Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

A graça da afeição

A afeição nos torna pessoas mais dóceis no falar, no agir e no processo de tomar cuidado com o temperamento de cada um. A afeição pode amar os que não possuem atrativos. Nós começamos a aprender mais com Deus que nos ama sem sermos dignos do amor dele. A afeição não espera demasiado, ela nos ajuda a trabalhar com as falhas e faltas do outros sem dar vazão para as discussões. A afeição abre nossos olhos para a bondade que não teríamos visto, nem apreciado não fosse por causa dela. A afeição destrói qualquer tentativa de ofendermos nosso cônjuge quando estamos bravos ou irritados (Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge).

Compartilhando as memórias

Tanto o casamento como os relacionamentos se baseiam na amizade. Temos de pensar em construir a vida na compreensão, no compartilhar as memórias, no envelhecer lado a lado e de ser honesto um com o outro em todo tempo (Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge).

Débora, uma mulher que amava a Deus - Juízes 4 e 5

Débora (abelha do mel) era mulher de Lapidote e foi uma mulher que amava a Deus, obedecia a sua Palavra e seguia as orientações do Senhor. Débora foi chamada pelo Senhor para ser juíza em Israel. O texto diz nos diz: E os filhos de Israel subiam a ela a juízo (Juízes 4.5). Toda a nação a reconhecia como líder e, enquanto julgava os problemas espirituais e materiais do povo, ela também os instruía nos caminhos do Eterno Deus. Ela fazia isso porque amava ao Senhor de todo o coração. Além disso, também Débora era profetisa e porta-voz dos ensinos espirituais para o povo de Israel. Vejamos alguns ensinos sobre a vida de Débora: 1. A visão dela era moldada pelo relacionamento com Deus: Embora as mulheres do mundo antigo geralmente não se tornassem líderes políticos, Débora foi justamente a líder de que Israel precisava – uma profetisa que ouvia a Deus e que cria nele, cuja coragem estimulava o povo, capacitando-o a libertar-se da opressão estrangeira.
O povo de Israel caiu em desespero por c…

Renovação da comunhão

Jesus vem para trazer a restauração entre o criador e sua criação. Ele vem para produzir redenção no processo de renovação da comunhão do Eterno Deus com os seres criados (Redenção graciosa - Livro de Romanos).

Palavras gentis

As palavras gentis têm grande poder de cativar e até de curar porque expressa reconhecimento, respeito, atenção pelo outro, são palavras construtivas, cativantes, salvadoras. A gentileza faz bem para nós e para os outros, causa-nos alegria e dá importância aos outros. Palavras edificam e somam para nossa vida. Palavras boas constroem e produzem vida. Não é por acaso que o salmista diz que de boas palavras transbordam seu coração (Alcindo Almeida).

Meditando em II Coríntios 4.7

Precisamos aprender que no Reino de Deus somos apenas vasos de barro que devem servir para a glória do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Para aqueles que são vasos de barro não tem opção a não ser se render à vontade soberana do oleiro. Se não reconhecermos nossa fragilidade e nos quebrarmos na presença do Senhor, buscaremos uma glória tão somente humana e jamais a divina (Alcindo Almeida).

A paz no coração

Nós somos chamados pela graça de Jesus Cristo. Somos escolhidos pelo amor dele para carregar a sua paz no coração porque o eterno Deus nos ama com um amor eterno. Somos amados dele chamados para o projeto da santidade, da vida de comunhão com o eterno todos os dias da nossa vida (Redenção graciosa - Livro de Romanos).


O anúncio do Evangelho

O anúncio do Evangelho não é meramente um conjunto de informações. Mas, um testemunho da vida de Deus em nós. Há uma diferença em se elaborar um discurso e apresentar um testemunho. O Evangelho é o anúncio de experiências vividas por pessoas (Ricardo Agreste).

Deus escolheu o menino do campo - (I Samuel 16.11)

Quando olhamos para a escolha do novo rei de Israel pela instrumentalidade de Samuel, percebemos que Davi foi o último a ser visto. Ele entra na história anonimamente, referido sem a menor importância pelo pai como apenas o caçula. Seu pai diz: Ainda tenho o caçula, mas ele está no campo cuidando das ovelhas (I Sm. 16.11). Quem é o caçula de oito irmãos, provavelmente, nunca será lembrado senão como sendo o mais moço. Com certeza Davi era alguém que não seria um forte candidato para uma posição de prestígio. A opinião condescendente de seu pai sobre ele (compartilhada presumivelmente por seus irmãos) é confirmada por sua ocupação: cuidando de ovelhas. A menos importante de todas as tarefas numa fazenda, aquela em que mal poderia causar qualquer prejuízo. Correspondente, no nosso sistema econômico atual, a levar o cachorro para passear ou empacotar as compras dos fregueses num supermercado.
Como Davi estivesse ausente, e a maior parte do tempo ignorado enquanto apascentava as ovelhas, …

Detalhes que se conectam

A vida não é um acúmulo de abstrações como amor e verdade, pecado e salvação, redenção e santidade. A vida é a realização de detalhes que se conectam: nomes e impressões digitais, endereços e temperatura local, almoço e jantar, na hora do nosso banho e no cafezinho com a vovó. Deus se mostra a nós não através de uma fórmula metafísica ou por meio de fogos de artifícios, mas ele se mostra por meio das diversas histórias que costumamos contar a nossa família, para que saibam quem são e de que modo crescerão como seres humanos, ou que contamos aos nossos amigos sobre quem somos e o que é ser um ser humano. É assim que vivemos no relacionamento com Deus, ele se conecta em nós através do nosso dia-a-dia, ele vem no jeito simples mesmo. É quando a gente está andando, comendo e chorando e rindo. Tenhamos esse tipo de conexão com o nosso amado Deus (Pr. Alcindo Almeida).

A humanidade de Davi

Davi é um desses personagens bíblicos que vive com intensidade e paixão, seja como rei, poeta, pai, marido, amante ou pastor. A humanidade de Davi é um dos retratos mais bem pintados em toda a Bíblia. Não é sem propósito que Davi foi chamado de homem segundo o coração de Deus, mas, ao mesmo tempo, ninguém na história bíblica é narrado com tantos detalhes, e muitos deles trágicos e marcados pelo pecado, como Davi. Ninguém também viveu tão intensamente e apaixonadamente com Deus como ele. Seja na confissão como no lamento, seja protestando ou expressando sua mais profunda gratidão, Davi coloca toda sua vida diante de Deus e nisso está sua espiritualidade (PETERSON, Eugene. Transpondo muralhas – Espiritualidade para o dia-a-dia dos cristãos. Rio de Janeiro: Habacuc, 2004, p.4).

O verdadeiro sentido do Evangelho

O sentido completo da encarnação do Filho de Deus é que o Pai ingressa na nossa condição humana, ela a adota e vem até onde nos encontramos para nos salvar, para nos redimir. Esse é o verdadeiro ensino do Evangelho, o Deus que vem morar na terra, no meio de gente torta para amar e interceder por ela (Alcindo Almeida).

Minuto de graça 7 Contemplando Deus

Minuto de graça 6 Monumento X Memorial

Minuto de graça 5 O abraço do Filho de Deus

Minuto de graça 4 Visando o cuidado dos outros

Minuto de graça 3 Verdadeiros diante do Pai

Minuto de graça 2 - Rendição do coração

Aprendendo da sabedoria

A sabedoria requer um sistema de valores, de crenças, um referencial sobre o qual aplicamos o nosso conhecimento. Este referencial é mais importante do que todos os fatores aptidão, memória e raciocínio. A sabedoria é mais uma qualidade moral, que uma qualidade intelectual. (Meu novo livro: Aprendendo da sabedoria).

Não podemos ficar inertes

Hoje acompanhei no jornal que o número de assassinatos aumentou consideravelmente. E os jovens são os maiores infratores. Fico aqui me perguntando: o que fazemos como cidadãos para influenciar nossa geração? Quais os valores que passamos para nossa juventude? E o governo? Esse deixa para lá porque é uma vergonha, ele está assassinando nosso valores aos poucos, na educação, na saúde, na segurança e na formação do cidadão como. A questão é séria demais porque sem querer traduzir um discurso pessimista, com tanto descaso das famílias e do governo, teremos o aumento da violência e da falta de respeito pela criação do Eterno Deus, que é o ser humano! Como cristãos, não podemos ficar inertes, temos que anunciar os princípios do Reino que visam o respeito, a justiça e o amor pela criação.

Monumento X Memorial

Interessante notarmos a cultura egípcia, os egípcios erguiam templos funerários e túmulos grandiosos. Sabemos das três pirâmides do deserto de Gizé. Junto a elas está a esfinge mais conhecida do Egito, que representa o faraó Quéfren. E o ponto para eles é que há um monumento. O monumento lembra pessoas e a honra que deve ser dada a elas. Mas, o memorial na visão hebraica traz a ideia de lembrança encarnada nas palavras da Ceia do Senhor. Não é apenas recordação do passado, mas um reviver da realidade da fé, da eternidade, da comunhão. A memória nos lembra da fé e nos direciona para Deus e isso traz esperança, graça e certezas no coração. O memorial nos remete para a fé em Cristo e suas palavras (Alcindo Almeida).

Estudo 12 - Miriã: uma moça forte e corajosa

E sua irmã postou-se de longe, para saber o que lhe havia de suceder (Êxodo 2.4). Miriã cujo nome pode significar amargura era a irmã mais velha de Moisés, a criancinha que foi colocada num cesto de junco para que fosse salvo da morte. O decreto de Faraó foi desumano, duro e impiedoso: Toda criança hebreia do sexo masculino deveria ser morta. Claro que a menina Miriã sofreu por causa do seu pequeno irmão recém-nascido.
Miriã sabia que a situação era difícil. O que ela fez? • Aprendeu com seus pais a confiar no Senhor.
• Aprendeu com seus pais a amar seus irmãos.
• Aprendeu com seus pais a ser fiel à família.
1. Miriã é temente a Deus: Nós olhamos para essa moça e percebemos que mesmo jovem, mostrou possuir espírito forte e também uma sabedoria. Uma líder do povo de Deus num momento crucial da história. Foi ela quem dirigiu a celebração depois da travessia do Mar Vermelho e que transmitiu a Palavra de Deus ao povo, compartilhando com eles sua jornada de quarenta anos no deserto. Apesar de t…

Agenda do coração

Uma das metáforas da vida espiritual é a da jornada de caminhar com o Eterno dentro de nós. Só que encontrar-se com ele é mais do que ir de um lugar para outro. Precisamos de uma agenda do coração, precisamos de um tempo a sós com ele. Como diz Henri Nouwen: Precisamos sentir as batidas do coração do Pai quando cultivamos a presença dele em nós. Pensemos sobre isso!

O que significa a vida contemplativa?

Para mim, significa a procura da verdade e de Deus. Significa encontrar o verdadeiro significado da vida, e o lugar certo na criação de Deus. Significa renunciar à maneira como se vive no mundo. E a única maneira de termos este momento de contemplação é reconhecermos a grandeza de Deus em nós e experimentarmos o momento de contemplação dele no tempo de devoção, isso nos faz depender do nosso criador e não de nós mesmos (Meu livro Poesia e Oração).

Minuto de graça número 1 - A sabedoria na vida por Alcindo Almeida

Aprender é conseguir realizar determinada tarefa ou movimento (como, por exemplo, um salto de ginástica). Aprender é desenvolver competências para ser capaz de criar soluções para problemas. Aprender é absorver conhecimentos que possibilitem uma nova visão de mundo. Precisamos não apenas aprender sobre o conhecimento da sabedoria, mas devemos internalizá-la dentro do coração para que tenhamos uma visão do mundo de Deus na vida diária. Para que tenhamos uma visão das realidades bíblicas para que agrademos e sirvamos ao Senhor com um coração cujo aprendizado é o da sabedoria do alto. Não é por acaso que Tiago diz que se temos falta de sabedoria, peçamos ao Eterno Deus que nos dá de maneira liberal.

A volta do filho pródigo

"Para me tornar como o Pai de quem a única autoridade é a misericórdia, tenho de verter inúmeras lágrimas e preparar meu coração para receber qualquer pessoa, não importa qual tenha sido sua jornada e perdoá-la com esse coração" (A volta do filho pródigo, p.141).

A espiritualidade na prática

Vemos Deus iluminando todas as passagens da vida de uma pessoa — o nascimento, a juventude, a chegada da fase adulta, o sair de casa, o estabelecer-se numa profissão, casar-se, tornar-se pai ou mãe, retornar às raízes, tornar-se avô ou avó e finalmente dizer adeus a este mundo. A história de Jacó nos leva do útero ao túmulo, ou, mais precisamente, da concepção à ressurreição. Mostra-nos uma espiritualidade terrena, como a demonstrada na vida de Jesus, a pessoa mais humana que jamais passou pela história. Jesus era o convidado favorito para jantar em Jerusalém; andava lado a lado com cobradores de impostos, era tocado por prostitutas, saía para pescar e trabalhava em uma carpintaria _________ R. Paul Stevens. A espiritualidade na prática: encontrando Deus nas coisas simples e comuns da vida. Viçosa, MG: Ultimato, 2006, p. 13.































Uma dica de para nós como pais - (Deuteronômio 6.7)

A palavra traduzida por “ensine” é um vocábulo hebraico que significa “afiar” no sentido literal e “repetir” no sentido figurado. Para afiar uma lâmina, é necessário raspar seu fio repetidas vezes em uma pedra. O verbo apresenta-se em forma intensiva, sugerindo ensine essas palavras a seus filhos continuamente; converse sempre sobre elas e ponha-as em prática diante deles. Essa instrução era além dos cultos domésticos e das orações padronizadas de agradecimento antes das refeições. Uma devoção a Deus deveria envolver a casa toda, a começar pelo casal, na condição de marido e mulher e, após a chegada dos filhos, na condição de pais. Nossa! Que responsabilidade enorme temos como pais de "afiar" o coração dos nossos filhos com as Escrituras Sagradas (Alcindo Almeida).

Façamos a vida valer à pena

-Texto de Atos 13.36: Porque Davi, na verdade, havendo servido a sua própria geração pela vontade de Deus, dormiu e foi depositado junto a seus pais e experimentou corrupção. Acredito que devemos pensar e realizar algumas coisas na vida antes da morte que passam despercebidas por nós. Na verdade, são tantas coisas que poderíamos fazer e deixamos para depois! E quando é chegado o tempo de partir desta vida, olhamos para trás e percebemos que não valorizamos várias questões da vida! Quantos param para pensar sobre este momento da partida? Quero citar um filme estrelado por Jack Nicholson e Morgan Freeman: Antes de partir e foi uma profunda mensagem para meu coração. Você começa a ver o filme e não se distrai em nenhum momento. Nicholson vive Edward Cole, um milionário gestor de hospitais cujo lema é um número: dois leitos por quarto e nunca menos. Freeman é Carter Chambers, um mecânico que abandonou seus sonhos de juventude quando viu que teria uma família para alimentar. Quando os dois …

Joquebede: A mãe que confiou no Senhor

Estudo 11
(Êxodo 2.1-10)
Moisés é conhecido em todo o mundo e embora sua mãe não seja lembrada nem pelo nome, certamente ela foi importante para sua formação. Ela teve influencia por se tornar num grande homem. A filha do Faraó, princesa do Egito certamente era também uma grande mulher que Deus usou para cooperar na formação e crescimento de Moisés. O Faraó temia uma revolta por parte do povo de Israel que morava no Egito desde a fome que teve no tempo em que José era governador. Como o povo de Israel estava crescendo muito, Faraó mandou as parteiras matarem as crianças. Elas temeram a Deus e não fizeram isso. Mesmo assim o Faraó mandou matar todos os bebês do sexo masculino jogando-os no rio Nilo para que morressem afogados. Só que Deus na sua soberana vontade tinha um plano para Moisés e para salvar o seu povo do Egito. Onde esta criança poderia ser educada e protegida destes perigos? Na casa do próprio Faraó! A filha do Faraó pagou o salário da mãe de Moisés para criar seu próprio fi…

As incoerências do nosso jeito de ser

Essa vida é cheia de incoerências mesmo! Vivemos uma hora no isolamento em outra hora na ternura, por vezes passamos por momentos perturbadores, temos nossas formas inconstantes de ser. Ás vezes, somos os mais corajosos da vida e depois os mais covardes. Às vezes, temos graça e riso na vida e no outro dia ficamos tristes por causa das dores da vida. Ainda bem, que mesmo com essa incoerência em nós o Eterno Deus nos ama, nos aceita e caminha ao nosso lado dizendo sempre: Eu estou com você não importa o que aconteça, eu amo você apesar de todas as incoerências do seu jeito de ser. Graças a nosso amado por isso! (Alcindo Almeida).

Possibilidade de sonhar

Nem tudo pode ser programado. Os cálculos têm resultados imprevistos. Misturamos em nós possibilidade de sonhar e necessidade de rastejar, medo e fervor (Lya Luft).

Um compromisso de dar e receber

O casamento é um compromisso de dar e receber: você precisa estar disposto a dar exatamente o que deseja receber (Josh Mcdowell. Aprendendo a amar)

Inscrições para o Summit Brasil 2013

As inscrições para o Summit Brasil 2013 estão abertas! O Global Leadership Summit é um evento que existe com o objetivo de transformar líderes cristãos ao redor do mundo, trazendo inspiração para o alinhamento da visão de expansão do Reino de Deus e o aprimoramento de habilidades em benefício da igreja local. Neste ano estão entre os preletores: Colin Powell, Mark Burnett, Andy Stanley, Bill Hybels, entre outros.
Você pode fazer sua inscrição diretamente na Igreja Presbiteriana em Alphaville ou pelo e-mail secretaria@ipalpha.com.br com Vanja.Para mais informações e inscrições online acesse o site www.summitbrasil.org
Obs: As sessões do Summit foram gravadas previamente e são exibidas em formato de vídeo legendado em alta resolução.
Http://ipalpha.com.Br/summit-2013/pagina-estatica/summit-2013

A MINHA FAMÍLIA de Regis Danese

Não há pais perfeitos

“Não existe essa história de pais perfeitos; sendo assim, sem dúvida, você errou feio em muitas áreas. É óbvio — infelizmente — que não podemos desfazer erros do passado. Confesso que daria quase tudo por outra chance de poder aplicar os princípios que só consegui descobrir depois dos erros crassos que cometi. Mas temos duas alternativas: passar o resto dos anos nos lamentando no quintal das lembranças ou olhar para a frente e tomar a iniciativa de criar um futuro mais positivo. Vamos ficar com a segunda opção. Se não podemos corrigir os erros do passado, podemos repará-los e recomeçar. Descobri, muitos anos depois de criar meus filhos, que nunca é tarde demais para começar o processo de cura” (Swindoll, Charles. Filhos: da sobrevivência ao sucesso. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2007, p.11).

Relacionamento familiar

Vivemos dias difíceis na sociedade e isto tem refletido no relacionamento familiar. Os filhos abandonam seus pais, alguns espancam, outros xingam e blasfemam dos seus pais. Alguns pais matam, humilham e também espancam seus próprios filhos e os levam à grande ira e impaciência na vida. Em Efésios 6.1-4, Paulo traz alguns conselhos e exortações que nos ajudam a fugir desta realidade e construirmos famílias sólidas e sadias, ele mostra como deve ser a sujeição no temor de Cristo entre mulheres e maridos. Ele fala sobre o respeito e amor acompanhado de honra que os filhos devem ter para com os pais. Também, os pais não devem tratar mal aos seus filhos e nem provocar a ira na vida deles. A sujeição na família com o temor a Cristo gera respeito, paz e maturidade em nossas famílias (Livro Graça divina).

Dicas para pais

1. Amem e valorizem a cada um de seus filhos, investindo tempo neles distintamente.
2. Sejam sensatos na compreensão de suas diferenças e propicie um ambiente de amor e aceitação entre todos.
3. Nunca façam comparações entre eles – ensinem a respeitarem suas diferenças.
4. Não permitam a manipulação psicológica de seus filhos. Fiquem atentos.
5. Conversem sempre com seu cônjuge quanto ao tratamento dado aos filhos. Vigiem para não tirar a autoridade do seu cônjuge no trato para com os filhos.
6. Mantenham uma “porta-aberta” para seus filhos expressarem seus sentimentos (Livro Graça divina).

Capacidade de perdoar - Pb. Wallace Sabaini

Texto de João 21.1-17: Depois de terem se alimentado, Jesus disse a Simão Pedro: “Simão, filho de João, você me ama mais do que estes?”. “Sim, Senhor, tu sabes que te amo.” Jesus disse: “Alimente meus cordeiros”. Então, perguntou pela segunda vez: “Simão, filho de João, você me ama?” “Sim, Senhor, tu sabes que te amo.” Jesus disse: “Tome conta das minhas ovelhas”. Jesus perguntou pela terceira vez: “Simão, filho de João, você me ama?” Pedro ficou aborrecido por ele ter perguntado a terceira vez: “Você me ama?”. Então, respondeu: “Senhor, tu sabes de tudo. E tu sabes que te amo”. Jesus disse: “Alimente minhas ovelhas. Vou dizer uma verdade: quando você era jovem, vestia-se e ia aonde queria, mas, quando for velho, estenderá as mãos enquanto outra pessoa irá vesti-lo e levá-lo para onde você não quer ir”. Ele disse isso para indicar o tipo de morte pela qual Pedro iria glorificar a Deus. Em seguida, ordenou: “Siga-me!”
Quando Pedro declarou que nunca negaria ao Senhor Jesus foi algo bem …

Leituras no mês de julho de 2013

SOUSA, Ricardo Barbosa. A espiritualidade, o Evangelho e a igreja. Minas Gerais: Ultimato, 2013. O modelo de espiritualidade intimista que invade as livrarias e até mesmo a igreja é uma versão religiosa do individualismo narcisista da sociedade. Uma espécie de escapismo subjetivo que nos afasta da realidade e das verdades bíblicas. Em A Espiritualidade, o Evangelho e a Igreja, o pastor Ricardo Barbosa deixa claro que a espiritualidade cristã e bíblica reconhece a centralidade da cruz e encontra nos Evangelhos – na pessoa de Cristo – e na presença do reino de Deus sua forma e seu conteúdo. Uma preciosa coletânea de textos, organizados em três blocos temáticos – “Espiritualidade”, “Evangelho” e “Igreja” – que guiam o leitor pelos tortuosos caminhos da religiosidade dos nossos dias. Contém 136 páginas. MCDOWELL, Josh Sean McDowell. Mais que um carpinteiro. São Paulo: Voxlitteris, 2012. Num cenário onde o ateísmo e outras doutrinas tentam transformar em mito a verdade dos evang…