Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

José é um ramo frutífero

Terminei agora o livro de Gênesis. Eu li os capítulos 48 a 50. Eu fiquei meditando mais um pouco na vida desse homem de Deus chamado José. Vejam a bênção do velho Jacó para o seu filho amado: José é um ramo frutífero, ramo frutífero junto a uma fonte; seus raminhos se estendem sobre o muro. Os flecheiros lhe deram amargura, e o flecharam e perseguiram, mas o seu arco permaneceu firme, e os seus braços foram fortalecidos pelas mãos do Poderoso de Jacó, o Pastor, o Rochedo de Israel, pelo Deus de teu pai, o qual te ajudará, e pelo Todo-Poderoso, o qual te abençoara, com bênçãos dos céus em cima, com bênçãos do abismo que jaz embaixo, com bênçãos dos seios e da madre. As bênçãos de teu pai excedem as bênçãos dos montes eternos, as coisas desejadas dos eternos outeiros; sejam elas sobre a cabeça de José, e sobre o alto da cabeça daquele que foi separado de seus irmãos (Gênesis 49:22-26). José foi um ramo frutífero em todas as áreas da sua vida. Com a família perdoando aos seus irmãos. Na m…

A história profunda de José

Lendo a história profunda de José percebo algumas atitudes extraordinárias dele: Ele não perde a sua fidelidade diante do seu Deus. Ele não abre mão do seu compromisso com Deus. Ele não permite que a rejeição mude o foco do coração dele. José possui uma força e esta é a grande diferença nele. Ele não se enfraqueceu diante das muitas perseguições e dificuldades da vida, mas o seu arco permaneceu firme e os seus braços se tornaram ativos. Ele entregou o seu coração ao Senhor. Ele confiou no seu Deus mesmo no meio de momentos de terrível solidão e abandono. A fé de José não vacila. Sua obediência é sempre estrita e rápida. Ele aprendeu pouco a pouco que os planos sobrenaturais têm uma coerência divina. Nas diversas circunstâncias de sua vida, o Patriarca não renuncia a pensar nem desiste da sua responsabilidade. José abandonou-se sem reservas nas mãos de Deus.

Obrigado pela música de Stênio Március

Obrigado pela música melhor sofrer perto dos sons Do que celebrar calado silêncio é nobre mas vazio. Obrigado pela música suavizou os temporais Tornou os dias leves e redobrou as alegrias.
Obrigado pela música Nela a alma pode saciar Esta sede que só vai parar Se te adoro ó Deus com música.
Obrigado pela música não me deixou perdido e só E até os desencontros foi colo certo e ombro amigo Obrigado pela música que me ajudou a amar demais Nos berços e varandas os filhos embalei e as esperanças.
Obrigado pela música Nela a alma pode saciar Esta sede que só vai parar Se te adoro ó Deus com música.

Os paradoxos no Natal

Que loucura! Um Deus de fraldas deitado numa cocheira é um absurdo completo para a minha mente metida a racional. O Criador do universo vestindo o manequim de um bebê torna-se um contra senso universal. Mas, a verdade nua é que Deus se encarnou num neném pelado e veio habitar humildemente como homem entre os homens soberbos. Deus, agora, tem um endereço insignificante numa biboca qualquer deste mundo cheia de pedras, espinhos e cardos. Há um Salvador para a arrogância humana, dormindo sossegadamente numa estrebaria, sem qualquer visibilidade pública. O Deus encolhido, o Deus nenê desceu do céu para expandir o amor na terra dos ensimesmados. Parece que esse Deus infantil gosta mesmo e muito de gente topetuda e suja de barro. O nascimento de Deus na raça de Adão é o paradoxo dos paradoxos. Mas, também, é a maior demonstração de afeto por uma espécie saturada de autossuficiência. Como é grandioso ver o Deus Soberano e Onipotente se importar profundamente com gente que não vê qualquer impo…

Desejo um ano de 2012 na graça e paz do Eterno

Desejo um ano de 2012 na graça e paz do Eterno para todos que curtem meu Blog. Se o Eterno permtir em 2012 estaremos com novas mensagens, dicas de leitura, filmes, fotos e eventos importantes. Um grande abraço,
Alcindo Almeida

Uma oração no Natal

Senhor Jesus, louvado seja o teu nome porque tu és o nosso pão vivo que desceu do céu! O pão que trouxe redenção! O pão que alimenta a nossa alma. O pão que traz o resgate do céu para pecadores! Bendito seja o nome do Redentor divino!

Marco Fabossi diz

"Mais importante que conhecer as dimensões do ser humano é entender que a espiritualidade é o eixo principal e o centro da nossa vida e que todas as outras dimensões giram ao seu redor, conectadas a ela".

Terminei o livro Redenção graciosa

Q beleza gente!!! Tô realizado porque terminei o livro: Redenção graciosa. Série Intimidade com a Palavra - Livro de Romanos. Agora é mais um da série no NT com Filipenses, Efésios e Tiago. Começo a trabalhar agora em I e II Timóteo.

O domingo Pop dos evangélicos

Diante do domingo Pop dos evangélicos, creio q fica o alerta e preocupação nossa em melhorar cada vez mais nossa vida cristã. No sentido de sermos exemplos de caráter, fé sincera, honestidade nos negócios e amor sincero. Isso no modo maisd prática para que as pessoas vejam q o nosso diferencial não está na música e, sim, na vida de intimidade com o Eterno Deus. Lembro-me de Eliseu que era chamado homem de Deus. E com ele tantos outros como Abraão que foi chamado pelos filhos de Hete como príncipe de Deus.
________ Pr. Alcindo

Nossa despedida na IP Lapa ontem - 18.12.11

Andando com o Eterno todos os dias

Hoje fui edificado demais com o texto de Gn. 5.21: Andou Enoque com Deus.....Aos sessenta e cinco anos, Enoque gerou Matusalém. Depois que gerou Matusalém, Enoque andou com Deus trezentos anos e gerou outros filhos e filhas.Viveu ao todo trezentos e sessenta e cinco anos. Enoque andou com Deus e já não foi encontrado, pois Deus o havia arrebatado. Ele teve uma vida profunda e de significado também profundo. Ele viveu como luz diante dos homens da sua época. Ele foi alguém que inspirava esperança, um verdadeiro raio de esperança em meio às trevas do pecado porque neste capítulo só há tristeza por causa da situação horrível de pecado em que se encontra a terra. Ele, ao contrário, é uma pessoa diferente nas ações e no coração.
O texto mostra para nós que Enoque voltou a andar com Deus, mesmo estando fora do jardim, como Adão e Eva. Acredito seriamente que essa é a arte espiritual para todos nós: andar com o Eterno todos os dias mesmo no meio da desonestidade, mesmo no meio da violência, d…

O céu não é a questão

Não há acordo na Igreja hoje em dia sobre o que acontece com as pessoas quando morrem, embora o Novo Testamento seja claro sobre o assunto. Paulo fala da “redenção do nosso corpo” em Romanos 8.23. Não há espaço para dúvidas sobre o que ele quer dizer: ao povo de Deus é prometido um novo tipo de existência corporal, a completude e redenção da nossa vida corporal presente. O resto dos primeiros escritos cristãos, onde este assunto é abordado, estão em completa sintonia com isto. O quadro tradicional de pessoas que vão para o céu ou para o inferno como uma jornada pós-morte, com um estágio de duração, representa uma séria distorção e diminuição da esperança cristã. A ressurreição do corpo não é nada diferente desta esperança – é o elemento que dá forma e significado ao resto da história dos últimos propósitos de Deus. Se resumida, como muitos têm feito, ou até deixada de lado, como outros fizeram explicitamente, perde-se esta visão extra, uma espécie de “peça central” da fé, que a faz fun…

Natal o ano inteiro

E vendo a estrela, a alegria deles foi imensa! Entrando na casa onde estavam o menino e Maria, sua mãe, eles se ajoelharam diante dele, para adorá-lo e lhe deram presentes (Evangelho de Mateus 2.10 e 11).
Estamos em um tempo bastante especial no calendário cristão – é tempo de Natal. Mesmo para aqueles que não compreendem o seu verdadeiro sentido, e que vão sendo envolvidos pela cultura do consumo, que, usando de todas as armas possíveis, produzem uma miscelânea de figuras e símbolos que só dificultam a compreensão desse momento, ele traz-nos uma oportunidade de reflexão. Se, para alguns, pode representar um tempo fútil e sem sentido, para aqueles que compreendem o que celebramos nesse momento, é um tempo especial, sim. Gosto da recomendação de Paulo, quando ele diz: “Receber o que Deus fez por vocês é o melhor que podem fazer por Ele. Não se ajustem demais à sua cultura, a ponto de não poderem pensar mais. Em vez disso, concentrem a atenção em Deus. Vocês serão mudados de dentro para f…

Disciplinas Espirituais por D. A. Carson

Há quase duas décadas, escrevi um artigo intitulado "Quando a espiritualidade é espiritual? Reflexões Sobre Alguns Problemas de Definição". Aqui, eu gostaria de analisar um aspecto deste tema. A estrutura mais ampla da discussão precisa ser lembrada. "Espiritual" e "espiritualidade" se tornaram palavras notoriamente indistintas. No uso comum, elas quase sempre têm conotações positivas, mas raramente o significado delas se encaixa na esfera do uso bíblico. Pessoas acham que são "espirituais" porque têm certas sensibilidades estéticas, ou porque sentem algum tipo de conexão mística com a natureza, ou porque adotam uma versão altamente personalizada de uma das muitas religiões. (Mas "religião" tende a ser uma palavra de conotações negativas, enquanto "espiritualidade" tem conotações positivas.) No entanto, nos termos da nova aliança, a única pessoa "espiritual" é aquela que tem o Espírito Santo, derramado sobre indivíduo…

Como Merton disse:

"A razão pela qual jamais adentramos a realidade mais profunda de nosso relacionamento com Deus é que raramente reconhecemos nossa completa insignificância perante ele".

O gigante Golias e o coitadinho do Mefibosete

A história de Davi, o pastorzinho de ovelhas que virou rei de Israel, tem dois personagens curiosos em sua biografia. Um gigante, no prefácio, e um aleijadinho, na conclusão. Os dois tipos são simbólicos e significativos. O primeiro é a representação daquilo que promove a nossa vanglória. Escalar os píncaros elevados é um obstáculo quase intransponível para quem deseja a vida simples e anônima. É complicado assentar-se num trono e ainda gozar o prazer de descansar num tamborete à sombra da invisibilidade pública. A história dos grandes feitos requer uma narrativa heróica. Quando Davi venceu o gigante Golias, tornou-se um monstro sagrado para o seu povo. Daí para frente ele veio a cultivar e cultuar muitos aplausos, uma vez que os heróis normalmente são convertidos em ídolos das multidões ávidas por referência. Nesta hora aparecem as tietes como fungos tóxicos, envenenando os rivais e causando, através da louvação, um verdadeiro esporão de arraia no íntimo dos invejosos. O rei Saul foi v…

O Corinthians é pentacampeão brasileiro!

O Corinthians é pentacampeão brasileiro! A Fiel começou o ano sofrendo, mas fecha 2011 explodindo de alegria. Esse momento ficará eternizado no coração corinthiano!!!!!

O filme Prova de Fogo

O filme Prova de Fogo traz a história de um heróico bombeiro, Caleb Holt, que é reconhecido por toda cidade onde ele habita como um profissional exemplar e, acima de tudo, um herói. O seu casamento, porém, não anda nada bem, e Caleb e sua esposa estão prestes a se separarem. A salvação do casamento do capitão do corpo de bombeiros vem quando seu pai lhe dá de presente um diário que se trata de um desafio de 40 dias no qual cada dia Caleb tem de fazer diversas coisas para a sua esposa e aprender a entender as situações vividas em um matrimônio. O Livro traz ensinamentos sobre o casamento e atividades a serem desenvolvidas como surpreender seu parceiro, elogiar, escutar mais seu parceiro e muitas outras situações. Este filme trouxe uma proposta para as pessoas, de assistir ao filme e depois fazer O Desafio de Amar. Como se trata de 40 dias de desafios, pode ser feita por ministérios de família e encontros de casais ou de outras formas. O livro dispõe de espaços para anotações e observaç…

Palestra para casais: A dinâmica dos Quatro Amores

Uma reflexão no livro de C. S. Lewis Por Alcindo Almeida Local: IP Pirituba Data: 04.12.11 Horário: 10 hs

Encontro na Lapa em dezembro....

Os divórcios aumentaram!!!!

Os divórcios aumentaram bastante de 1984 para cá. Um analista disse na rádio Estadão que é por causa da facilidade do processo. Eu diria que é por causa da dureza de coração e da crise na identidade o ser humano. é o problema da crise na identidade do ser humano. Isso td gera insegurança nas emoções, na sexualidade e até afeta a nossa espiritualidade.Um outro fator aqui no Brasil é o problema da beleza. As pessoas são medidas pelo lado externo. Rapazes se casam por beleza, só que quando ficamos avançados na idade, o que marca não é a beleza. O que marca mesmo é o coração, a afeição, a relação sincera que há na vida e relação do casal. Enquanto o ser humano não se render diante do Eterno Deus, ele nunca terá disposição para caminhar com o seu cônjuge na dinâmica do perdão e da graça sempre!

____________ Pr. Alcindo Almeida