Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

Ed René Kivitz - TALMIDIM: Aflições

Ed René Kivitz - TALMIDIM 325: Chorar

Café dos homens na IP Alphaville

Convidamos os amigos para um precioso café!
Dia: 15 de junho Horário: 8:30 às 10:30 Preletor:  Adauto J. B. Lourenço:Bacharel em Física pela Bob Jones University - EUA e M Sc. Formou-se em Física pela Clemson University nos EUA. Foi pesquisador do Max Planck Institut na Alemanha e do Oak Ridge National Laboratory nos EUA e professor da Universidade de Americana no estado de São Paulo. Hoje faz palestras pelo Brasil e Estados Unidos defendendo a teoria criacionista. Venham e tragam  amigos para esse tempo juntos!
____________________________
Endereço: Igreja Presbiteriana em Alphaville
Largo da Igreja, 01 Santana de Parnaíba – SP.

Leituras no mês de maio de 2013

KIVITZ, Ed René. Talmidim - O passo a passo de Jesus. São Paulo: Mundo Cristão, 2012. Na Galileia do tempo de Jesus, os meninos em Israel iniciavam seus estudos da Torá aos 6 anos. Aos 10, quando completavam o primeiro estágio, a escola primária, chamada Beit Sefer, já tinham a Torá decorada. Apenas os alunos que se destacavam seguiam para a escola secundária, Beit Talmud, e mergulhavam no restante das Escrituras e na tradição oral dos rabinos e suas muitas interpretações e aplicações da Torá. Aos 14 e 15 anos, somente os melhores entre os melhores estavam estudando, geralmente aos pés de um rabino famoso e respeitado. Esses pouquíssimos meninos da elite intelectual de Israel eram chamados talmidim (do hebraico: talmid, discípulo; talmidim, discípulos). Apesar de ser considerado um rabino marginal, não reconhecido formalmente pelas autoridades religiosas de seu tempo, Jesus de Nazaré também tinha seus discípulos e seguidores, seus talmidim. Este livro apresenta a essência da mensagem …

Raquel – a amada de Jacó

Como sabemos, Raquel (ovelha) era filha de Labão e irmã de Lia. O texto sagrado diz que essa moça se tornou a amada de Jacó. Mas, apesar de Jacó amá-la tanto, não foi com ela que ele se casou, primeiramente. Lendo a história em Gênesis vemos que o Labão enrolado, pai de Raquel e Lia e tio de Jacó, foi injusto com Jacó e deu filha mais velha a Jacó como esposa. Este foi um ato de traição que deixou Jacó triste, porque o interesse de Labão era porque com a presença de Jacó, ele era abençoado e tinha um ótimo empresário de ovelhas e gados como seu genro. E assim ele exigiu que Jacó o servisse por sete anos para ter sua filha mais nova. Jacó não mediu esforços e concordou com seu sogro com o propósito de ter Raquel como esposa porque o texto mostra que Jacó a amava com o desejo mais profundo do seu coração. Depois destes sete árduos anos (na realidade foram quatorze), finalmente, ele conseguiu ter o amor de sua vida em seus braços. Cada gesto seu mostrava a todos, inclusive para sua mulher…

Um mal terrível chamado inveja

Estou olhando para a vida de Raquel em Gênesis 30.1-3, e por ser estéril, ela teve inveja de sua irmã Lia. Isso lhe causou males profundos no coração. É terrível quando somos dominados pela inveja, ela nos impede de ver virtudes e qualidades nos outros. Que Deus nos livre desse mal terrível chamado inveja (Alcindo Almeida).

Pessoas feridas que curam

Quando nossas feridas deixam de ser uma fonte de vergonha e passam a uma fonte de cura, tornamo-nos pessoas feridas que curam. Jesus é o enviado de Deus que, mesmo ferido, cura. Por meio de suas feridas somos curados. O sofrimento e a morte de Jesus trouxeram alegria e vida. Sua humilhação trouxe glória; sua rejeição, uma comunidade de amor. Como seguidores de Jesus, também podemos permitir que as nossas feridas tragam a cura aos outros" (Henri Nouwen - Pão para o caminho).

Poesia e Oração

"No meio das lutas e tempestades da vida nos sentimos fracos, desanimados e aflitos. Nessa hora, precisamos pedir que Deus venha ao nosso encontro como um Oásis no deserto e seja o nosso alento e proteção nas lutas. A nossa atitude no meio da nossa crise e tribulação, deve ser a de nos lembrar sempre que Deus está assentado no seu trono. Deus é aquele que nunca pode perecer. Ele reina e ainda olha para a nossa dor e tribulação. Ele se levanta e tem piedade de nós e vem nos ajudar" (Poesia e Oração, Volume 3).

Novo livro de Ricardo Barbosa de Sousa: A Espiritualidade, o Evangelho e a Igreja.

A Espiritualidade, o Evangelho e a Igreja
O modelo de espiritualidade intimista que invade as livrarias e até mesmo a igreja é uma versão religiosa do individualismo narcisista da sociedade. Uma espécie de escapismo subjetivo que nos afasta da realidade e das verdades bíblicas. Em A Espiritualidade, o Evangelho e a Igreja, o pastor Ricardo Barbosa deixa claro que a espiritualidade cristã e bíblica reconhece a centralidade da Cruz e encontra nos Evangelhos – na pessoa de Cristo – e na presença do reino de Deus sua forma e seu conteúdo. Uma preciosa coletânea de textos, organizados em três blocos temáticos – “Espiritualidade”, “Evangelho” e “Igreja” –,que guiam o leitor pelos tortuosos caminhos da religiosidade dos nossos dias.

Estorvo por Ed René Kivitz

Estorvo - Talmidim 137 - Ed René Kivitz http://www.cristao.tv/video-142.htm

Está Consumado - Stênio Marcius e Diego Venâncio

A dinâmica da aliança divina

Dizem os estudiosos que Rebeca tinha uns 20 anos enquanto que Isaque 40 anos. O texto diz que quando o moço falou com sua família sobre a necessidade de ir embora logo, foi perguntado a ela: Queres ir com esse moço? E ela respondeu: Sim, irei. Vejam nas entrelinhas Deus movendo o coração de Rebeca para ela ir e ver os processos divinos acontecendo em seu coração. Ela simplesmente vai com o estranho servo de Abraão e confia nos processos da aliança divina. E o texto sagrado afirma que Rebeca partiu e nos versículos 62 a 67 o texto diz: Isaque tinha acabado de voltar de uma visita a Beer-Laai-Roi. De tardezinha, saiu para o campo. Enquanto meditava, olhou e viu os camelos que se aproximavam. Quando Rebeca avistou Isaque, desceu do camelo e perguntou ao empregado: Quem é aquele homem que está vindo em nossa direção? Aquele é meu senhor, foi a resposta. Então, ela pegou o véu e se cobriu. Depois que o empregado deu a Isaque o relatório completo da viagem, Isaque levou Rebeca para a tenda d…

Creiamos na providência divina sempre com graça - Gn. 24.1-7

Eleazar viajou 800 quilômetros para buscar Rebeca. As mulheres buscavam água fresca todas as tardes e Rebeca fez isso e ao ver um estranho que pediu de beber para ele e seus camelos, Rebeca fez isso sendo totalmente submissa.
Eu fico imaginando as ações dessa moça olhando para aquele moço de Deus. Ela atendeu ao pedido do rapaz. Isso significa que Rebeca foi, no mínimo, hospitaleira, além de muito simpática e obediente. Ela poderia ter dito que não tinha água suficiente para dar aos camelos, mas somente para o servo de Abraão. Porém, ela foi resposta de Deus, conforme a oração do servo (Gênesis 24.10-14). E é isso que a Palavra de Deus nos ensina, que a “vontade de Deus é boa, perfeita e agradável” (Romanos 12.2), ela completa todas as expectativas, sem ser somente boa, ou só perfeita, mas deve também ser agradável.
Rebeca era uma pessoa boa e foi encontrada trabalhando (Gênesis 24.15), disposta a servir (Gênesis 24.18-20) e preparada para o encontro (Gênesis 24.14, 15, 18, 58). Um ex…

Dicas para a vida a dois

Aprenda a contar até 100, antes de responder aos estímulos e às provocações. Respostas precipitadas sempre destroem em vez de construir. Não faça tempestade com as pequenas manias, não sucumba à lei do capricho, seja flexível! Não vá para a cama aborrecido (Pr. Josué Gonçalves).

Jeremias 10.24

Portanto, corrige-nos, ó Eterno, como te parecer melhor. Não percas a paciência. Isso seria nosso fim.

Deus jamais nos abandona na caminhada - Gênesis 24

Vemos na história de Abraão que Deus jamais o abandonou, jamais o deixou de lado. Sempre Deus falou com Abraão com graça, sempre mostrou o seu cuidado nas promessas para a vida deste homem. Ele vem e fala ao coração de Abraão com respeito ao futuro de Isaque e Deus mostra o cuidado preparando o servo da casa – Eliézer para ir atrás de uma esposa para Isaque. Aprendemos que amigos podem segurar na nossa mão no leito de dor de um familiar, mas precisamos do cuidado de Deus que venceu a sepultura. Conselheiros podem nos consolar na tempestade, mas precisamos de um Deus todo poderoso para acalmar as tempestades da vida (LUCADO, Max. Aliviando a bagagem.Rio de Janeiro: CPAD, 2004, p.19). Deus não nos abandona nunca em nossa caminhada. Esta é a promessa para a vida de Abraão e nesta certeza ele fala com o seu servo sobre a busca da esposa de Isaque. Que ele nos dê graça para confiarmos na sua eterna aliança e percebermos o seu cuidado sempre! (Alcindo Almeida).

Visão bíblica sobre família

Precisamos resgatar os princípios elementares da visão bíblica sobre família, sobre casamento e a união do homem com a mulher. Desenvolver a teologia sadia e bíblica de que o homem só se completa como ser humano na relação com uma mulher. Uma mulher só consegue se identificar por completo como ser humano na relação com um homem. Essa ideia é divina, essa lógica não é criada pelo homem, é vinda de cima do Pai das luzes que imprimiu esse conceito no coração e genética humana. Somente nos realizamos seguindo a ordem natural da raça humana que é procriar através do desenvolvimento natural da vida humana que é a união natural entre homem e mulher e não do jeito que temos acompanhado na sociedade secular (Livro: Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge).

Sobre a felicidade

O grande problema é que todos nós casamos com aquele conceito de querermos ser felizes. Desta forma, que começa o desespero, o aperto e as decepções. No processo da pessoa querer ser feliz abre-se cada vez mais espaço para o egoísmo, para a indiferença, mágoas e frustrações. Então, depois de pouco tempo começa a fazer parte do vocabulário do cônjuge uma palavra: divórcio (Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge).

Esse vídeo emociona a gente viu!

Uma palavra intrigante!

A palavra traduzida como “ansiedade” significa “ser dividido ou distraído”. No latim, a mesma palavra traduzida como anxius, carrega a nuance do significado de engasgar ou estrangular. No português significa: preocupação, angústia. A questão difícil da ansiedade é que ela ameaça extirpar a vida que há em nós, nos deixando asfixiados pelo medo e desejosos de esperança. A ansiedade é a irriquieta dor da mente que se propaga impregnando medos. Em sua forma mais simples, nos sufocamos. E na mais severa, entramos em pânico. O remédio para ela é uma ideia que Charles Swindoll trata: “A ansiedade nos atinge quando insistimos em encontrar nosso próprio caminho na vida, ao invés de andar com a companhia de Deus na jornada”. Deus quer que todos os aspectos da nossa vida estejam debaixo do seu controle, isso é vencer a ansiedade todo dia! (Alcindo Almeida).

Temos um registro divino em nós! (Isaías 49.15-16)

Conversando com uma pessoa ela me perguntou: pastor, será que Deus se importa comigo mesmo? Respondi citando esse texto e disse para ela que todos nós estamos no calendário divino. Disse que estamos na palma das mãos do Eterno Deus. Ainda que uma mulher se esqueça do filho que cria, Deus não se esquecesse de nós. Não porque sejamos bons, merecedores, porque somos feras da vida, porque fazemos algo de forma excelente, não, mil vezes não! Deus é conosco por sua graça e amor mesmo. Estamos protegidos e guardados por ele e abençoados por causa da sua graça e bondade por pecadores. Estamos na graça e sustento dele porque ele resolveu fazer isso por nós. Temos o nosso nome na palma da mão do Eterno porque fomos tocados pela sua graça e compaixão. Então, não tenhamos medo da vida ou dos acasos dela, porque temos um registro divino em nós! (Alcindo Almeida).

LU&TERO

O que precisamos fazer para entender melhor as histórias bíblicas?
 Qual o problema de interpretação que os seminários e faculdades estão enfrentando?
 Como Jesus passava as mensagens mais importantes que ele tinha?http://ultimato.com.br/sites/marcosbotelho/

Vida sincera - Volume 1

Vem aí meu novo livro: Vida sincera - Volume 1 da Série Intimidade com a Palavra. Ele é baseado no Evangelho de Mateus. Orem em favor de mais um projeto dessa série.

Hoje completo 13 anos de casamento

Gary Smalley disse: Faça as coisas que a pessoa gosta, evite as que as desanimam. Faça a honra ser uma marca, faça do seu cônjuge a pessoa mais valiosa da terra. Isso é verdade, hoje completo 13 anos de casamento com a Erika. Reconheço que não sou o marido perfeito e na verdade nem quero ser, porque acredito que seria algo monótono, mas agradeço a Deus pela vida da Erika, pela sua parceria, pela coragem em ter se casado com um jovem pastor há 13 anos. E agradeço porque com ela tenho construído todos os passos da história de vida com a graça do Senhor Deus sobre nós. Lembro do texto de Paulo quando ele diz: O amor tudo suporta, tudo crê e tudo espera (I Cor. 13.7).

Texto do Salmo 63.1-11

Tu és meu Deus! Não consigo me cansar de it! Tenho Grande fome e sede de Deus, ao viajar por terras secas e exaustivas. Então, aqui estou, no lugar da adoração, de olhos abertos, bebendo da tua força e da tua glória. Em teu generoso amor, finalmente estou vivendo! Meus lábios transbordam louvores como fontes. Eu falarei bem de ti enquanto respirar; A ti erguerei meus braços! Fico satisfeito como se estivesse diante de um fino banquete É tempo de louvar em voz alta! Se estou sem sono à meia-noite, passo as horas em gratificante reflexão. Sempre me defendeste, Por isso estou livre para correr e brincar. Agarro-me a ti para salvar a minha vida, e tu me seguras firme e me susténs. Os que estão lá fora para me pegar terão um triste fim: estão destinados à morte, prestes a ir para as profundezas. Eles morrerão de morte violenta; serão devorados por chacais, membro a membro. Mas o rei está contente com Deus; seus verdadeiros amigos espalharão alegria, Enquanto os comentários maldosos serão c…

Esperança para nós

Há esperança para nós mesmo diante da realidade da brevidade como seres humanos e mesmo no meio de todas as aflições da vida. Podemos ter esperança no sentido espiritual, porque a Bíblia nos mostra claramente que há esperança para nós em Jesus (Alcindo Almeida).

A dependência do caráter e vontade do Deus soberano

As aflições e dificuldades cooperam de alguma forma para nosso crescimento diante do Eterno Deus. Elas nos fazem voltar mais para a dependência do caráter e vontade do Deus soberano. Não é por acaso que o salmista diz: Meus problemas se transformaram em coisas melhores, porque eles me forçaram a aprender no teu livro (Alcindo Almeida).

Texto profundo de Isaías 4.2-3

Mas acontecerá que o Renovo do Eterno brotará verde e viçoso. O fruto da terra dará aos sobreviventes de Israel motivo para se orgulharem outra vez. Oh, eles vão levantar a cabeça! Os que restarem de Sião, os rejeitados de Jerusalém, serão chamados “santos” — vivos e, portanto, preciosos.

Café no próximo sábado

Sobre a reportagem de ontem no Fantástico

Alguns dizem que o livro de Gênesis é utópico, que ele é uma teoria. Se ele é teoria, o que nós somos então? Somos teoria ou uma utopia? Porque ele fala da criação e nós somos parte dela. E partindo do pressuposto que ele é real, e é com toda certeza. Então Deus criou macho e fêmea e o texto em Gn 2.23-24 diz: E o homem disse: Até que enfim! Osso dos meus ossos, carne da minha carne! Seu nome será mulher, pois foi feita do homem. Portanto, o homem deve deixar pai e mãe e unir-se à sua esposa. E os dois se tornarão uma carne. A perspectiva bíblica para seres humanos é essa e não tem discussão quanto a isso. Nessa verdade que nós cremos e ensinamos com simplicidade, verdade e humildade sem ferir absolutamente ninguém, só falamos e vivemos o que as Escrituras ensinam! _________ Alcindo Almeida

Os quatro amores

“O único lugar for a do céu onde você pode manter-se perfeitamente seguro contra todos os perigos e perturbações do amor é o inferno” (LEWIS, C. S. Os quatro amores. São Paulo: Mundo Cristão, 2004, p.92).

Essa história é joia demais

Solteira negra procura companhia do sexo masculino. A etnia não importa. Sou uma garota de muito boa aparência e que adora se divertir. Gosto de longas caminhadas no bosque, passeios de caminhonete, viagens para caçar, pescar e acampar, noites aconchegantes de inverno perto da lareira. Jantares à luz de velas me deixarão aos seus pés. Estarei a sua espera quando você chegar do trabalho, vestida como vim ao mundo. Ligue para (404) 875-6430 e pergunte por Daisy. Estarei aguardando. Quinze mil homens responderam ao anúncio, querendo falar com Daisy. Adivinhe quem atendeu ao telefone? A Atlanta Humane Society [Sociedade Humanitária de Atlanta]. Daisy era filhote de labrador, com 2 meses de vida (Livro: Que tipo de esposa eu sou?).

Uma frase de Gary Smalley

“Faça as coisas que a pessoa gosta, evite as que as desanimam. Faça a honra ser uma marca, faça do seu cônjuge a pessoa mais valiosa da terra".

Sensibilidade, carinho e cuidado

Precisamos não apenas alimentar nossa relação com boas palavras, mas também devemos ser o deleite e o prazer do nosso cônjuge com nossas palavras generosas e temperadas com sal. Palavras que edificam, constroem e produzem vida naqueles que nos ouvem. Assim, devemos usar a razão no sentido de pensar para falar no tempo certo e as emoções para falar com sensibilidade, carinho e cuidado (Meu livro Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge, p.9).

Relocalizemos o centro da atenção

A resposta de Jesus para nossa vida cheia de preocupação é bem diferente, ele pede de nós que substituamos nosso ponto de gravidade, relocalizemos o centro de nossa atenção, que mudemos as nossas prioridades. Jesus quer que deixamos as muitas coisas pela única coisa necessária. Ele quer vivamos nele, mas firmemente arraigados no centro de todas as coisas. Jesus não fala sobre uma mudança de contatos, ou até uma mudança ritmo. Ele fala de mudança de foco, e este foco é o Reino de Deus.  O Reino é mais do que tudo na vida. É a submissão e sujeição a Cristo todos os dias. O Reino é o alimento da nossa alma para vivermos e seguirmos o Senhor (Vivendo na presença do Pai, p. 16).

A amizade sustenta as chamas do romance

Tanto o casamento como os relacionamentos se baseiam na amizade. Temos de pensar em construir uma vida juntos na compreensão, no compartilhar as memórias, no envelhecer juntos e de ser honesto um com o outro em todo tempo. Isso ajuda no desenvolvimento da vida. Quando olhamos para o livro de Cantares 5.16 vemos a preocupação da amizade que a sulamita tem pelo seu amado: Tal é o meu amado e tal o meu amigo. A amizade sustenta as chamas do romance porque oferece a melhor proteção contra os sentimentos antagônicos para com o cônjuge. Na amizade vemos o outro como superior a nós mesmos e olhamos com mais graça e amor. Somos mais sentimentos e menos razão e alcançamos mais equilíbrio entre razão e emoção (Meu livro Relacionamento a dois - Um jeito dócil de andar com seu cônjuge, p. 7).

A amizade da alma - Fidelidade na mentoria da vida

No meu livro: A amizade da alma - Fidelidade na mentoria da vida mostro a relevância e importância das amizades e mentores na nossa caminhada. Ninguém consegue andar sozinho na vida, todos precisamos de parceiros e amigos que nos ajudem a ter a vida centrada em Deus. Não é por acaso que Salomão disse: O homem que tem amigos pode alegrar-se  e na angústia nasce um irmão. Dados do livro: Editora Habacuc ISBN 9788589829366
Páginas 151 Onde comprar: http://loja.danprewan.com.br/pd-29fa1-a-amizade-da-alma.html?locale=pt-br

Leituras no mês de abril de 2013

AMORESE, Rubem. Ponto final — a vida cristã como ela é.  Minas Gerais: Ultimato, 2012. Ponto Final apresenta ao leitor um olhar sobre a vida diária dos cristãos, que começa no quarto, quando ninguém está olhando; passa pela igreja, onde vestimos as melhores roupas e ao mesmo tempo nos escondemos; caminha para a rua, onde as escolhas e as esquinas mostram quem de fato somos; e sobre a mídia, onde chamamos bens de bênçãos e muitas vezes entregamos nossa alma e mente como sacrifício vivo. Contém 240 páginas. MANNING, Brennan. A sabedoria da ternura. Brasília: Palavra, 2009. Em mais uma obra comovente e reveladora, Brennan Manning não traça caminhos convencionais acerca da vida cristã. O escritor desafia aqueles que vêem Deus como alguém severo e distante, compartilhando suas experiências em momentos de profunda solidão e deserto. Contém 192 páginas.
MANNING, Brennan. Evangelho Maltrapilho. São Paulo: Mundo Cristão, 2005. O livro é recheado de verdades profundas do Evangelho…