Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Leituras no mês de janeiro de 2014

LEMAN, Kevin. Entre lençóis. São Paulo: Mundo Cristão, 2013. O sexo não é tudo em um casamento, mas não dá para negar que sem ele não há unidade entre o casal. Diversas coisas podem tomar o espaço de uma sexualidade saudável e isso acaba por afastar marido e esposa, minando outras áreas da relação.Você deve saber que o sexo é muito bom, mas isso não significa necessariamente que você está satisfeito (a) nesta área. E é justamente esta realidade queKevinvai ajudar você e seu cônjuge a transformar!Com todo seu bom-humor e experiência no aconselhamento de casais,Kevintraz nesta obra uma visão muito aberta e direta sobre a intimidade no casamento.Ele mostra porque vale a pena investir em uma boa vida sexual e aponta como fazer isso acontecer de forma natural, divertida e que satisfaça marido e esposa.É um livro para ser lido pelo casal em conjunto e entre os lençóis. Aproveite! Contém 240 páginas.
LEMAN, Kevin. Acabe com o estresse antes que ele acabe com você. São Paulo: Mundo Cristão, 20…

É tão simples

É Tão Simples (Gerson Borges - Participação especial: Paulo Baruk) https://soundcloud.com/gersonborges/e-ta-o-simples-gerson-borges/s-kWgHM

O amor precisa de realidade

Estou pensando aqui nas minhas meditações que o amor precisa de realidade. Ele é expresso em relacionamentos concretos entre pessoas reais. Por isso, precisamos tocar em pessoas para nos sentir como gente.

Detalhes importantes para a vida

Agora cedo terminei o livro de Jó e percebo alguns detalhes importantes para nossa vida:
1. O ponto central do livro é a operação graciosa para desentulhar uma vida saturada de justiça própria. Jó aprendeu e reconheceu quem ele era: pó e cinza. 2. A história de Jó  mostra que o sofrimento é o tratamento divino para nos lapidar. 3. O quebrantamento é fundamental para contemplarmos Deus de perto. A fala de Jó é maravilhosa para o nosso coração: Antes eu te conhecia só de ouvir falar, mas agora meus olhos te veem.

Meditando no texto de Jó 42:5

Uma realidade na afirmação eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem, é que precisamos além de um conhecimento teológico sobre Deus, do conhecimento relacional. Precismos ter afetividade de um filho com seu Pai. Jó percebe isso no seu coração, que tinha um conhecimento superficial e ao se encontrar dentro de si mesmo, percebe um Deus de perto, relacional que agora ele enxerga de coração e alma. Contemplemos Deus por amizade e afetividade no coração (Alcindo Almeida). 

O fim

O que chamamos de começo é muitas vezes o fim e atingir um fim é atingir um começo. O fim é de onde nós partimos (T. S. Eliot, Pequeno guia).

Ansiedade profunda na vida

Somos pressionados a suprir todas as necessidades materiais da vida e impressionar a todos com um estilo perfeito de vida. E como isso limita o coração da gente. E as consequências são de ansiedade profunda na vida. A ansiedade nos faz esquecer que até o tempo da nossa vida está sob a direção do nosso criador. Muitas vezes não conseguimos caminhar na graça do Pai, com uma vida espiritual sadia porque não entendemos que todo propósito tem um fim direcionado e controlado por Deus. Perdemos de vista a ideia de que Deus está no controle da nossa vida. É bom sabermos que todos os nossos dias estão contados na presença dele. Jesus afirma que não cai um fio de cabelo da nossa cabeça se o Pai não permitir (Coração sábio. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Eclesiastes).

O Deus pródigo

"A esperança mais profunda que podemos ter em Jesus é de sermos recebidos, por causa do seu sacrifício, pelo Pai de volta a nossa casa e ali celebrarmos convidados para o banquete do Senhor" (Timothy Keller diz no seu livro O Deus pródigo).

Jesus alivia nosso fardo

Jesus disse que seu fardo era leve, mas não disse que deixaríamos de ter um fardo para carregar. A graça é que ele alivia nosso fardo (Alcindo Almeida).

Calamidade espiritual

Conhecer a Deus de ouvir falar é a calamidade espiritual mais séria que se pode perceber na vida de alguém. Esse conhecimento de segunda mão é a principal causa da hipocrisia farisaica e legalista. Com certeza, essa noção rasa da pessoa divina é responsável pelo distanciamento relacional (Livro O crime da letra).

Fizeste-nos para ti

Fomos criados a fim de nos relacionar com Deus. Agostinho expressou essa ideia numa famosa oração para Deus, a qual foi usada em um sem-número de liturgias: “Fizeste-nos para ti, e inquieto está o nosso coração enquanto não repousa em ti”. O profundo senso humano de anseio, para esses escritores, tem suas origens em Deus e só pode encontrar seu preenchimento no Senhor (MCGRATH, Alister. Criação. São Paulo: Hagnos, 2012, p.87). __._,_.___

O vírus da auto-estima

O quebrantamento é fundamental para a desconstrução desse sistema arrogante de justiça própria. Jó precisava atravessar pelo redemoinho de Deus, a fim de ser convertido numa pessoa verdadeiramente humilde. Ninguém poderá entrar no Reino de Deus portando uma justiça contagiada pelo o vírus da auto-estima (Livro O crime da letra).

Os outros seis dias

“Nossa vida na totalidade, então, deve ser levada em resposta ao chamado salvador e transformador. Discernir a orientação de Deus em nossa vida é aprender como viver para agradá-lo em toda dimensão” (STEVENS, R. Paul.Os outros seis dias.Vocação, trabalho e ministério na perspectiva bíblicaSão Paulo: Ultimato - Textus, 2005, p.79).

Falando com Deus

A oração é uma ação bem comum entre o Pai e nós os seus servos. É como respirarmos todos os dias, respiramos falando com Deus e ele conosco (Alcindo Almeida).

Íntimos de Deus

"Quanto mais formos íntimos de Deus mais veremos a graça dele na nossa vida"(Irmão Lawrence).

Na presença de Deus

"O fim de tudo na nossa vida é quando estamos na presença de Deus e preservamos viver no seu jardim" (Irmão Lawrence).

A Palavra é Cristo

A letra da Escritura sem a vida manifesta da pessoa de Jesus Cristo de Nazaré, é um livro de biografias ou de história apenas e tão somente religiosa. A Escritura só faz sentido porque a Palavra é Cristo, ele é o logos divino que move nossa existência. Sem ele não tem Escritura e sem ele não há vida (Alcindo Almeida).

Agentes da criação

Temos uma missão como agentes da criação, como representantes da aliança bíblica. Porque Deus fez uma aliança conosco para zelarmos e cuidarmos do Jardim dele. E para isso usamos aquilo que ele mesmo nos deu: capacidade da mente humana para discerni-lo e representá-lo. Deus nos deu inteligência, raciocínio, intelecto para cuidar da criação (Alcindo Almeida).

O maior problema do ser humano

Eu fico aqui pensando e vejo que o maior problema do ser humano é a sua teomania, ele acha que pode fazer tudo sozinho e não precisa de Deus na sua jornada. Essa é uma ideia insana quando pensamos que caminhamos sem o Criador da nossa vida. Sem ele não tem projetos, não tem vida e não tem sentido para nós como seres humanos.

Um amigo franco

Que coisa, a gente normalmente condena os ditos "amigos de Jó". Só que Eliú parece ser mesmo um amigo franco e ele consegue fazer o diagnóstico dos sintomas de auto-suficiência e justiça própria na vida de Jó. Vejam a coragem em indagar Jó: Achas que é justo dizeres: Maior é a minha justiça do que a de Deus? (Jó 35.1-2). Que Deus coloque em nosso caminho amigos francos e sinceros assim, que eles nos ajudem a perceber o quanto somos miseráveis e pecadores.

Pensando aqui um pouco no Logos Divino

A letra da Escritura sem a vida manifesta da pessoa de Jesus Cristo de Nazaré, é um livro de biografias ou de história apenas e tão somente religiosa. A Escritura só faz sentido porque a Palavra é Cristo, ele é o logos divino que move nossa existência. Sem ele não tem Escritura e sem ele não há vida.

Justiça pessoal

Eu estou lendo Jó e percebo que ele teve um problema sério demais na sua relação com Deus, ele se encastelou na sua justiça pessoal para merecer o reconhecimento de Deus. Não é assim que Deus faz e nós precisamos entender isso na caminhada com Ele.

Em contato com o Cristo

Madame Guyon falava da leitura textual que deve enfocar a pessoa de Cristo. Quando estivermos lendo a Escritura precisamos parar a cada instante para entrarmos em contato com o Cristo que habita no nosso espírito e que se revela no encadeamento das palavras que estamos lendo (Livro Crime da Letra).

Jó é um pecador

Como o mesmo Jó pode louvar ao Criador por tudo no capítulo 1 e no 3 ele simplesmente amaldiçoa o dia em que sua mãe o concebeu? A única resposta é que Jó é um pecador como nós, homem que tem os altos e baixos. Homem que diz que ama e depois volta a atrás. Homem que é volúvel em várias áreas da vida (Alcindo Almeida).

Meditando em Jó 1

O sofrimento de Jó nos ajuda a entender o lugar de Deus na nossa experiência espiritual. O sofrimento de Jó nos mostra que Deus não se prende a esquemas teológicos que construímos de acordo com nossas pretensões. O sofrimento é um item da vida humana, ele nos ensina a perceber que não conseguimos andar sozinhos na vida e nem resolver nossos dilemas do nosso jeito.

Todos os dias são “agora” para Deus

Toda pessoa que acredita em Deus, de uma forma ou de outra, crê que ele sabe o que você e eu faremos amanhã. Porém, se ele sabe que eu agirei de certa forma, como eu poderia ter liberdade de agir de outra maneira? Temos aqui, mais uma vez, a dificuldade de achar que Deus percorre a linha do tempo da mesma maneira que nós, sendo que a única diferença é que ele pode enxergar além, enquanto nós não. Bem, se isso fosse verdade, se Deus tivesse previsto os nossos atos, seria muito difícil entender como poderíamos ter a liberdade de praticá-los ou não.  Mas suponha que Deus esteja acima e além do plano temporal. Nesse caso, o que nós chamamos de “amanhã” estaria visível para ele da mesma forma que o que chamamos de “hoje”. Todos os dias são “agora” para Deus. Ele não se lembra do que fizemos ontem, simplesmente nos vê agindo, pois, embora “ontem” já tenha passado para nós, não passou para ele. Deus não prevê o que faremos amanhã, simplesmente nos vê agindo, porque embora o dia de amanhã não t…

O milagre da criação

O milagre da criação é ver a revelação de Deus através do seu Filho, a sua glória se manifesta na festa de casamento (Avaliando João 2.1-11).

Meditando em João 2.5

Deus não veio buscar mão de obra, ele veio resgatar filhos. A Ceia lembra-nos sempre que Jesus está lá quando voltamos, quando nos arrependemos e nele tem recomeço e nova chance para nós. A presença dele não é garantia para não errar, mas a certeza de que ele estará lá para nos aceitar e nos perdoar. Onde Jesus está tudo pode recomeçar. Jesus estava naquela festa que correu o risco de acabar, mas a presença dele deu sentido e significado para aquela festa (Alcindo Almeida).

O presente da redenção

Deus nos escolheu em Cristo e nos deu o presente da redenção nele. Ele nos chamou para sermos conhecedores dele e desfrutarmos de festa na vida porque nós o temos como o nosso maior tesouro e a nossa maior alegria (Alcindo Almeida).

Impactado com Ester 6

Hamã tinha construído todo um plano para acabar com os judeus. Olhando para tudo que ele fazia lembramos da política de Maquiavelli que poderia funcionar temporariamente. Sim, porque a política divina é superior e mostra o fim daqueles que intentam mal contra o povo de Deus. Deus torna o mal em bem. Vemos isto na história de Mardoqueu, Hamã projetou e intentou contra os judeus e contra Mardoqueu. Só que Deus torno em bem. 
Dicas para nós:
1. Vivamos a vida sabendo desta realidade profunda em seu coração. Os atos maus dos homens ímpios, Deus os torna em bênçãos na nossa vida.  2. Deus faz justiça em favor do justo.  3. A maldade não prevalece porque há um Deus soberano no controle.  4. Descansemos na bondosa providência do Pai!

Deus está conosco em todo tempo

Vejam como Deus está conosco em todo tempo. Houve uma tentativa de assassinato do rei Assuero (Ester 2.19-23). Mardoqueu ouviu a conspiração e levou o caso a Ester, que informou ao rei. Este serviço seria recompensado pelo rei. Só que por alguma razão o ato de Mardoqueu não foi lembrado. Mas, dentro da providência divina, no tempo oportuno, o rei teve uma noite má e não pôde dormir. E um dos servos leu os livros dos feitos. E caiu exatamente na parte em que Mardoqueu defendeu o rei. E como era normal, o rei perguntou qual recompensa foi dada aquele homem. E os eunucos responderam ao rei: nenhuma! Olhem a providência divina: o rei perguntou quem estava passando no pátio. Passava exatamente aquele que queria a cabeça de Mardoqueu, o maligno Hamã. O rei manda chamá-lo e pergunta que honrarias daria a alguém que ele se agradasse. Ele falou um monte de coisas pensando que a honra seria para ele. Você imagina o que aconteceu? Hamã teve que fazer tudo para Mardoqueu.

A maldade de Hamã

O texto de Ester 3 mostra o ódio de Hamã diante de Mardoqueu. O ódio era tanto que tinha construído todo um plano para acabar com os judeus. Ele detestava Mardoqueu porque era o único que não se inclinava diante dele. E por isso, havia ódio profundo para com ele. Ele construiu a forca de 2,15 metros para nela enforcar Mardoqueu. Ele fez o máximo para o rei assinar o decreto de morte aos judeus.  Hamã intenta tudo para seu próprio prazer. O prazer de ver os judeus na ruína, de ser maior que Mardoqueu e o maior de todos, de vê-lo morto. O capítulo 7 nos fala do banquete que a rainha preparou para o rei e pediu a presença do Hamã. E vemos que todo mal virá contra o autor dele.  Quando o rei descobre toda a falsidade e maldade de Hamã, os homens cobrem o rosto dele e dizem que ele construíra uma forca para matar Mardoqueu. E o rei diz para enforcarem-no nela. Os atos maus dos homens são transformados em bênçãos para o povo de Deus. É impressionante como Deus faz as coisas. Hamã intenta proj…

O livro de Ester

Hoje estou lendo o livro de Ester e que história extraordinária da ação e providência divinas. Olhando para Ester e Mardoqueu, percebemos claramente que Deus está no centro de tudo, ele está nos vendo em todo o tempo. Ele é o mesmo Deus da providência na vida de Ester e Mardoqueu.

Capazes de amar

Se todos nos tornarmos pessoas verdadeiramente capazes de amar, faremos a diferença num mundo de egoísmo e desordem (O amor como estilo de vida. Gary Chapman).

Atitudes e ações

O amor não é uma emoção que nos domina e que depende das ações dos outros. O amor autêntico é algo que parte de dentro de nós, mas que só se realiza de fato através de nossas atitudes e ações. Se pensarmos no amor como um sentimento, ficaremos frustrados quando não pudermos despertá-lo em alguém. Mas quando descobrirmos que o amor é basicamente uma ação, estaremos prontos para usar as ferramentas em nosso poder para amar melhor (O amor como estilo de vida - Gary Chapman).

O amor como estilo de vida

A vida egocêntrica nos leva à solidão e ao vazio. O amor como estilo de vida leva à mais profunda satisfação possível (O amor como estilo de vida - Gary Chapman).

Série na IP Alpha: A Criação

No próximo domingo dia 19.01.  Tema:O Senhor da criação João 2.1-10.  Analisaremos o quadro do casamento de Caná da Galiléia. Ele é do pintor flamengo Juan de Flandres. Horários: 10:45 e 19 hs. Venha ouvir histórias para o coração!

Deus nos fortalece

Fiquei pensando nesse momento de Neemias diante dos seus inimigos. Vejam que o tal malvado Sambalate fez: 

1. Ele forjou opiniões públicas mentirosas; 
2. Ele nomeou Gésem para parecer mais real;
3. Ele acusou Neemias e o povo de rebeldes;
4. Ele acusou Neemias de campanha política contra o rei através dos profetas. 
5. Ele quis assustar Neemias quando disse que o rei ouviria sobre o assunto. 
6. Ele não se contentando, ainda fez chantagem com Neemias. 

Quando lemos o capítulo 6 percebemos que esse Neemias era forte mesmo! Ele resistiu aos ataques e pediu para que Deus se lembrasse dele diante dos inimigos. E a obra de reconstrução acabou e os inimigos ficaram de boca aberta reconhecendo que a mão do Senhor estava nisso. Que coisa maravilhosa sabermos que Deus nos fortalece diante das maldades e tentativas malignas de pararem com aquilo que é bom e edificante para uma nação (Alcindo Almeida).

Os filhos do mal

Interessante olhar para as lutas que Neemias passou com seus inimigos. Vejam os nomes das figuras: Sambalate, Tobias e Gesém, o árabe. Quando eles souberam que Neemias tinha edificado o muro e que nele já não havia brecha alguma. O texto diz que esses filhos do mal intentavam fazer mal a Neemias. Que coisa louca não? Você faz o bem pelo seu povo, traz uma visão de Deus para o coração do povo. Traz motivação, coragem e tem gente nessa terra que quer fazer mal para você. Pode isso? O duro que pode sim, porque temos muitas pessoas más e que não querem que o bem prevaleça. A lição para nós é que Neemias não tem medo e enfrenta esses filhos de Adão. Os caras mentem a respeito de Neemias, mas ele não desiste e ora pedindo a ajuda do Eterno Deus. Que maravilha esse homem de Deus! (Alcindo Almeida).

Meditando no Livro de Neemias

Estou lendo o livro de Neemias hoje e fico extremamente impactado ao ver um homem que tem a visão de Deus. E nessa visão, ele prossegue sem medo, sem se preocupar com o momento da sua nação, mas preocupado em ver a cidade restaurada. Então a visão de Neemias é a de reconstruir os muros e a cidade de Jerusalém. Neemias não é isento do sofrimento na visão de Deus. E na trajetória de obedecer à visão de Deus, há ataques para ele desanimar na obra que intenta fazer na presença de Deus. Tem uns caras que estão nos bastidores da igreja até hoje. Uns encrenqueiros e descompromissados que querem atrapalhar a visão, mas Neemias vai em frente e luta com todas as forças para tal visão. Neemias é uma inspiração para o nosso coração! (Alcindo Almeida).

Plenamente felizes e completas

Um dos elementos da compaixão é dar as pessoas à possibilidade de serem plenamente felizes e completas em Deus (NOUWEN, Henri. Meditações. Rio de Janeiro: Habacuc, 2003, p. 59).

A sós com Deus.

A oração é sem sombra de dúvida a mais elevada atividade da alma humana. O homem se encontra no seu melhor e mais elevado estado quando, de joelhos, fica face a face com Deus (MACARTHUR, John. A sós com Deus. Brasília: Palavra, 2009, p.07).

Diante do nosso pastor

Podemos chegar diante do nosso pastor com súplicas, louvores e ações de graças. Ele estará no seu trono e nos ouvirá sempre.

Vida da fé

A vida da fé precisa se expressar através da nossa relação com Deus e com o próximo (Alcindo Almeida).

Profunda comunhão

As palavras de Deus criativas e profundas precisam atingir o nosso coração e produzir meditação, apego, amor e profunda comunhão (Alcindo Almeida).

O pedido de Salomão (II Cron. 1.1-1-13)

O pedido deste jovem cujo caminho da vida no inicio é dirigido, controlado pelo Senhor. Pois, o versículo 1 diz que Deus era com ele e o engrandeceu sobremaneira. A trajetória da vida de Salomão é pelo Senhor, é pela direção e guiar do Senhor. Portanto, não poderia ser diferente o pedido dele. Ele pede sabedoria e conhecimento para ser o rei deste povo numeroso como o pó da terra. Ele pede sabedoria e conhecimento, para que tenha condições de sair e entrar perante este povo.  A verdadeira felicidade na vida cristã é ser sábio e inteligente na presença do Pai. Percebam quanta tristeza humana evitaríamos, se no nosso relacionamento emocional, afetivo, conjugal tivéssemos sabedoria do alto. Sabedoria para saber responder a agir em algumas situações cruciais. Como aquela que Salomão teve diante de duas mães que diziam que o filho vivo era delas. E com a sabedoria divina, Salomão diz aos seus súditos para que peguem a espada para que ele divida a criança ao meio e dê para as duas. Então, a …

Meditando em 1 Crônicas 29

Depois de Davi preparar todos os detalhes para construção do Templo ele tem um gesto profundo de louvar ao Senhor na presença de toda a congregação e ele diz algo que brota do seu coração adorador: Bendito és tu, Senhor Deus de Israel, nosso pai, de eternidade em eternidade. Tua é, Senhor, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste por cabeça sobre todos. E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e o dar força a tudo. Agora, pois, ó Deus nosso, graças te damos, e louvamos o nome da tua glória (1 Crônicas 29.10-13). Vejo algumas atitudes no coração de Davi e que precisam ser as nossas também: 
1. Deus é o soberano do coração de Davi;
2. Ele reconhece que toda ação na vida dele e do povo foi divina;
3. Ele reconhece que todo suprimento para seu reino e para construção do templo foi providên…

Leituras em 2013

1.  MANNING, Brennan com John Blase. Deus o ama do jeito que você é. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. Este é um livro que trata de temas difíceis e delicados para todos os cristãos. Ao revelar suas dores, a doença que lhe tirou a visão e os inúmeros tropeços que deu em sua caminhada, Brennan Manning nos faz uma pergunta: Afinal, o que é a graça de Deus? Nas páginas deste livro, ele se propõe a dar sua palavra final sobre o assunto. Este é livro mais surpreendente de Brennan Manning. Para muitos de seus leitores, as revelações que o autor faz sobre si serão chocantes. Mas o autor de O impostor que vive em mim, O Evangelho maltrapilho e vários livros que nos revelaram o amor furioso de Deus por nós não poupou a si mesmo para revelar uma verdade para muitos inalcançável: Deus o ama do jeito que você é. Contém 240 páginas.
2.  CARTER, James E. Joe E. Trull. Ética ministerial: um guia para a formação moral de líderes cristãos. São Paulo: Vida Nova, 2010. Esta obra foi escrita por um experien…