Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Minuto de graça #18 - A importância dos amigos

https://www.youtube.com/watch?v=WvV-0PXnMMc&feature=youtu.be&a

A ansiedade tóxica

“Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus” (Filipenses4.6).
Bernardo Stamateas diz que a ansiedade é a emoção que aparece quando você sente que se aproxima uma ameaça, quando visualiza o futuro de maneira negativa e, em consequência, tenta se preparar para enfrentá-lo. A ansiedade se apoderará primeiro de nossa mente e depois do nosso corpo. Por exemplo, antes de um exame, começamos a ficar inquietos, e depois aparecem as famosas dores de cabeça, o mal-estar no estômago, o suor etc [1]. A ansiedade como reação normal nos permite enfrentar uma pressão externa e se apresenta acompanhada por aqueles temores que todos temos e que nos preservam frente a uma ameaça ou um perigo. Por exemplo, se uma prova se aproxima, a ansiedade pode nos colocar em alerta para nos prepararmos melhor[2]. Alguém excessivamente ansioso vê cada situação nova, cada mudança, cada desafio que precisa viver como uma tortura, e experi…

As nossas palavras

Consideremos muito bem nossas palavras antes de falarmos. As palavras são ferramentas que podem construir e infelizmente destruir também. Não é por acaso que o escritor Tiago diz: Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar e tardio para irar-se (Tiago 1:19).

Um efeito da graça

O evangelho é a expressão de uma realidade recém-chegada de cima, e a fé cristã se apóia na novidade plena do reino de Deus. Segundo Jesus, não se põe remendo de pano novo em vestido velho, nem se deposita vinho novo em odres velhos. O evangelho da graça revoluciona todo conceito de avelhantada crença judaizante que, com sua estrutura rígida, perdera a capacidade de entusiasmar as pessoas de outras culturas. A religião frequentemente faz com que as bênçãos pareçam ser consequência da obediência, mas o evangelho afirma que a obediência é um efeito da graça. Não há comércio no plano do evangelho de Jesus Cristo, e Deus não faz rolo com os homens, condicionando as suas bênçãos aos resultados positivos de pessoas fracassadas(Glênio Fonseca Paranaguá - Religião uma bandeira do Inferno).

Deus se esvaziando

A religião produz um sentimento de conquista, e a pessoa se sente gratificada pelo seu desempenho cheio de esforço. É o caminho que dá a maior satisfação para o ego, em relação às coisas transcendentes e, como uma droga, a religião vicia e mantém os sujeitos contagiados com suas propostas sedutoras. No altar da religião, está o “eu” assumindo o controle de sua aceitação e construindo toda espécie de rituais para se auto-iludir. E este anseio teomânico do homem pelo trono de Deus é a motivação subjetiva para o seu projeto religioso que ganha o incentivo do inferno que entra com a lenha para incendiar os desejos da glorificação humana.  Do outro lado ao da religião, e com características completamente diferentes, está o evangelho da graça de Deus. Jesus Cristo desceu do céu para se encontrar com o ser humano, no submundo do seu pecado, sem qualquer desempenho ou mérito desse homem falido.O evangelho é uma iniciativa totalmente divina, de cima para baixo, com o propósito de buscar o ser hu…

Olhos para vermos

Jesus abre nossos olhos para vermos, ele mexe na nossa estrutura para vermos as ações profundas dele em nossa vida (Livro: O Jesus da proximidade).

Com todo nosso ser

Conduzimos bem nossa vida quando amamos a Deus de todo o nosso ser e quando amamos o próximo como amamos a nós mesmos (Miroslav Volf).

Dores agudas da alma

A história da humanidade é uma crônica escrita com as dores agudas da alma, que evoluem lentamente até se tornarem em dores crônicas e difíceis de serem curadas. As pessoas que foram contundidas e não receberam o tratamento gracioso da cruz de Cristo, costumam ficar amarguradas no íntimo, embora a maioria se apresente muito bem na fotografia (Glênio Fonseca Paranaguá).

Agenda do Pr. Glenio Paranagua na IPEM e na IPAlpha

- Sexta-feira dia 25:
Igreja Presbiteriana de Ermelino Matarazzo  End: Rua Miguel Rachid, 284, Ermelino Matarazzo, São Paulo.  Horário: 20hs.  Pr. Glenio prega.
- Sábado dia 26:
Igreja Presbiteriana em Alphaville. End: Largo da Igreja Presbiteriana, 1 - Alphaville, Santana de Parnaíba - SP, 06541-025 Horário: 19:30.  Pr. Glenio prega.
- Domingo dia 27: 10:45 e às 19hs na IPAlpha.
Teremos também a apresentação do musical "Ajoelhai" pelo coral da IPAlpha. Pr. Glenio prega pela manhã e na celebração da noite.

Minuto de graça #17 - A mágoa nos destrói

https://www.youtube.com/watch?v=Cc58IW3a-BY&feature=em-upload_owner

A mortificação do Senhor Jesus

No texto de 2 Coríntios 4.10, Paulo diz que nós trazemos sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos. Que fala importante e séria para nós como seguidores de Cristo. Não trazemos a nossa morte própria. Nós trazemos a morte de Cristo em nosso corpo para que passemos por todas as provas, lutas e obstáculos da nossa vida. A vida de Jesus se manifesta quando abrimos mão de tudo pela morte dele na cruz do Calvário em nosso lugar. O segredo de uma vida crucificada é esse, levando a morte de Cristo em nós todos os dias da vida (Alcindo Almeida).

As Escrituras

O foco nas Escrituras é sempre a marca registrada da verdadeira espiritualidade cristã (Cristianismo Verdadeiro - Willian Wilberforce).

A morte do próprio "eu"

O texto de João 12.23 diz que se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer; dá muito fruto. Interessante avaliarmos esse texto porque uma semente vive, floresce e produz fruto e vida com abundância; mas não enquanto não tiver sido lançada no solo e, passar pela morte. Que coisa incrível não? Na perspectiva do Reino, quem vive de forma egoísta, preservando a vida para si mesmo, não produzirá. Esse é um problema sério do próprio "eu". O grão de trigo simboliza a nova vida que resulta da morte, e essa morte que gera fruto. No caminho da morte, não somente o grão isolado de trigo se desdobra em muitos, mas esses muitos, na qualidade de fruto para nutrição e nova semente. Nós precisamos morrer para viver em Cristo, precisamos morrer para nosso ego inflamado, precisamos reconhecer a vida na cruz de Cristo todos os dias da vida para que produzamos fruto para a glória dele e nunca a nossa. Essa é a dinâmica do Reino de Deus em nós. Que ele nos dê graç…

Abraço que gera vida

Quando lemos o texto do encontro de Jacó com seu filho José nós choramos e ficamos impactados. O texto diz que ele aprontou seu carro, e subiu ao encontro de Israel, seu pai, a Gósen. O texto tem as seguintes palavras em Gn. 46.29: E tendo-se-lhe apresentado, lançou-se ao seu pescoço, e chorou sobre o seu pescoço longo tempo. Depois de mais de vinte anos pai e filho se reencontraram. O patriarca recebeu um dos abraços mais marcantes e redentores da história da humanidade. A tristeza de Jacó por ter perdido um filho converteu-se em alegria nesse instante profundo. Jacó e José tiveram uma abraço de alma, um abraço do reencontro, o abraço do choro da alma por dois homens de família se encontrarem novamente. Estamos carentes de abraços do coração assim. Um abraço que nos envolve e nos faz relembrar as questões do coração. Um abraço que gera vida, amor e graça (Alcindo Almeida).

O nosso grande sustentador da vida

Davi afirma no Salmo 3.5: Eu me deito e logo adormeço. Desperto de novo, pois é o Senhor, que me sustém. Davi já está mais confortado diante da perseguição de Absalão. Depois de ter no coração a certeza de que Deus é escudo, de que ele ouve e responde às orações, ele pode dizer: Eu me deito e durmo; acordo, pois o Senhor me sustenta. Interessante que quando estamos aflitos temos dificuldades para pegar no sono e dormir tranquilos. Davi não só dorme tranquilo como acorda com a sensação do cuidado de Deus na vida. Ele não é tomado pelo temor que tira o sono, ele dorme e acorda com o coração confiante na ação de Deus para todos os pormenores da sua vida. Como precisamos desta certeza no coração para dormirmos e acordarmos com a certeza de que Deus nos sustentará sempre. Aconteça o que acontecer, dormiremos na paz do eterno Deus. Davi entra em descanso porque ele confia em Deus. Devemos fazer o mesmo porque confiamos no nosso Deus (Alcindo Almeida).

O olhar de Jesus

(Mateus 9.10-11)
Max Lucado diz algo extraordinário: O segredo para amar é ser amado. Esse é o primeiro passo esquecido nos relacionamentos[1]. O texto de Mateus 9.10-11 diz: Estando Jesus em casa, foram comer com ele e seus discípulos muitos publicanos e pecadores. Vendo isso, os fariseus perguntaram aos discípulos dele: Por que o mestre de vocês come com publicanos e pecadores? Esse era um grande problema dos fariseus, eles não sabiam o que era ser amado porque nunca experimentaram o amor de Deus na vida. Por isso, eram secos e notaram só o fato de Jesus comer com pecadores. Nem notaram a importância dele investir em pecadores e amar gente que estava perto dele. Provavelmente ao comer em casa com pecadores, Jesus quis chamar a atenção daquela classe “humilde” e “simples” que era a dos fariseus. Claro que estou ironizando. Meu Deus! Que raça miserável essa dos fariseus não? Ela só olhava para o lado externo das pessoas, para as atitudes superficiais das pessoas. Uma pena que nunca olhava…

Minuto de graça #16 - Renove a sua esperança no meio do desânimo

https://www.youtube.com/watch?v=0s9s939GDJQ&feature=em-upload_owner

Cristo no centro de tudo

Lembremos dessa verdade, quando procuramos todas as honras para nós mesmos, desviamo-nos de Jesus e da sua cruz. Porque a perspectiva bíblica é Cristo no centro de tudo e não nós (Alcindo Almeida).

Transformados para sempre

O Evangelho cristão ensina que somos salvos — transformados para sempre — não por nossos atos, nem mesmo pelo que Jesus diz a quem encontra, mas pelo que ele fez por nós (Encontros com Jesus. Timothy Keller).

Acontecimentos da vida de Jesus

O melhor modo de descobrirmos a graça e o poder transformadores de Jesus é olhando para o que ele realizou nos principais acontecimentos da sua vida: no nascimento, no sofrimento no deserto e no jardim do Getsêmani, nas últimas horas com os discípulos, na morte na cruz e na ressurreição e ascensão (Encontros com Jesus - respostas inusitadas aos maiores questionamentos da vida. Timothy Keller).

A nova visão de Deus

A cruz foi e ainda é um chamado a ser diferente uma nova forma de lidar com o mal e, por fim, uma nova visão de Deus (N. T. Wright).

A oração não é algo simples

A oração não pode ser resumida a uns poucos momentos de meditação sonolenta realizada no final do dia, ou alguns poucos momentos preguiçosos e desatentos no início do dia (N. T. Wright).

Três letras

O mal é uma palavra de três letras; da mesma forma graças a Deus, também é o bem! (N. T. Wright).

A cruz é a fonte para tudo

O caminho da cruz é a forma totalmente diferente de tratar das questões sérias da vida e os problemas existenciais. A cruz é a fonte para todo o problema da alma humana (Alcindo Almeida).

Um sentido da vida

A fé não contradiz a razão, mas a transcende por meio de uma jubilosa libertação divina dos frios e austeros limites da razão e da lógica humanas. Somos surpreendidos e deleitados por um sentido da vida que não poderíamos imaginar por nós mesmos (Surpreendido pelo sentido - Alister McGrath).

Uma história sobre Deus

A Bíblia não é um manual de instruções que contém princípios de espiritualidade — como levar a si mesmo e Deus a sério, como tornar seu trabalho diário um ministério santo. Ela não é um guia de auto-ajuda para os que estão perplexos e famintos espiritualmente. Ela é uma história — uma história sobre Deus em busca da humanidade e sobre o estabelecimento progressivo do reino de Deus na terra. E essa história envolvente é contada por meio de histórias (como a que iremos contar). A Bíblia nos fala de Deus e da fé ao usar a expressão “Era uma vez...”. A narrativa é o estilo dominante na Bíblia (Paul Stevens. A espiritualidade na prática: encontrando Deus nas coisas simples e comuns da vida, p.14).

Deus nos dirige

A providência de Deus significa que ele me dirige e que minha vida não é um amontoado de acidentes. O propósito de Deus significa que ele me envolve em uma missão irresistível, capaz de transformar o mundo. E as boas-vindas de Deus significam que eu sei, contínua e profundamente, que ele me aceita, me aprova e — mais impressionante de tudo — tem prazer em mim (Paul Stevens. A espiritualidade na prática: encontrando Deus nas coisas simples e comuns da vida, p.12).

Em nome de uma religião?

Como você pode assassinar crianças em nome de uma religião? Impossível ser em nome do Deus da criação! Pode sim, em nome de um ser humano obeso no ego, no orgulho e na podridão do ser e da alma (Alcindo Almeida).

Aniversário da IPAlpha em setembro

Nancy Hanks - (Mãe de Abraham Lincoln)

Lincoln tinha somen­te nove anos quan­do sua mãe mor­reu, e eles ama­vam-se muito e ela não teve o privilégio de ver no que seu filho se tornou. Ele foi criado na fazenda e desde cedo sua mãe o motivou a estudar, mas não teve oportunidade tão cedo. Sua mãe com uma vida difícil como costureira em Kentucky, era contratada para fazer roupas para casamentos e funerais. Ela se tronou conhecida por causa da sua ética profissional, inteligência, alegria e organização. E também foi conhecida por ser religiosa. Ela se casou com Thomas Lincoln e um ano depois nasceu a filha Sarah e em 12 de fevereiro de 1809, nasceu o menino saudável que foi colocado numa cama improvisada feita de madeira de palha de milho. Ele recebeu o nome do avô paterno: Abraham Lincoln. Em 1811, osLincolns semudarampara uma nova fazenda, cerca de 16 Km da antiga.Enquanto suamãe e Sarah ficavam em um acampamento temporário, seu pai e ele, era a visão dada ao mundosobre este país e outra a realidade vivida pelo mesmo. Depois d…

Minuto de graça #15

Compartilhemos a vida de Deus realizando missão http://youtu.be/hdeum71ZMn0

A maneira de Jesus lidar com o ser humano

Olhemos para a maneira de Jesus lidar com o ser humano, ele simplesmente não liga o que pensarão acerca dele. Ele não se incomoda em comer com gente que perante a sociedade da sua época, não valia absolutamente nada. Ele senta, conversa e come com elas (Livro: O Jesus da proximidade).

Teologia cristã

Toda teologia cristã que entra em conflito com o Evangelho, deixa de ser teologia e se transforma numa mera ideologia humana. Teologia genuína é proclamadora do Evangelho, porque o Evangelho tem Cristo como centro de tudo (Alcindo Almeida).

Renove a esperança no meio do desânimo

A palavra ânimo significa “alma, espírito, coragem, vontade” e quando nos encontramos desanimados é sinal de que nossa alma está doente, insatisfeita com algo ou alguém. Nesse momento é que percebemos a necessidade urgente do mergulho profundo, para conhecer e observar nosso interior e descobrir o que ou quem está nos ferindo e nos machucando. O desânimo faz com que fraquejamos na fé em Deus. No texto de Lamentações 3 Jeremias está desanimado, não por causa dele mesmo, mas, pelo cativeiro do povo de Israel na Babilônia, pois o povo estava sem pátria. Então ele fala de aflição, amargura, absinto e fel. Jeremias fala que está abatido dentro da sua alma. Parece que muitas vezes nos encontramos da mesma forma, parece que nada dá certo e que um caminhão de areia caiu sobre a nossa cabeça. No meio de tudo isso, vem ao coração um texto que fala da esperança no meio da dor, da aflição e da angústia. O texto diz: Quero trazer memoria aquilo que pode me dar esperança.
Jesus Cristo é a nossa esp…

Tudo sobre oração

É Jesus, ele mesmo orando, quem nos ensina a orar. Ele sabe tudo sobre oração. Aprendeu a orar em meio a lutas e lágrimas de sua vida na terra. É o trabalho que mais lhe dá prazer no céu; lá ainda exerce uma vida de oração (Andrew Murray. Com Cristo na escola de oração).

Momentos de calmaria

Jesus transforma as tempestades mais cruciais em momentos de calmaria e graça (Livro: O Jesus da proximidade).

Série Igreja Centrada na IPAlpha

O Pr. Jonas Madureira estará com a gente hoje a noite às 19:30 e amanhã às 10:45. Ele é professor de filosofia na Faculdade Teológica Batista (SP), no Servo de Cristo e no Betel Brasileiro. Venham celebrar conosco na IPAlpha.

Mensagem de lançamento do novo livro

Segue o link: https://goo.gl/caEdyl

Lançamento do livro Depressão na IPAlpha