do que o corriqueiro. A vontade de Deus na sua vida era a coisa mais preciosa e essencial no seu ministério aqui na terra. Ele não se deixava levar pelas atividades diárias no seu caminho e atrapalhar o que ele desejava, ou seja, a vontade do Pai no seu coração.
Não deixemos a vida espiritual vacilar em função das coisas corriqueiras e passageiras. Pratique esportes, vá ao cinema, curta a esposa, os filhos. Mas, não deixe de estar no centro da vontade de Deus que é o essencial em toda a caminhada.
Como Jesus temos que prestar a atenção entre as questões urgentes e essenciais da vida. Se permitirmos que as questões passageiras e urgentes dominem a nossa vida diária, nunca faremos aquilo que é essencial. Na vida de Jesus era essencial fazer a vontade do Pai. Era essencial orar e buscar a direção do Pai em todo o tempo.
Nessa vida sempre estaremos envolvidos por questões urgentes e passageiras. O problema é que não sabemos lidar com o urgente sem sermos tragados por ele. Por isso, temos que ter como prioridade o essencial. E o essencial na vida é Deus. É a sua vontade para a nossa caminhada.
Não deixemos de buscar o querer e o propósito do Pai para o nosso coração, pois, experimentaremos a graça de viver em função do melhor que é Cristo no centro de tudo.
__________
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas