Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2018

Amor constrangedor!

A canção Quanto Amor tem uma parte preciosa: Quanto amor, quanto amor, Ele tem por mim. Quanta dor, quanta dor, sofreu por mim por amor. A razão de tão grande amor, foi mostrar que a minha vida tem valor. Penso nas palavras do profeta Isaías: Mas ele foi ferido por causa da nossa transgressão, e moído por causa da nossa iniquidade; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. O mestre padeceu, sofreu angústias profundas para trazer redenção para o nosso coração. Ele foi humilhado, como diz o profeta, ele foi ferido por causa da nossa transgressão, e moído por causa da nossa iniquidade.  Que dores terríveis que o mestre passou. O texto de Marcos 15:17-20 diz que o vestiram de púrpura, e tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram na cabeça. E começaram a saudá-lo, dizendo: Salve, Rei dos Judeus! E feriram-no…

A paixão de Cristo

Nessa semana pensamos, refletimos e ponderamos sobre a paixão de Jesus Cristo de Nazaré. Pensamos no seu sofrimento e entrega profunda por nós. O texto afirma: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito (Lucas 23.46). A paixão de Cristo é o acontecimento mais dramático e misterioso da história. Nela adquirem uma relevância impressionante a dor humana no seu mais alto grau; o pecado na sua mais trágica repercussão; o amor na sua expressão mais generosa. A morte na sua mais cruel vitória e na elevada dor.  Toda vez que lemos esse texto nos chocamos demais porque não conseguimos expressar com os sentimentos, essa entrega do mestre em favor de pecadores como nós. Ele veio aqui e obedeceu ativamente os preceitos da Lei, porque Adão não o fez. Ele também obedeceu passivamente sofrendo no corpo toda a dor da nossa pena. Meu Deus! Fico a pensar e entro em pane na alma, porque não consigo entender porque esse Deus tão santo, amoroso e poderoso se submeteu a tamanho sofrimento e entrega!  A paixão…

Somos amados pelo Eterno Deus

O texto sagrado afirma em Daniel 9:23: No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para te declarar, porque és mui amado; considera, pois, a palavra, e entende a visão. Gosto demais desse texto porque o profeta Daniel começa falando do seu estado de pecado. Ele diz: E eu dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza. E orei ao Senhor meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos. Pecamos, e cometemos iniquidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos.  A palavra de Daniel é de alguém que se sente pequeno, pecador e carente da graça divina. Ele é sincero e diz quem é, um pecador miserável. Em seguida, depois dessa confissão, o anjo Gabriel vem e diz que Daniel é mui amado. Que palavra encorajadora, que palavra preciosa e edificante para o coração desse ho…

Um olhar diferente

O texto sagrado de 1 Samuel 16:7 afirma: Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração. Olhando para essa experiência de Davi pensamos o quão marcante e quão diferente é o olhar divino em relação ao nosso. Quando Samuel foi para a casa de Jessé, ele recebeu um toque de Deus para não olhar paras as aparências. Era para o profeta ir e ungir o novo sucessor do rei Saul sem olhar para a visão humana. E não é que Samuel olhou como as pessoas olham? O texto afirma: Então chamou Jessé a Abinadabe, e o fez passar diante de Samuel, o qual disse: Nem a este tem escolhido o Senhor. Então Jessé fez passar a Sama; porém disse: Tampouco a este tem escolhido o Senhor. Assim fez passar Jessé a seus sete filhos diante de Samuel; porém Samuel disse a Jessé: O Senhor não tem escolhido a estes.  Se não fosse…

Aperfeiçoados em amor

João diz que o amor do Pai está aperfeiçoado na vida daquele que guarda a Palavra e nisto se conhece que é da verdade. Os que guardam os mandamentos de Deus são aperfeiçoados em amor por ele mesmo. Ou seja, os tais são trabalhados pelo Senhor para que o sirvam com integridade e fidelidade, com um coração sincero e puro. E a cada dia percebem que, de fato, são conhecedores de Deus e conhecidos por ele. Estes obedecem ao Senhor.  Os eleitos de Deus precisam, diariamente, imitar o caráter e a vida do Senhor Jesus. Nunca obedeceremos à Palavra do Senhor, se ele não vier ao nosso encontro e nos ajudar a fazer isso. Nossa natureza está sempre inclinada para o mal. Por isso, temos o Espírito Santo, dádiva de Deus, habitando no nosso coração e é ele que nos guia à verdade, que é o Senhor Jesus. Ele age em nosso coração para que guardemos a Palavra. Como diz Salomão: Como ribeiros de águas, assim é o coração do rei na mão do Senhor: a tudo quanto quer o inclina (Pv. 21.1). Portanto, se Deus não …

Cuidado com a ganância

O texto sagrado afirma em  Hebreus13:5: Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei.  A ganância é um sentimento humano que se caracteriza pela vontade de possuir tudo que se admira para si próprio. É a vontade exagerada de possuir qualquer coisa. É um desejo excessivo de ter o que o outro tem! Ganância é uma desgraça que tira o sono das pessoas por não terem mais do que os outros!  O texto fala da advertência contra a ganância e nos desafia a  nós contentar com o que recebemos do Eterno! Ou seja, podemos viver contentes com o que somos e com aquilo que Deus reservou para nós! E se crescermos na caminhada, se galgarmos espaços na vida não é para deixarmos a ganância invadir o nosso coração tirando a alegria de depender de Deus! Tem um monte de gente que acorda pensando em ter o que é do outro! Não! Mil vezes nao! Devemos nos alegrar com as bênçãos e vitórias dos semelhantes e louvar ao Eterno pelo qu…

Lealdade na vida

Uma das falhas que tem marcado muita gente, é a falta de lealdade nos relacionamentos. Há um vácuo enorme hoje no quesito ser verdadeiro e leal em todas as relações. Interessante que nesses 21 anos de pastorado, já sofri vários momentos de tristeza, mas nunca foram maiores do que sofrer com alguém que não é leal na caminhada, alguém que não é leal comigo e nem transparente. Um amigo pastor que prezo demais, disse certa vez para mim: Se eu precisar sair da minha cidade para defende-lo em algo, eu sairei. Porque com amigo de verdade, a gente é leal até a morte. Ele disse mais: Meus amigos leais literalmente morreram por mim. E algo que prezo demais nessa vida é a lealdade.  Penso sempre na lealdade da amizade entre Davi e Jônatas. O texto sagrado afirma que eles fizeram uma aliança que marcou profundamente a vida de ambos. E tiveram como marca a lealdade. Davi ficou sabendo através de Ziba que Jonatas tinha um filho vivo. Quando Davi chamou Mefibosete a sua presença, ele veio temendo e t…

Livramento do Eterno

O texto sagrado afirma no Salmo 50:15: E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás. Nesses dias, estive com uma pessoa que passa por uma luta enorme na vida. E quando passamos por problemas complicados, perdemos o chão, ficamos sensíveis e ficamos meio confusos nos sentimentos. Asafe está num desses momentos e tem no coração um desejo de oferecer sacrifícios de louvor ao Senhor, porque ele sabe no seu interior que quando invocamos ao Senhor para sermos ajudados, Deus está pronto para nos ajudar. Quando Deus vem em socorro daquele que clama e o salva, o servo dEle, responde com louvor diante da maravilhosa graça. O convite que Asafe nos faz é que na hora da dor, na hora da tribulação, na hora das lágrimas diversas, invoquemos o nome do Senhor. Porque o único que pode nos livrar e nos ajudar diante das crises é Ele. O único que pode nos ajudar a louvá-lo em meio a dor é Ele e mais ninguém. Percebam que método divino precioso para o coração: invocar no dia da ang…

Amor divino por pecadores

O texto sagrado de João 1.14 afirma: E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai. Quando a Palavra se tornou carne, Deus falou, Deus mostrou a graça da presença da Trindade entre nós, através do verbo encarnado. Ele falou sua Palavra em carne e o Cristo encarnado é essa Palavra divina entre nós.  Que ação profunda e extraordinária da Trindade, ela manda a segunda pessoa, Jesus Cristo para viver entre pecadores. Jesus vem aqui sem mancha, sem pecado e sem contaminação alguma do pecado humano. Ele vem aqui cheio de graça e de verdade para habitar no nosso meio, a fim de trazer perdão, graça, reconciliação e redenção para nós.  Quando pensamos na lógica humana sobre isso, entramos em pane total, porque não tem como a mente humana compreender o tamanho desse amor divino por pecadores, a ponto de a Trindade enviar uma parte para viver aqui e trazer redenção para os filhos de Adão.  Louvado seja a Trindade qu…

O sentido de ser e existir!

O grande pensador Soren Kierkegaard em O Desespero Humano define três dimensões do eu. O eu, diz ele, é: (a) uma síntese de opostos polares – de infinito e de finito, de temporal e de eterno, de liberdade e de necessidade; (b) auto-relacionável – uma relação que se orienta sobre si própria; e (c) em última instância dependente de Deus – uma relação desse modo derivada ou estabelecida, é uma relação que não é apenas consigo própria, mas com outrem. Quero falar desse eu dependente de Deus.  A Bíblia afirma que não podemos dar um passo sem a permissão divina. Ela diz que somos pó e cinza. Ou seja, não conseguimos andar sozinhos no meio do nosso eu existencial. Precisamos do Criador nos dirigindo e apontando o caminho. E se quisermos de fato, ter um sentido, um significado nessa vida, busquemos em Deus. Ele é o grande Deus que nos dá sentido, nos dá significado nessa vida. Nele realmente temos a identidade como seres humanos criados com a Imago Dei.  Tem gente que busca o significado nas dr…

A experiência da alegria

James Houston tem um livro bem legal chamado: Meu legado espiritual: Uma jornada de fé na pós-modernidade. Ele diz que a solidão é o produto inevitável de nossa singularidade, mas ela abre espaço para a presença de Deus em nossa vida. O cristão tem uma experiência singular de alegria, pois, como nos lembra o salmista, “na tua presença há plenitude de alegria” (Salmos 16:11).  Esse é um benefício que a multidão nunca poderá nos oferecer, a dádiva da alegria pela salvação pessoal. Às vezes, será uma alegria que nos alcança através do sofrimento. Mas, não se trata de mera resignação diante da aflição, e sim de sublimar e expandir a alma profundamente arraigada no amor de Deus, que vai além do alcance do sofrimento. Ela surge à medida que nossa participação nos sofrimentos de Cristo torna-se um modo de vida. A verdadeira alegria nunca é egoísta, pois é uma realidade social que se compartilha. É como diz Jesus nas parábolas da moeda perdida, da ovelha perdida e do filho pródigo: quando se e…

Morte constante

A. W. Tozer afirmou: “A vida crucificada é uma vida absolutamente dedicada a seguir Cristo Jesus. A ser mais parecido com ele. A pensar como ele, a agir como Ele. A amar como Ele. Toda essência da perfeição espiritual está inteiramente relacionada a Jesus Cristo. Não a regras e regulamentos, não ao que vestimos ou ao que fazemos ou deixamos de fazer. Não devemos parecer iguais uns aos outros; devemos parecer com Cristo”.  Paulo diz algo muito precioso para nós: E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com suas paixões e concupiscências. Alguns acham que seguir a Cristo é algo fácil na vida. Não é! Mil vezes não! A vida de discípulo de Cristo é algo duro, profundo, radical porque temos que abrir mão de nós mesmos. Temos que fazer morrer a nossa natureza pecaminosa, temos que dizer não todo dia para o nosso ego. Precisamos viver para que Cristo apareça em todos os atos e palavras.  A vida crucificada tem a ver com a morte constante do nosso eu. Cristo que aparece, Cristo é o c…

Memória viva

O texto sagrado em Lamentações de Jeremias 3:21 afirma: Quero trazer à memória aquilo que me pode dar esperança. O profeta Jeremias, em suas lamentações, fala dos pecados e desolações que atingiram o povo de Israel. Ele chega a chorar de maneira profunda os problemas e desolações que Jerusalém passou. A fala dele foi: Eu vi a aflição pela vara do furor de Deus. Jeremias diz que viu dias de trevas e não de luz. Ele está tão angustiado no meio da dor que ele pede para o Senhor se lembrar da sua aflição e do pranto.  Quantas vezes nos sentimos assim também, ficamos totalmente desesperados, angustiados e aflitos no meio das crises. A situação de luta na vida nos tira o chão e ficamos perdidos e sem direção. Jeremias não esconde a realidade crucial que ele vive com seu povo no cativeiro babilônico. Mas, no meio de toda essa dureza, ele afirma: Quero trazer à memória aquilo que me pode dar esperança. Jeremias percebe no meio de tudo isso que ainda há esperança para o coração. Deus ainda está…

O significado da vida em Deus | Conexão com Deus, Pr. Alcindo Almeida

A prática do silêncio

Um dos principais problemas na sociedade é que todo mundo corre demais e no meio dela perdemos a noção do silêncio. Ele se tornou algo bastante temeroso. Henri Nouwen diz que para a maioria das pessoas, o silêncio cria irritação e nervosismo. Muitos o experimentam não como algo pleno e rico, mas vazio e sem valor. Para eles, o silêncio é como um abismo escancarado que pode engoli-los. A Bíblia nos convida a silenciar o coração para cultivar a presença de Deus em nós. O texto sagrado diz: Guarda silêncio e ouve. Como precisamos de silêncio da alma para cultivar a preciosa comunhão com o nosso Deus. Como precisamos do silêncio para ouvirmos a voz do Eterno e recebermos discernimento para a vida. Como precisamos do silêncio para buscarmos a vontade e querer divinos.  Temos muita agitação nessa vida. Temos o que fazer em muita medida, mas não podemos deixar de silenciar o coração para ouvir a voz profunda de Deus e saber o que Ele quer fazer em nós. Gosto sempre de começar todas as manhãs na…

Somos feitos para Deus

Fomos criados a fim de nos relacionar com Deus. Agostinho expressou essa ideia numa famosa oração para Deus, a qual foi usada em um sem-número de liturgias: Fizeste-nos para ti, e inquieto está o nosso coração enquanto não repousa em ti. Alister Mcgrath diz: O profundo senso humano de anseio, para esses escritores, tem suas origens em Deus e só pode encontrar seu preenchimento no Eterno Deus. Davi tinha essa percepção no coração, tanto que não dava um passo sequer, sem ter Deus no centro de tudo para sua vida. Ele disse: Não retires de mim o teu Espírito. Na hora da pisada de bola, Davi percebeu que ofendeu a santidade divina e pensou que poderia perder esse relacionamento de intimidade com Deus. Então ele pede de maneira profunda e sincera para que Deus retirasse dele essa comunhão e presença do Espírito. Somos feitos para Deus, não conseguimos dar um passo sem a graça e cuidado dele. Não conseguimos seguir na vida sem a presença e cuidado do Eterno Deus. Somos feitos para o relaciona…

Minuto de graça #39 - O exercício da mentoria

Andando com Deus

O texto de Gênesis 5.24 afirma: E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou. Olhemos para a vida e percebamos claramente que o fato de saber sobre Deus não é a mesma coisa do que andar com Ele. A melhor prova da existência de Deus é a comunhão pessoal com o próprio Deus. Quando olhamos para a vida de Enoque, percebemos que esse rapaz viveu sempre em comunhão com Deus e um dia desapareceu.  O texto diz que Deus o tomou para si. Andar com Deus é ter a percepção profunda dele dentro de nós, é senti-lo em nossa existência, é respirar a graça dEle em todo tempo. Andar com Deus tem a ver com o coração estar ligado nEle, tem a ver com uma comunhão inigualável, porque passamos a desfrutar de um tempo com Deus que marca o coração, um tempo que gera mudanças na vida.  Andar com Deus faz a diferença em tudo que fazemos e pensamos. Porque passamos a viver mais de perto a vida de Deus dentro de nós mesmos. Imagino a profunda experiência de intimidade que Enoque teve c…

A disciplina da oração

Henri Nouwen trabalha as disciplinas do coração na contemplação. Ele diz que a primeira e a mais importante prática espiritual que um mentor espiritual deve pedir que a pessoa siga é a disciplina do coração. A introspeção e a oração contemplativa constituem a antiga disciplina pela qual começamos a ver Deus no nosso coração. A oração interior consiste em estarmos cuidadosamente atentos Àquele que habita o centro do nosso ser.  Nouwen diz que através da oração, despertamos para a consciência de Deus dentro de nós. Com a prática, sentimos Deus no pulsar do nosso coração e na nossa respiração, nos nossos pensamentos e emoções, na nossa visão, audição, toque e sabor, e em cada membrana do nosso corpo. Ao estarmos despertos para a presença de Deus em nós, podemos começar, realmente, a ver Deus no mundo à nossa volta. A disciplina do coração nos torna conscientes de que orar não é apenas ouvir o coração, mas, essencialmente, ouvir com o coração. A oração é algo tão precioso e relevante, que …

O examinador divino

O texto de Jeremias 17.10, o profeta afirma: Eu, o Senhor, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos, e isto para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações!  Vivemos dias de muitas crises na alma e crises de depressão. Quanta gente tomando medicação para combater a ansiedade e a depressão! Quanta gente sem dormir com medo do que a vida tem para amanhã! Gente com doenças da alma. Gente com medo de morrer por não saber o que acontecerá depois! Bom, o texto mexe profundamente com a gente, porque temos o examinador de coração da maneira mais minuciosa e detalhada. Ele analisa detalhadamente cada setor da alma. Absolutamente ninguém consegue esquadrinhar o coração e o nosso pensamento. Mas, o Eterno Deus sim, Ele sabe o que se passa lá. Ele sabe da nossa dor, ele sabe dos anseios e dramas lá dentro! Ele esquadrinha e examina tudo o que se passa dentro de nós! Por isso, não precisamos temer a nada, não precisamos ficar com o coração ansioso, podemos lançar tudo…

Ser cristão de verdade

O texto de João 15.10 afirma: Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor. Sabemos que servir a si mesmo só traz uma felicidade superficial, temporária, mas saber que fazemos a vontade do Pai celestial traz verdadeira alegria e significado na vida. Percebam que Jesus pega pesado no capítulo 15 de João. Ele diz que é a videira verdadeira, e seu Pai é o lavrador. Ele pega duro dizendo que toda a vara nEle, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Ele diz que os seus eleitos já estão limpos, pela palavra que Ele tem falado. Ele diz que se não estivermos nEle não podemos dar fruto. E pega mais forte ainda quando diz: Porque sem mim nada podeis fazer. Há uma condição para andar com Jesus, há um jeito de realmente ser discípulo de Cristo: se guardarmos os seus mandamentos. Quando guardamos os seus mandamentos permanecemos nEle e no seu amor. Tem …

Uma fé centrada em Jesus

O texto de Mateus 8 diz nos versículos 10 a 13: Ao ouvir isso, Jesus admirou-se e disse aos que o seguiam: Digo-lhes a verdade: Não encontrei em Israel ninguém com tamanha fé. Eu lhes digo que muitos virão do Oriente e do Ocidente, e se sentarão à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no Reino dos céus. Mas os súditos do Reino serão lançados para fora, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes. Então Jesus disse ao centurião: Vá! Como você creu, assim lhe acontecerá! Na mesma hora o seu servo foi curado. Temos no texto um centurião romano que teve uma fé sincera, ele reconheceu a autoridade de Jesus. Ele entendeu a soberania de Jesus. Ele creu no Senhor Jesus de maneira profunda e assim o seu criado foi curado. Esta fé constrangeu todos ao ponto de Jesus afirmar que nem no meio dos judeus ele viu tamanha fé centrada no Deus todo Poderoso. E no versículo 13 há a confirmação da ação de Deus na vida deste centurião em ver o seu servo curado pelo Senhor Jesus Cristo. O texto diz: Na mesma …

Jesus se importa com gente

Talvez perguntemos na vida se Deus se importa com os pequenos problemas da nossa vida. A verdade é que Jesus se importou com uma festa de casamento o suficiente para providenciar vinho. Ele se importou o suficiente com a mulher perto do poço para responder às perguntas e indagações da alma dela. Na verdade, Jesus se importa com gente, mais do que religião, mais do que costumes ou qualquer outra coisa. Ele anda e observa gente. Ele vem aqui na terra para padecer, morrer e ressuscitar por gente pecadora como nós. Qualquer preocupação que não visa gente no Evangelho, se torna algo sem sentido.  D. Martyn Lloyd-Jones argumenta que, assim como claramente perdemos o Evangelho sempre que caímos na heterodoxia, da mesma forma também deixamos, na prática, de pregar e aplicar o Evangelho à nossa própria vida em razão de uma ortodoxia morta ou de ênfases doutrinárias desequilibradas.  Nada e nem uma teologia por mais que seja eficaz nos conceitos, é mais importante do que imitar o mestre Jesus em …

A minha palavra

O texto de Jeremias 1.12: E disse-me o Senhor: Viste bem; porque velo sobre a minha palavra para a cumprir. Às vezes, vemos pessoas dizendo que Deus é fiel a nós e que Ele tem que dar o que pedimos sempre! Tem pessoas que exigem as bênçãos divinas e afirmam que Deus é obrigado a dá-las para a vida!  Afirmo sem qualquer medo que essas ideias são verdadeiras falácias! Essas ideias são paupérrimas e denotam uma falta de compreensão sobre quem Deus é. Notem que Jeremias dá uma noção clara e profunda sobre quem Deus é. A ideia de Jeremias é que Deus é fiel a si mesmo! Deus é fiel às suas palavras.  Deus não depende da nossa palavra para cumprir as suas promessas! Acredito ser equivocado demais dizer que Deus é fiel a nós! Se fosse assim, Deus estaria perdido! Jeremias mostra que Deus tem a fidelidade como parte da sua essência! Ele diz que nos ama e pronto! Porque Ele não volta atrás nas suas palavras! Deus não é como nós que dizemos algo hoje e amanhã negamos! Deus não pode negar-se a si me…

Crescendo um pouco mais

Henri Nouwen disse certa vez: Sempre que houver perdas, haverá opções. Você pode escolher viver suas perdas com raiva, culpa, ódio, depressão e ressentimento, ou pode optar por usá-las para crescer um pouco mais. Penso em minhas perdas e vejo o quanto elas me fizeram crescer e depender mais do Eterno no coração. Já tive perdas profundas, amigos que foram para a eternidade e que me feriu demais vê-los indo embora! Perdas de amizades que eram especiais, mas devido às circunstancias, houve a perda! Já perdi oportunidades, algumas me feriram, outras nem sei tanto. Bom, temos perdas nessa vida e de alguma maneira elas nos marcam! O único problema é quando essas perdas tiram nossa motivação diante de Deus e a vontade de seguir em frente!  Paulo nos dá a dica para não deixarmos que as perdas nos travem ou tirem a graça de vivermos centrados em Deus! Ele diz em Filipenses 4:11-13: Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei tamb…

Leituras em fevereiro 2018

1.MCCALL, Larry. Andando nos passos de Jesus. São Paulo: Fiel, 2009. De acordo com a Bíblia, você pode reconhecer um seguidor de Jesus Cristo por meio de dois fatores: a pessoa obedece às palavras de Jesus e segue os passos dEle? A pessoa anda como ele andou? (1 João 2.5-6). O autor focaliza de modo simples e brilhante os traços característicos que Jesus demonstrou quando esteve neste mundo. McCall afirma: Refletir o caráter de Jesus deveria ser o padrão de vida normal de todo cristão. Este livro é uma ajuda e esperança para aqueles que clamam: Senhor, muda-me! Torna-me cada vez mais semelhante a Jesus. Contém 172 páginas.
2.GRÜN, Anselm. Steindl-rast,David / A. Hediger,Markus. O depósito da nossa fé espiritualidade para o nosso tempo. Rio de Janeiro: Vozes, 2017. Nestas páginas são discutidas abertamente e com simplicidade as questões centrais da fé! Com grande sabedoria e com rico tesouro de suas experiências, Anselm Grün e David Steindl-Rast falam sobre questões-chaves da vida e da …

Lapidação divina

O texto de Romanos 8:28 afirma: E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.