Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

O coração para Deus

Precisamos entender que nossos sentimentos têm de caminhar para a conversão, para a purificação e para voltar o coração para Deus (Livro Coração verdadeiro).

Um aposento tranquilo da presença do Pai

Nosso coração precisa se tornar um aposento tranquilo da presença do Pai. Assim, quanto mais nos treinarmos a investir tempo com Deus, e unicamente com Ele, mais descobriremos que em todo o tempo e em todo o lugar Deus está conosco (Livro Coração verdadeiro).

Crescimento na vida cristã

Os sonhos despedaçados são necessários para o nosso crescimento espiritual e para sabermos que há um lapidar de Deus em nós. Há um trabalho, uma meta de Deus para o nosso crescimento na vida cristã (Livro Alegria verdadeira).

Ser desejado

A adoção diz respeito a ser desejado. É uma afirmação convincente do pertencer. As pessoas adotadas são transferidas de um relacionamento estéril e improdutivo para a convivência familiar. Entram para a família, mas não como estrangeiros ou intrusos indesejáveis que temem continuamente ser descobertos, expostos e expulsos. Os adotados estão ali porque foram convidados pelo chefe da família; porque foram escolhidos. Eram desejados. Não são penetras no reino de Deus, mas, sim, convidados bem-vindos. Podem se deleitar na segurança e calor da família, sabendo que têm o direito de estar ali. E eles, tendo recebido essa posição legal de ser adotados, podem chamar Deus de Aba — Pai! — porque é isto que Deus agora é deles (Rm 8.15).

Os tesouros do evangelho cristão

A ideia da redenção é como um facho de luz branca, aparentemente muito simples. Todavia, é, na verdade, complexo e composto de muitos elementos, em que cada um deles precisa ser identificado e respeitado por si só. É um diamante espiritual com muitas facetas, e cada uma delas precisa ser vista, valorizada e apreciada. Nossa vida pode ficar mais fácil se definirmos a redenção de forma estrita. Contudo, isto representaria limitar as cores do arco-íris a apenas a cor verde. Como podemos fazer isso quando há tanto que precisa ser dito? Uma das tarefas centrais da teologia é a de desvelar os tesouros do evangelho cristão para que sejam examinados e avaliados individualmente. A teologia é como o prisma de Isaac Newton, separando os componentes do evangelho a fim de nos ajudar a identificá-los, compreendê-los e apreciá-los (MCGRATH, Alister. Redenção. São Paulo: Hagnos, 2012).

Na presença de Jesus

Viver na presença de Jesus imitando o seu caráter é um grande desafio e um perigo enorme porque é viver na contra mão. É encontrar os olhos de Deus no mais profundo de nossa consciência e ter a certeza de que não desperdiçamos o maravilhoso presente chamado vida na presença dele (Livro Alegria verdadeira).

Quem reina e decide

Batendo um papo com um amigo sobre a teologia da oração hoje. Disse que o nosso grande problema é que achamos que Deus o é nosso serviçal para assuntos de solução dos caprichos e vontade humana. Creio que Deus deve rir muito no céu e deve dizer: Esses filhos de Adão acham que são os criadores da terra e do céu, eles acham que abrem as cortinas para o sol nascer todo dia. Eu mostrarei para eles que quem reina e decide o que deve acontecer é o Sou o que Sou.

Exercitando nossa dependência

Fico pensando como usamos Deus na oração. Só que ele não é um atendente celestial pronto a responder a nosso aceno e chamada para satisfazer nossos caprichos. Por isso, alguns até acham que temos poder na oração e podemos exigir qualquer coisa da parte dele, que dará. A oração não é para isso! Ela é para exercitar nossa dependência daquele que é dono e Senhor da nossa vida.

A soberania de Deus

Um dos grandes temas da reforma foi a ideia de que toda a vida deve ser vivida sob a autoridade de Deus, para a glória de Deus e na presença de Deus. Quanto mais entendemos a soberania de Deus, tanto mais nossas orações serão cheias de ações de graça (R. C. Sproul).

Frase de Sproul

Alguém pode orar e não ser um cristão mas alguém não pode ser um cristão e não orar (R. C. Sproul).

Confiando no caráter do Eterno Deus

Precisamos pedir para que Deus nos restaure e nos conduza pelos seus caminhos, pelos seus propósitos eternos. Precisamos confiar no caráter do Eterno Deus. Ele não é homem, ele não vacila nas palavras como todos nós. O que ele diz, ele cumpre absolutamente e pronto (Livro Poesia e oração, Volume 2).

Certeza da presença de Deus

Uma das maiores necessidades que temos na vida espiritual é da certeza da presença de Deus todo dia (Livro Poesia e oração).

Deus nos socorre

Não percamos a esperança nunca, Deus nos ajuda, Deus nos socorre e cuida de cada detalhe da nossa vida (Livro Poesia e oração).

Poesia e oração

Somente Deus pode satisfazer todas as necessidades quaisquer que sejam na vida (Livro Poesia e oração).

Rispa, a mulher teve coragem e lealdade na vida

Estudo 22
(II Samuel 21.8-14)

Rispa tem como significado do nome: pedra ou brasa ardente. Ela foi a concubina de Saul e mãe de Armoni e de Mefibosete. Embora fosse uma mulher com poucos direitos e com pouco poder, ela demonstrou grande coragem e lealdade depois da morte dos dois filhos. Conforme nos informa o texto de II Samuel 21.9 seus únicos filhos foram executados, tendo os corpos desonrados por causa do crime do pai. Quando Saul morreu, seu filho Is-Bosete ocupou seu lugar no comando de 11 tribos (Davi governava Judá). Durante seu breve reinado, Abner tornou-se cada vez mais poderoso e, por isso, o rei o acusou de ter dormido com Rispa, a concubina do seu pai (II Sm 3.7). Não se sabe ao certo se a acusação tinha fundamento ou se foi apenas uma manobra pela qual Is-Bosete tencionava livrar-se da ameaça de Abner. O nome de Rispa é citado novamente em II Samuel 21.8,10,11. Um grave período de fome, que durou três anos, levou Davi a perguntar ao Senhor qual era a causa. E a resposta foi …

Uma mulher chamada Rispa

Hoje a tarde falarei sobre uma mulher chamada Rispa. Ela foi a concubina de Saul e mãe de Armoni e Mefibosete. Fiquei impressionado ao ler o texto e ver o quanto ela foi perseverante e não desistiu de fazer algo pelos seus filhos mesmo depois de mortos. Ela queria dar o mínimo de respeito a eles. Por amor e pela necessidade de fazer o que era certo, ela suportou cinco meses e meio de tocaia, com mau tempo, frio, fadiga e animais selvagens, a fim de proteger os corpos dos filhos mortos, sendo que não havia mais oportunidade nenhuma para eles. Há mães que não dão a mínima para os filhos vivos. E ainda elas têm coragem de abandona-los numa lata de lixo. Há mães que não amam, não lutam e não honram seus filhos. Aqui está um modelo de mãe que honra seus filhos até na morte.

O cuidado de Deus na vida

Como precisamos reconhecer o cuidado de Deus na nossa vida. Ele nunca nos deixa, nunca nos abandona e nunca deixa de olhar para a nossa vida com misericórdia e graça. Ele nos assiste em todos os momentos da vida e nos conduz a adoração do seu precioso nome. (Livro Poesia e Oração).

Deus vindo nos resgatar

Graça é Deus amando, Deus se humilhando em favor de nós, Deus vindo nos resgatar. Graça é Deus se entregando generosamente em Jesus Cristo e por intermédio dele (John Stott).

O novo mundo

A ressurreição não é um evento absurdo, mas o símbolo e o ponto de partida para o novo mundo (Surpreendido pela esperança. N.T Wright).

Resgate da humanidade

Só no cristianismo faz algum sentido afirmar que os problemas do mundo não se resolvem pelo nosso esforço para alcançar a luz, mas pelo Deus criador descendo às trevas para resgatar a humanidade e o mundo de sua triste condição (Surpreendido pela esperança. N.T Wright).

A beleza da criação

A arte genuína é uma resposta a beleza da criação, que reflete em si mesma a beleza de Deus (Surpreendido pela esperança. N.T Wright).

Surpreendido pela esperança

Perdão é um estilo de vida, o estilo de vida de Deus (Surpreendido pela esperança. N.T Wright).

Natal, presente de Deus

Vem aí nossa nova série sobre o Natal  Data: 01 a 22 de dezembro Horários: 10h45 e 19 horas .https://vimeo.com/79400041 Não percam esse tempo precioso na IP Alpha! ______________________Igreja Presbiteriana em Alphaville Lgo. da Igreja Presbiteriana, 01.

A nova criação

Esperança para o cristão não é uma ilusão ou um otimismo cego. Ela é uma forma de conhecimento, possibilitando o aparecimento de coisas novas e de novas opções, onde a nova criação pode acontecer (Surpreendido pela esperança. N.T Wright).

Fé no Deus criador

A fé no Jesus ressuscitado é uma fé que como acontece com todos os modelos de conhecimento, se define pela natureza de seu objeto. É a fé no Deus criador, o Deus que prometeu consertar todas as coisas no final, o Deus que ressuscitou Jesus dentre os mortos, um evento ocorrido em um contexto histórico especifico e que deixou evidencias que exigem uma explicação, tanto do cientista como de qualquer pessoa (Surpreendido pela esperança. N.T Wright).

O encontro com a criação

Crer em Deus é como usar os óculos que nos permitem ver o mundo de uma forma especial. A doutrina da criação é como uma lente focalizando um vasto cenário, ou um mapa que nos ajuda a perceber as características da região que nos circunda. O que exatamente é este mundo onde vivemos? E qual é nosso lugar nele? Há perguntas que se formam de modo natural e apropriado enquanto pensamos sobre o sentido da vida, sobre o que precisamos fazer, e se devemos ser discípulos fiéis no mundo. A resposta cristã a essas perguntas é pródiga e profundamente satisfatória, tecendo uma série de ideias a fim de produzir uma tapeçaria fina e ricamente colorida (Livro Criação de Alister McGrath).

O cuidado de Deus

Os escritores bíblicos enfatizam o cuidado de Deus por todo aspecto da ordem criada, acima de toda a humanidade. Deus, por ter modelado mundo com carinho e amor, não o abandona, mas continua a cuidar dele. O Deus que criou o mundo pode ser conhecido, e podemos confiar nele e contar com ele (Livro Criação de Alister McGrath).

Livro Criação

A natureza é decorada com a glória de Deus. É um testemunho eloquente, ainda que silencioso, da sabedoria de Deus (Livro Criação de Alister McGrath).

Livro Redenção

A redenção, em seu sentido mais profundo, diz respeito a nossa aceitação da forma como somos enquanto somos, transformados naquilo que o Senhor quer que sejamos (Livro Redenção de Alister McGrath).

Os tesouros do Evangelho cristão

A ideia da redenção é como um facho de luz branca, aparentemente muito simples. Todavia, é, na verdade, complexo e composto de muitos elementos, em que cada um deles precisa ser identificado e respeitado por si só. É um diamante espiritual com muitas facetas, e cada uma delas precisa ser vista, valorizada e apreciada. Nossa vida pode ficar mais fácil se definirmos a redenção de forma estrita. Contudo, isto representaria limitar as cores do arco-íris a apenas a cor verde. Como podemos fazer isso quando há tanto que precisa ser dito? Uma das tarefas centrais da teologia é a de desvelar os tesouros do Evangelho cristão para que sejam examinados e avaliados individualmente (Livro Redenção de Alister McGrath).

A mulher de Abel: uma pessoa sábia

Estudo 21(II Samuel 20.14-22)
T. Rooselvet disse: “Nove décimos da sabedoria consistem em ser sábio na hora certa”. Quando olhamos para as Escrituras percebemos que muitas mulheres se destacaram pela sua sabedoria. Uma delas é essa de Abel que viveu na fronteira norte de Israel e é apenas identificada como uma mulher sábia. Ela agiu rapidamente para salvar sua cidade. Tudo que aconteceu envolvendo Bate-Seba e Tamar contribuiu para a queda da casa de Davi. Um dos filhos de Davi, Absalão se rebelou e abalou o trono de Davi. Em meio a instabilidade política, um agitador chamado Seba da tribo de Benjamim tentou ainda outra revolta. Joabe que era o comandante do exército de Davi o perseguiu até Abel-Bete-Maaca, ao norte. Joabe era bem esperto e construiu rampas para derrubar os muros de Abel e assim sufocar a rebelião. Era evidente para os moradores que toda a cidade seria destruída, a não ser que alguém agisse rapidamente a fim de preservar a paz. Aqui que aparece essa tal mulher sábia. Ela gr…

Deus está trabalhando conosco

Os grandes propósitos e amor de Deus para nós são desenvolvidos no meio da bagunça, tempestades, pecados e céu azul. Isso no meio do trabalho diário, sonhos da vida comum. Deus está trabalhando conosco da forma que somos e não da forma que deveríamos ser (Eugene Peterson).

Mente cativa à Palavra de Deus

Na Reforma Lutero deu sua famosa resposta quando julgado: A menos que eu seja convencido pela Escritura e pela razão, eu não aceito a autoridade de papas e concílios, pois eles se contradizem um ao outro. Minha mente está cativa à Palavra de Deus. Eu não posso e não vou renunciar nada, pois ir contra a consciência não é certo nem seguro. Assim permaneço; não posso fazer outra coisa. Deus me ajude. Amém.

Espiritualidade emocionalmente saudável

Os seres humanos têm uma estranha habilidade de viver uma vida dupla e compartimentada (Espiritualidade emocionalmente saudável, p.39).


Espiritualidade emocionalmente saudável

O grande dom oculto de uma regra de vida é seu objetivo: regular toda nossa vida de tal forma que verdadeiramente prefiramos o amor de Cristo acima de tudo (SCAZZERO, Peter. Espiritualidade emocionalmente saudável. São Paulo: Hagnos, 2013, p.245).

Reflexões na caminhada com Jesus

Precisamos cultivar a oração, o momento de prazer em estar a sós com Deus desfrutando da sua companhia, do seu conforto quando abrimos no silêncio o nosso coração para ele.

Dicas para vivermos bem

Texto para reflexão I Tess. 5.13-17 Há um livro muito precioso de Henri Nouwen chamado Viver é ser amado. E ele nos chama a atenção para uma frase importante: "A vida é uma oportunidade dada por Deus para nos tornarmos quem somos, para afirmarmos a nossa própria e autêntica natureza espiritual. Aquele que nos criou deseja nossa resposta ao amor que ele mesmo nos deu. O dom mais precioso que podemos ter é amarmos e ser amados". Fico pensando que a Bíblia nos traz dicas importantes e extremamente preciosas sobre o ponto básico para vivermos bem, para deixarmos legados e algo de essencial na vida que é exatamente a arte de amar. E a maneira de deixarmos legado é amarmos e sermos amados pelos outros. Olhando para o texto sagrado de I Tessalonicenses 5.13-17 percebemos que Paulo trabalha realidades excelentes para que sejamos pessoas melhores em termos de relacionamentos e assim sirvamos mais como gente que anda com Deus. Vejamos as dicas para vivermos bem:
1.Vivamos em paz com todo…

Tamar filha de Davi: A princesa que foi humilhada - (II Samuel 13.1-22)

Tamar significa palmeira. Ela era uma moça que pertencia a realeza e, além disso, era uma bela jovem rica e filha preciosa do rei Davi. Tamar por ser muito bonita e atraente deve ter mexido com o coração de seu meio irmão Amnom. Esse rapaz começou a alimentar seus desejos impuros pela própria irmã (II Samuel 13.1-2). Esse processo que culminaria num estupro, tem numa certa medida uma relação com a tragédia que começou quando Davi adulterou com a mulher do seu fiel soldado Urias. Com Bate-Seba Davi pecou contra Deus e sua casa e reinado começaram a sofrer todas as consequências deste pecado. Interessante que ao ler o texto percebemos que Amnom nutre uma paixão pela sua própria irmã que gera uma angustia nele até adoecer, porque Tamar já tem a idade para se casar e com certeza era guardada sobre grande vigilância. Talvez para ter um casamento que fortalecesse as alianças de seu pai como rei. O problema é que Davi não sabia qual o perigo que cercava sua filha. O perigo estava no meio da sua…