Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Leia este precioso livro: O obstinado amor de Deus

Dois milênios de cristianismo proporcionaram tempo mais que suficiente para que inúmeros pensadores tentassem descrever, qualificar ou quantificar o amor divino das mais diversas maneiras. O esforço de minerar algum termo ou cunhar uma expressão grandiosa para articular esse conceito indizível — afinal, Deus é o próprio amor que dele emana — levou Lutero a se referir a ele como “fogo ardente”. Para Tereza de Ávila, era a “suprema perfeição”. Francisco de Assis o considerava “galé de livres”, alusão (em contraponto) aos antigos navios impulsionados pelo trabalho escravo dos remadores.Talvez compreendendo a insuficiência dos adjetivos, Agostinho preferiu valer-se de uma constatação: “Deus ama tanto a cada um como se não existisse ninguém mais a quem pudesse dedicar seu amor”. Essa inspiração agostiniana perpassa o texto de O obstinado amor de Deus. Neste livro, Brennan Manning desfia as fibras desse relacionamento tão inusitado para revelar, no cerne, uma realidade poderosa e comovente:…

A Cruz e o Ministério Cristão – D. A. Carson

Um dos temas mais discutidos atualmente no ministério cristão é questão da liderança. Centenas de títulos têm sido escritos sobre este assunto em todo o mundo evangélico. É fato consumado que o crescimento das igrejas evangélicas aliado ao apelo do enfoque gerencial e gestorial tem produzido uma efervescência sem precedentes sobre o assunto. Com toda a certeza, a palavra liderança está na ordem do dia.
Apesar do grande interesse no assunto, poucos estudos bíblicos fundamentados numa exegese segura das Escrituras têm sido disponibilizados nos últimos tempos. Parece que a Bíblia tornou-se uma referência secundária para muitos. Em minha perspectiva, vivemos uma situação dramática: autores de perfil prático falam de liderança sem qualquer fundamentação exegética, enquanto que autores de perfil teológico e técnico pouco escrevem sobre questões práticas do cotidiano ministerial.
Foi nesse incômodo vazio literário que surgiu este opúsculo elaborado pelo conhecido estudioso do Novo Testamento …

Fitando os olhos em Deus

- Texto para reflexão:Pela manhã ouves a minha voz, ó Senhor; pela manhã te apresento a minha oração, e vigio (Salmos 5.3).
Um aspecto importante da lida espiritual com o tempo é a prática da contemplação. Contemplatio no latim significa propriamente olhar para; fitar. Olho para dentro do espaço da alma, a fim de fitar a luz interna e olhar para Deus, que está dentro de mim. Mas, ele não pode ser visto diretamente como imagem ao lado de outras imagens, e sim como o modelo presente em toda e qualquer imagem. Contemplari designa um olhar no qual eu me esqueço de mim mesmo. Contemplando, eu me uno ao contemplado.
Nessa unificação, o tempo pára; então, já pressinto algo da eternidade. Na tradição cristã, a vida eterna com Deus é entendida como uma bem-aventurada contemplação do Senhor. Contemplar transcende o tempo. Na eternidade, não ouviremos a Deus; mas o contemplaremos. Enquanto o ouvir acontece no tempo, o contemplar é intemporal. Contemplando, o tempo pára.
Toda manhã, depois das matin…

Crer ou sentir – eis a questão!

Texto para meditar:Todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Hebreus 10:38.
A vida cristã é uma experiência inspirada e causada pela fé ou movida pelo sentimento? Vivemos num momento histórico em que a fé tem sido substituída pelo sentimento. Eu estava no carro, ouvindo numa estação de rádio evangélica, uma canção muito agradável em sua linha melódica, mas com uma letra terrível, do ponto de vista bíblico. Era algo mais ou menos assim: "eu sinto a tua presença... eu sinto a tua graça"... E por ai viajava nos sentimentos. Fico pensando: como posso sentir a presença de Deus? O mundo moderno foi invadido pelo sentimento. As artes, a poesia, a religião e todo o pensamento contemporâneo vem sendo dominado pelo nível da emoção. A verdade que vale, não vale ser a verdade, pois o sentimento é quem dita o seu conteúdo. No fundo da criação humana encontra-se, como fundamento de maior valor, um simples sentimento hedonista. O prazer imediato…

Quarta da família na 1a Igreja Batista de Angra dos Reis

ESPIRITUALIDADE - Novo livro do Pr. Hernandes

LOPES, Hernandes Dias. A maior tragédia do mundo - Vol. I. São Paulo: Fôlego, 2010. Certamente conhecemos e temos lido sobre muitas tragédias que têm desabado sobre a humanidade ao longo dos séculos. São catástrofes naturais, crises econômicas, guerras encarniçadas, terremotos que abalam as estruturas da terra, enfim, são tragédias que se multiplicam ainda nos dias de hoje. Mas, certamente não há nenhuma tragédia mais grave, mais profunda e de conseqüências tão danosas como a tragédia que o texto de Gênesis relata. É sobre tal momentoso assunto que compartilharemos neste livro. Contém 52 páginas.

Deus se importa com você apesar de não merecer

- Texto para reflexão:Quando Israel era menino, eu o amei e do Egito chamei o meu filho (Oséias 11.1).
Deus se importa com você, comigo, ele se importa com a nossa história. Ele tem tempo para ficar com a gente, ele investe na gente mesmo quando preferimos as coisas terrenas. Ele nos ama apesar de não merecermos, apesar de sermos seres absolutamente cruéis e corruptos no interior.
Deus se importa com você, ele não se importou um dia, não se importaria, mas Deus se importa! Hoje. Neste momento. Neste minuto! Não é preciso esperar na fila ou voltar amanhã. Ele está com você. Não poderia estar mais próximo do que neste segundo. A lealdade dele não vai aumentar se você for melhor nem diminuir se você for pior. Ele se importa com você (LUCADO, Max. Os mais brilhantes pensamentos de Max Lucado. Rio de Janeiro. Thomas Nelson, 2008, p. 11).
Todos os seres humanos que não têm valor são aceitos por este Deus maravilhoso.
Ninguém pode abater o amor deste Deus que trata o ex Jacó (enganador) em Israe…

7º Congresso Pastoreio de famílias.

A 7º edição do Congresso Pastoreio de Famílias contará com a participação de escritores e líderes cristãos. Eles estarão durante três dias compartilhando sobre a primeira instituição que Deus criou; FAMÍLIA. O Congresso Pastoreio de Famílias tem como objetivo de capacitar, orientar e fortalecer pastores, líderes de ministérios, membros das famílias. São TRÊS DIAS especiais com MAIS de 10 MINISTRAÇÕES durante todo o período do Congresso.
___________ Igreja Batista Boas Novas - Rua Manaias, 50 - Parque Vila Prudente - SP.
(11) 2122–4243 ou por e-mail: pastoreiodefamilias@editorafolego.com.br Desconto especial - Até dia 15/03 -> R$25,00 A partir do dia 16/03 -> R$30,00 DATA: 15 a 17 de abril de 2010
http://www.pastoreiodefamilias.com.br

Vi e recomendo para vocês...Um sonho possível

O filme conta a história de Michael Oher (Quinton Aaron), um jovem negro vindo de um lar destruído, que é ajudado por uma família branca, liderada por Leigh Anne (Sandra Bullock) que acredita em seu potencial. Com a ajuda do treinador de futebol, de sua escola e de sua nova família, Oher terá de superar diversos desafios a sua frente, o que também mudará a vida de todos a sua volta. O filme é simplesmente maravilhoso!!!!

Vida de negação pela cruz

- Texto para meditar:Em seguida dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me (Lucas 9.23).

Bernardo de Claraval disse algo precioso demais: "Aprenda esta lição: se você tem de fazer o trabalho de um profeta, você precisa não de um cetro, mas, de uma enxada".
Como a cruz é o símbolo da submissão, assim a toalha é o símbolo do serviço. Quando Jesus reuniu seus discípulos para a última Ceia, eles debatiam sobre quem era o maior. Este problema não lhes era novo. Sempre que houver problema acerca de quem é o maior, haverá problema acerca de quem é o menor.
A grande verdade é que esse é um ponto crucial para nós. Nós sabemos que nunca seremos os maiores, só um é maior do que nós e ponto final: Jesus Cristo.
Interessante que no encontro de Jesus com seus discípulos na festa da Páscoa, eles sabiam que alguém tinha de lavar os pés dos outros. O problema era que só os menores é que deveriam lavar os pés dos outros.
O fato é que naquel…

SUA ALTEZA, O MENDIGO. XLIII

O velho mendigo se matriculou na escola da fé. Sua primeira aula foi sobre a metodologia auditiva. Aprender a escutar o silêncio. A voz de Aba é mais suave que o cicio da brisa, enquanto a fé é o mistério da palavra confidencial, ouvida no secreto do coração.
Os barulhos da alma são ensurdecedores. Uma boca calada e um ambiente sossegado não garantem tranqüilidade para a mente, nem ausência de ruídos interiores, capazes de ouvir a voz de Deus.
Ouvir a voz celestial não é tarefa fácil e, sem esta fala divina, não há fé. O Espírito diz que a fé só aparece quando Deus conversa com ternura. O problema é que ele, quando discorre suavemente, essa tonalidade é imperceptível ao ouvido físico. A voz do Altíssimo é um sussurro baixíssimo, delicada e sutil. Ele sopra doce e elegantemente do seu Espírito ao nosso espírito em harmoniosa dicção espiritual com a sua requintada palavra.
A voz audível de Deus no mutismo da alma e na calmaria do ser é a matriz da fé. O velho mendigo de Tarso descreveu ass…

Precisamos de pessoas

- Texto para reflexão:Já que tendes purificado as vossas almas na obediência à verdade, que leva ao amor fraternal não fingido, de coração amai-vos ardentemente uns aos outros (I Pedro 1.22).

O caminho para a nossa construção como seres humanos é que precisamos das pessoas. Mesmo que as amemos ou não, nós precisamos delas. Podem crer que uma hora dessas precisaremos daqueles que menos amamos.
Quantas foram às vezes que eu recebi ajuda inesperada de pessoas com quem eu não tinha relacionamentos fortes de amizade. E a vida é assim, passam pelo nosso caminho pessoas que nos abençoam de alguma maneira. Seja com um gesto de carinho, algo que alguém faz para nos socorrer sem esperar nada de volta.
Quantas vezes julgamos pessoas por conta de pensamentos e conclusões nossas, e lá na frente elas são colocadas por Deus em nosso caminho para nos ajudar.
Algo que precisamos entender é que pessoas que não precisam de outras não amam. O fato é que não começamos a amar de verdade até o dia em que precis…

7º Congresso Pastoreio de famílias....

PALESTRANTES E LOUVORES JAIME KEMP é doutor em ministério familiar e diretor do Lar Cristão. Foi missionário da Sepal a 31 anos e fundador dos Vencedores por Cristo. É palestrante e autor de 50 títulos. Casado com Judith, é pai de 3 filhas e avô de 2 netos.
VAGNER VAELATTI é pastor titular da Igreja Batista Boas Novas, desde 1994. Com formação em bacharel e mestre em Teologia com especialização em Evangelismos e missões é casado com Marta Conovalov Vaelatti e tem três filhos.
IVONILDO TEIXEIRA É casado com Mônica Teixeira com quem possui duas preciosas filhas, Samanta e Talita. Natural de Montes Claros, Minas Gerais. Reside na cidade de Vila Velha, Espírito Santo, onde foi condecorado com o título de cidadão vilavelhense no ano de 2001.
RAMON TESSMANN É músico, dirigente de louvor, conferencista na área de adoração e avivamento. É casado com Amanda Tessmann e reside em Criciúma, SC, tendo a cobertura da Igreja Vida Nova, na pessoa dos pastores Edson e Vanilda Tessmann. Tem desenvolvido pe…

Vem aí o meu novo livro pela Editora Fôlego

ALMEIDA, Alcindo. Alegria - foco para o crescimento diante de Deus - Livro de Filipenses.São Paulo: Fôlego 2010.
Alcindo foi muito feliz quando abordou as marcas da verdadeira alegria na elaboração desta obra. Não podia ser o contrário. Primeiro, porque ele foi beber na cacimba da alegria. Esta carta delicia qualquer peregrino exausto. Quando eu ando meio jururu, então está na hora de saborear água fresca neste manadeiro da excelência gozosa. Assim, freqüentemente, eu preciso retornar à meditação desta Epístola recheada de regozijo para me restaurar. Segundo, Alcindo é um discípulo desta escola jubilosa, evidenciando no seu estilo os traços de uma pessoa bem-aventurada. Não gosto de fazer elogios, porque eles são perigosos. Além do que a Bíblia afirma que os homens são provados, exatamente, pelos elogios que recebem. Mesmo assim e, correndo este risco, não posso deixar de dizer que foi muito bom, para mim, o convívio que experimentei com o Alcindo. Sou muito grato ao Senhor pela sua a…

O drama da cruz: No jardim do Getsêmani nossa salvação estava por um fio -- mas o fio era de aço!

“Jesus teve as mesmas tentações que nós temos, ainda que ele nunca cedeu a elas nem pecou” -- é o que diz a Bíblia (Hb 4.15, BV). Porém, nenhum de nós passou por uma tentação tão difícil como a que ele experimentou na madrugada de seu último dia de vida. O momento da tentação Aconteceu logo após o programa da reunião de despedida realizada no cenáculo de Jerusalém na noite de quinta para sexta-feira. Logo após o lava-pés, a celebração da Páscoa, a instituição da Santa Ceia, a exortação “não se perturbe o coração de vocês”, a promessa de outro Consolador, o discurso da Videira verdadeira, o adeus final, a oração intercessória e o cântico de um dos salmos. O ambiente da tentação Em certa altura do Monte das Oliveiras, a 830 metros de altura, fica o Jardim do Getsêmani, do outro lado do ribeiro Cedrom, lugar onde costumeiramente Jesus e seus discípulos oravam (Jo 18.2). Foi exatamente ali que aconteceu a última e mais feroz tentação de Cristo. O fato de ter sido num jardim lembra o jardim do…

Encontro no Servo de Cristo

C. S. Lewis, J. I. Packer e a Canaã dos cristãos

Nossa peregrinação rumo à Canaã dos cristãos é diária. Ainda não chegamos ao rio Jordão. Há uma escolta nos aguardando na outra margem do rio. Nosso apetite pela Canaã futura é inveterado.Por enquanto somos “anfíbios” -- metade espírito e metade animal. Somos como o mármore à espera de modelagem ou como o metal derretido ainda não despejado no molde. Não sabemos exatamente como nos tornaremos na Canaã dos cristãos, mas podemos ter certeza de que seremos mais e não menos do que somos aqui e agora. No momento estamos sujeitos à ondulação -- a volta repetida a níveis mais baixos e a níveis mais altos. Enquanto vivermos aqui, do lado de cá do Jordão, períodos de riqueza e vivacidade emocional e corpórea se alternarão com períodos de embotamento e pobreza. Estamos nas preliminares dessa primavera amplamente difusa, no hall de entrada, na sala de espera. Fomos predestinados e tornados justos, estamos sendo continuamente guardados e santificados, mas a plenitude da salvação, a glória final, …

O Que é Missão Integral?

"A FIM DE PROCLAMAREM AS VIRTUDES DAQUELE QUE OS CHAMOU DAS TREVAS PARA A SUA MARAVILHOSA LUZ.”
Ainda que a expressão “missão integral” esteja na moda, o modelo de missão que ela representa não é recente. Além disso, há muitas igrejas que a praticam sem necessariamente usar a expressão para referir-se ao que estão fazendo. O que aconteceu nos últimos anos foi uma recuperação da perspectiva bíblica segundo a qual não basta falar do amor de Deus em Cristo Jesus: é preciso vivê-lo e demonstrá-lo em termos de serviço. Em O Que é Missão Integral?, René Padilla mostra que a igreja que se compromete com a missão integral entende que seu propósito não é chegar a ser grande, rica ou politicamente influente, mas sim encarnar os valores do reino de Deus e manifestar o amor e a justiça, tanto em âmbito pessoal como em âmbito comunitário.* * * “Nos últimos anos, a causa da missão integral se expandiu de modo admirável, tanto na América Latina como ao redor do mundo, especialmente nos países em d…

Perguntas que equilibram as emoções

Vivemos um tempo em que é muito fácil perder o equilíbrio emocional e espiritual. Uma dificuldade que muitos cristãos enfrentam é aceitar a realidade e responder a ela apropriadamente. Nossas reações emocionais emergem da forma como pensamos sobre a vida e os acontecimentos. Não são as realidades externas que nos perturbam, mas o julgamento que fazemos sobre elas. Sobretudo, a forma como cremos que Deus participa delas. O apóstolo Paulo, em carta aos cristãos que viviam na capital do Império Romano, faz quatro perguntas retóricas que nos ajudam a construir uma estrutura espiritual capaz de produzir em nós sentimentos e atitudes verdadeiros diante das diferentes situações e experiências. Primeira pergunta: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”. Sabemos que existem muitas coisas “contra nós”. Existem acidentes, doenças, mortes. Existem crises econômicas e políticas. Existem fofocas, mentiras, calúnias, traições. Paulo não está afirmando que nada disso vai acontecer conosco. Acontece…

SUA ALTEZA, O MENDIGO XLII

Ser mendigo e fazer parte de um sindicato de classe deve ser um terror. Mendigo sindicalizado é como papagaio na gaiola, pode até falar, mas não tem a liberdade de voar. Sua Alteza tem compromisso com a calçada, mas não com o cartão de ponto.
O verdadeiro mendigo é livre. Liberdade é o maior patrimônio do Evangelho garantido ao ser humano. Ser filho de Aba é usufruir da liberdade em sua essência. Contudo, libertação nunca foi libertinagem. Não há licença para a licenciosidade. Eu sou livre para fazer todas as coisas de acordo com a minha natureza de filho de Deus e apenas para a edificação dos outros, de acordo com a glória do próprio Deus.
Mesmo os membros da raça adâmica só são livres em sua natureza para fazer as coisas que produzem benefícios de mão dupla. Por exemplo: ninguém é livre para matar, roubar ou adulterar. Aqui, o que é bom para um, tem que ser, necessariamente, bom para todos. Perdoa-me, Pai, pelo abuso, se ultrapassei os limites da tua criação.
Todavia, não há liberdade…

Enfrente a dor

- Texto para reflexão:Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco, então é que sou forte (II Coríntios 12.10).

O caminho para a recuperação é uma escalada longa e íngreme, mas supera a agonia de permanecer no vale do desespero.
A pergunta para nós hoje é: Quem nunca perdeu um ente querido, por divórcio, morte ou rompimento de um romance?
Quem não teve o sofrimento das perdas? Eu perdi há mais de um ano o meu pai com uma doença terrível que é o câncer. E percebo que geralmente quem passa pela dor da perda de alguém querido, consegue entender a vida com maior intensidade e com ela se preocupa mais profundamente. A perda faz parte da vida e, mais cedo ou mais tarde, todos a enfrentamos. Às vezes, que a morte, por exemplo, nunca baterá a nossa porta, não nos iludamos, ela baterá um dia destes.
Isso não nos deve nos magoar; pelo contrário, deve nos levar a crescer e crescer. Aliás, acredito q…

Entre comunidades enfermas e indivíduos doentes

Precisamos abrir mão do mito da congregação cristã perfeita

Cresce no Brasil o número daqueles que defendem a possibilidade do exercício da espiritualidade cristã sem vínculos formais com as chamadas igrejas. Tal tendência é cada vez mais encontrada em livros e na postura de pastores, lideres e artistas que não mais possuem compromisso efetivo com uma comunidade local. Para estes, as igrejas, tanto em sua expressão local como também institucional, deslocaram o foco do simples exercício da fé comunitária para a manutenção dos projetos personalistas de seus líderes ou demandas de suas denominações. Inúmeros casos e histórias são contados para justificar a acusação. Ao ouvi-los, somos levados a concluir: estas comunidades se encontram enfermas.
O problema é o que fazer diante dessa situação. Simplesmente abortar a expressão comunitária da espiritualidade cristã seria a solução? Substituir a congregação formal por uma reunião semanal, quinzenal ou mensal, com pessoas à nossa imagem e semelh…

O céu não é a questão

Não há acordo na Igreja hoje em dia sobre o que acontece com as pessoas quando morrem, embora o Novo Testamento seja claro sobre o assunto. Paulo fala da “redenção do nosso corpo” em Romanos 8.23. Não há espaço para dúvidas sobre o que ele quer dizer: ao povo de Deus é prometido um novo tipo de existência corporal, a completude e redenção da nossa vida corporal presente. O resto dos primeiros escritos cristãos, onde este assunto é abordado, estão em completa sintonia com isto.
O quadro tradicional de pessoas que vão para o céu ou para o inferno como uma jornada pós-morte, com um estágio de duração, representa uma séria distorção e diminuição da esperança cristã. A ressurreição do corpo não é nada diferente desta esperança – é o elemento que dá forma e significado ao resto da história dos últimos propósitos de Deus. Se resumida, como muitos têm feito, ou até deixada de lado, como outros fizeram explicitamente, perde-se esta visão extra, uma espécie de “peça central” da fé, que a faz fun…

Sede por integridade

- Texto para reflexão:Anda na minha presença e sê perfeito (Gn. 17.1).
O que significa ser um íntegro?
Integridade vem do latim integritate, significa a qualidade de alguém ou algo ser íntegro, de conduta reta, pessoa de honra, ética, educada, imparcial, brioso, o que é íntegro, é justo e perfeito, é puro de alma e de espírito.
Um ser humano íntegro não se vende por situações momentâneas, infrigindo as normas e leis, prejudicando alguém por um motivo fútil e incoerente. A moral de uma pessoa não tem preço e é indiscutível.
A verdade é que quando nos voltamos para as Escrituras em busca de auxílio nesse assunto, é bem provável que sejamos surpreendidos. Um dos primeiros fatos a nos abalar é a constatação de que, para nosso desapontamento, os homens e mulheres bíblicos não foram os heróis que imaginamos.
Não encontramos modelos impecáveis de virtude. Isso sempre choca os iniciantes na Palavra de Deus. Quando olhamos para o patriarca Abraão, ele mentiu. Quando olhamos para o patriarca Ja…

Nas palmas das mãos do eterno Deus

- Texto para reflexão:Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei, os teus muros estão perante mim (Isaías 49.16).

O que mais importa não é o fato de conhecermos Deus, mas, algo maior que está implícito neste conhecimento, é o fato de que ele nos conhece. Algo profundo demais na nossa relação com Deus é que estamos gravados nas palmas das suas mãos.
Já pararam para pensar que nunca somos esquecidos por ele?
Todo o conhecimento dele depende da iniciativa permanente da parte de Deus em nos conhecer. Nós o conhecemos porque ele nos conheceu primeiro e continua a nos conhecer todos os dias que vivemos nesta vida.
A grande verdade espiritual para o nosso coração é que não há um único momento em que ele tira seus olhos de nós. Ele não é como nós que nos distraímos e nos esquecemos de ligar para aqueles amigos que estão em lutas ou passando por algo complicado. Deus é diferente, ele tem os seus olhos atentos por toda uma eternidade. Ele olha para a nossa dor, nossos sofrimentos. Ele olha para a…

Liderança e a luta contra o pecado - Parte 1 - por Ronaldo Lidório

Quando um homem se torna melhor, compreende cada vez mais claramente o mal que ainda existe em si. Quando um homem se torna pior, percebe cada vez menos a sua própria maldade1. C. S. LewisA humildade é um claro sinal de maturidade cristã na jornada em busca de uma vida íntegra, pois ela, em si, é fruto da compreensão da nossa total dependência de Deus. Quanto mais buscamos uma vida íntegra na presença de Deus mais somos confrontados pelo Espírito nas áreas da nossa alma que precisam de conserto, de perdão, de libertação e cura. E este confronto gera, sempre, um espírito de humildade pois percebemos quem somos e o quanto carecemos dele em nossas vidas. Se deseja avaliar o crescimento espiritual de um amigo ou discípulo, observe sua humildade.
Devemos compreender que a busca pela integridade denuncia o pecado. Richard Baxter (1615-1691), teólogo, homem piedoso e autor de mais de 130 livros, afirma em seu livro O pastor aprovado que “é mais fácil julgar o pecado que dominá-lo” e desafia-n…