Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

Minuto de Graça #118 | Artesãos da paz

As horas escuras

Há uma canção muito preciosa, que mexe com a coração da gente: Situações do Grupo Logos. Uma parte da letra afirma: Situações nessa vida me fazem sentir que não sou forte a ponto de até resistir. Nestes terríveis momentos, os maus pensamentos me querem levar a um extremo de vida que meu equilíbrio se deixa enganar. Verdade! Tem horas e situações na vida que perdemos o chão. É o amigo que sofre por causa de uma doença que foi descoberta e que abala toda a estrutura emocional e espiritual. É o pai que luta com a filha no hospital numa UTI, sem saber o que acontecerá com ela. É o marido que perdeu o emprego perto da aposentadoria. A mãe que perde o filho com um ano de idade e não se conforma com a dor da perda.  A Bíblia diz no Salmo 116:1-6: Eu amo o Eterno porque ele me ouviu, ouviu quando supliquei por misericórdia. Ele ouviu atentamente enquanto eu apresentava a minha causa a ele. A morte me encarou, o além segurou-me pelos calcanhares. Com água até o pescoço, eu não sabia que caminh…

Minuto de graça# 74 - A crise da insignificância

Minuto de graça 61 # Um viver trinitário

Minuto de graça 62 # Deus é amor

Minuto de graça #46 - A vida de José e o tecelão divino

Momentos preciosos

No Salmo 73:28, Asafe afirma: Mas, para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor Deus, para anunciar todas as tuas obras.  A vida contemplativa não é reclusão, nem é alienada, mas ela gera genuíno amor pelo Eterno Deus. Gera cada vez mais comunhão no nosso coração. Uma verdadeira contemplação nos aproxima do Eterno Deus, nos coloca mais próximos da intimidade com Ele. Asafe tem consciência de que é precioso estar perto do Senhor, de contempla-lo e desfrutar da presença dEle! Tenhamos momentos preciosos assim na nossa amizade com Deus. Desfrutemos dessa presença que traz sentido e paz no coração! (Alcindo Almeida).

Minuto de Graça #117 | Praticando a paciência

Desejos diante de Deus

O Salmo 38.9 afirma: Na tua presença, Senhor, estão os meus desejos todos, e a minha ansiedade não te é oculta. Como é bom ver esse Davi humano se abrindo na presença do Eterno. Ele é sincero mesmo diante daquele que o sonda, o conhece e vai lá no mais íntimo do seu ser.  Davi diz para Deus que esta um caco por causa do pecado. Ele diz que as suas iniquidades causaram males terríveis. Ele afirma que se sente encurvado, abatido e de luto todo o dia. Ele diz que esta aflito, quebrantado e que seu coração esta sem sossego. Depois ele afirma isso: Na tua presença, Senhor, estão os meus desejos todos, e a minha ansiedade não te é oculta.  É bom demais sermos sinceros diante do Senhor, abrir para ele o que se passa lá dentro. Como é valioso rasgar a nossa alma perante o Deus da nossa vida. Davi não é falso, não é hipócrita e nem cheio de teatro diante de Deus. Ele abre o peito e diz para Deus que os desejos mais profundos da sua alma estão diante do seu psicólogo divino. E percebe no processo…

Exame divino

Lendo aqui o Salmo 26 o versículo 2 me chamou a atenção: Examina-me, Senhor, e prova mente; sonda meu coração e os pensamentos. Havia algumas circunstâncias complicadas na vida de Davi e ele ora: Examina-me, Senhor, e prova-me; sonda-me o coração e os pensamentos. O rei Davi sabia que não era culpado da crise que enfrentava, havia problemas profundos no contexto. Nesse momento crítico Davi, sabendo que era humano e pecador, ele pede: Senhor, não olhes só para minha conduta exterior, olha para os meus sentimentos e pensamentos mais íntimos, olha para dentro do meu coração. Eu sei que não sou justo, eu não quero confiar em mim mesmo. Preciso de uma avaliação divina, uma sondagem do dono absoluto do meu coração.  Interessante que os verbos traduzidos como examinar, provar e sondar são usados como uma espécie de teste, similar que ao utilizado para determinar a qualidade dos metais. O salmista demonstra a vontade de que sua integridade e justiça sejam analisadas profundamente. Como preci…

Na fonte certa

O Salmo 18.6 afirma: Na minha aflição clamei ao Senhor; gritei por socorro ao meu Deus. Do seu templo ele ouviu a minha voz; meu grito chegou à sua presença, aos seus ouvidos.
Provavelmente esse Salmo seja um momento de perseguição de Saul que Davi sofre. Ele é a resposta ao seu sentido da morte iminente tanto que ele usa essas afirmações: Invoquei; gritei. Na sua angustia profunda ele clama ao Deus da vida dele. E nesse momento crucial de quase perder a vida, ele grita pelo socorro do seu Deus. Interessante notar que esse verbo gritar no hebraico, quer dizer que ele fez isso de maneira muito enfática, forte e com toda a sua alma. Davi foi na fonte certa, ele não clamou e nem gritou para seus soldados valentes. Ele não buscou ajuda na fuga. Ele buscou ao seu Deus. E o texto afirma que Deus do seu templo ouviu a sua voz. O texto diz também que seu clamor lhe penetrou os ouvidos. Há um paralelismo sinônimo que é característico da poesia hebraica. A ideia é a seguinte, o Deus de proteção,…

Paulo César Baruk e Paulo Cezar (Grupo Logos) - Situações - Ao Vivo -...

Comunhão preciosa

O Salmo 17.15 afirma: Quanto a mim, contemplarei a tua face na justiça; satisfar-me-ei com da tua semelhança quando acordar.  Em Genesis 1 encontramos a afirmação de que somos criados à imagem e a semelhança do Eterno Deus. Gosto demais de pensar sobre isso e acredito que tem a ver com um empréstimo divino de atributos para seres pecadores como nós. Recebemos emprestado a bondade, a graça, o amor, a paciência, a paz divina, a misericórdia, a justiça e um pouco da felicidade da Trindade. O Eterno nos concede a graça de desfrutar deste mundo maravilhoso para vivermos e desfrutarmos de toda a bênção que ele tem. No meio desse privilégio que recebemos, também como seres que refletem, podemos contemplar com retidão a face do Senhor. Podemos desfrutar da comunhão preciosa com a Trindade. Mesmo sendo pecadores, a Trindade derrama sobre nós essa graça de contemplar sua face, de celebrar esse tempo de comunhão com ela. Como diz o hino: “Preciosas são as horas na presença de jesus! Comunhão del…

Um projeto de vida

Seguir a Jesus é se tornar um aluno do Rabi que nos ensina a amar; ser um discípulo de Jesus é se matricular na escola do amor e da graça do Reino de Deus. Sua escola do amor não é como um auditório onde passivamente tomamos notas, enquanto Jesus expõe fatos sobre si. Tornar-se um discípulo de Jesus é um projeto de vida, porque tem a ver com vida, tem a ver com andar com gente, amar, tocar e sentir gente.
Quando lemos os Evangelhos, vemos o Jesus histórico passando pela vida humana. Ele tem discursos sim, mas a maioria do tempo de Jesus, ele esta ao lado de pessoas. O texto sagrado afirma em Mateus 4:23: E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do Reino e curando todas as enfermidades e males entre o povo.
Os três verbos são preciosos demais na vida do mestre: ensinando, pregando e curando. Onde ele passava, ele realizava os três. Mas, sua vida era o toque divino para as pessoas que passavam perto dele. O seu olhar era algo profundo, esse toque e …

Minuto de Graça #116 | Somos amigos de Deus

De dentro para fora

O texto de Provérbios 11:3 afirma: A integridade dos justos os guia, mas a falsidade dos infiéis os destrói. A nossa integridade começa de dentro para fora e não de fora para dentro. Normalmente dizemos: fulano não tem caráter! Claro que tem caráter, o problema é se ele é bom ou ruim. Mas, todos têm um caráter e notamos quando ele realmente é bom quando olhamos para os gestos e palavras das pessoas. Então, se eu tomo emprestado um valor de alguém e empenho minha palavra que pagarei esse valor para a pessoa, eu o farei por causa da minha integridade.  Tem pessoas que se dizem cristãs, mas devem para os outros, mentem para as pessoas, não honram os compromissos e trabalhos. Como podem dizer que são cristãs? Não combina dizer que é cristão e comete falhas no procedimento e no caráter. A palavra integridade vem do latim integritate, significa a qualidade de alguém ou algo a ser íntegro, de conduta reta, pessoa de honra e ética. O que Salomão afirma no texto é algo sério demais: A integridade…

Minuto de Graça #02 - O Pai que não nos abandona

Somos formados do barro

O texto sagrado afirma em Jó 33:6: Eis que diante de Deus sou como tu és, também eu sou formado do barro. 
Essa foi a resposta de Eliú para Jó. Jó chegou a dizer diante de Deus: Sou justo e Deus tirou o meu direito. Que prepotência de Jó, que arrogância, que orgulho terrível dele! Jó achou que tinha justiça própria e poderia questionar Deus por causa da sua vida estar em ruínas. Coitado de Jó, levou um tempo para perceber que sua justiça própria era lixo, era algo vão e sem sentido. Essa frase de Eliú precisa fazer efeito dentro de nós. Não somos tudo o que achamos que somos! Somos formados do barro, somos pó e cinza. Somos como uma gota que cai no balde!  Somos como o ferro que corrói e é considerado como nada! Por isso, as Escrituras afirmam de maneira séria: O que é o homem para que te lembres dele? Não nos esqueçamos jamais que somos formados do barro. Temos um criador divino que reina sobre nós e que tem os dias da nossa vida contados! (Alcindo Almeida).

Minuto de Graça #115 | Somos frágeis demais

Matando a natureza adâmica

O pastor e teólogo Eugene Peterson no livro Um ano com Eugene Peterson - Meditações Diárias pela Editora Palavra disse: "Coloco todos os dias o amor em risco. Não há nada em que eu seja pior do que em amar. Saio-me muito melhor na competição que no amor. Sou muito melhor em responder aos meus instintos e ambições de ir na frente e deixar minha marca do que em entender como amar meu semelhante. Estou treinado e preparado em habilidades egoístas, em fazer coisas à minha maneira".  Essa é uma verdade inquestionável quando falamos de seres humanos filhos de Adão. Somos uma estrutura egoísta e queremos que tudo se dobre diante de nós. Queremos brilhar, queremos reinar, queremos ser os primeiros e passamos por cima dos outros. Queremos competir para ver lá na frente que somos os tais. Meu Deus! Somos assim! Somos miseráveis pecadores filho do Éden! Que estrutura terrível que temos como filhos de Adão. Por isso, penso que a fala de Paulo em Colossenses 3:5 faz todo o sentido: Sendo…

Ego no altar

Geralmente vivemos com o ego direcionado para fora porque temos que mostrar para os outros o que podemos fazer ou ser. Muitos de nós vivemos com a necessidade de ser super-heróis defendendo a identidade todo tempo. Bem, todas as vezes que quisermos provar algo para alguém seremos escravos do nosso ego. Porque ele quer brilhar sempre. 
Paulo nos dá a dica de sermos lapidados no ego para que ele permaneça no altar divino. Ele diz: Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena (Colossenses 3.5). O impulso que o cristão deve lutar contra todo tempo é a natureza terrena. O texto grego se refere a essa natureza pecaminosa, ou seja, as inclinações pecaminosas que atuam em nosso corpo.  A nova vida pela fé em Cristo tem como marca o sepultamento, a morte do nosso ego inflamado. Então, morte do ego tem a ver com ele no altar por meio da ação do Espírito Santo dentro de nós. Ele nos ajuda a sacrificar nossa autoimagem que quer brilhar sempre, o nosso orgulho que tenta aparecer. Ele atua em nosso …

Minuto de graça #18 - A importância dos amigos

Leituras feitas em 2017

1.EGGERICHS, Emerson.Amor e respeito.São Paulo: Mundo Cristão, 2008.Psicólogos hoje afirmam o que a sabedoria bíblica já havia estabelecido há milênios: o relacionamento homem-mulher somente ocorre de modo saudável quando ele a ama, e ela o respeita. A relação entre a necessidade de amor e de respeito no relacionamento conjugal tem tudo a ver com o tipo de casamento que você terá. E à medida que ambos teimam em desrespeitar essa lei básica da convivência do casal, dão vazão ao que Emerson Eggerichs denomina ciclo insano, que, sem dó nem piedade, destrói a harmonia conjugal. A simplicidade da argumentação do autor surpreende e tem cativado centenas de milhares de pessoas em vários países que atestam sua eficácia: quando o marido se sente desrespeitado, é especialmente difícil para ele amar a esposa. Quando a esposa não se sente amada, é especialmente difícil para ela respeitar o marido. Descubra como colocar em prática a mensagem de Amor e respeito e experimente o conselho do sábio Sal…