Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Os três níveis de amizades

Imagem
Bill Hybels no livro Simplifique fala de três níveis de amizades:
1. Amigos circunstanciais: com esses vemos a amizade terminada quando mudam as circunstâncias. 2. Amigos de verdade por um período: com esses em alguns momentos de mudanças podemos vê-los distantes de nós. 3. Amigos para a vida inteira: esses são os amigos vitalícios que são forjados nas trincheiras do cotidiano. Esses são os que nós abrimos o coração.

O mundo pós-moderno

Imagem
O mundo pós-moderno é o mundo do desencanto, da decepção, da desilusão, das incertezas. Emocionalmente, a modernidade refletiu o progresso, o otimismo, a confiança na tecnologia. O pós-moderno é o oposto da ideia de depender do ser divino. O pós-moderno acha que tudo é subjetivo, é a movimento dos sentidos. É um movimento que cortou Deus no centro de tudo. A pessoa diz: eu sigo minha vida e determino tudo. Não preciso de ninguém e sou um ser divino e ando com vibrações. Ela só não pensa assim quando está num ofício fúnebre e vê que um caixão é carregado por outros, não pela própria pessoa que é finita, limitada e insuficiente para as realidades da vida humana (Alcindo Almeida).

Uma linguagem teológica

Imagem
Precisamos de uma teologia que nos desperte para um relacionamento pessoal e verdadeiro com Deus. Em outras palavras, uma teologia e uma linguagem teológica que nos aponte o caminho da oração; que nos conduza e inspire a “amar a Deus de todo coração, alma e entendimento”; que seja mais pessoal, afetiva e comunitária, e não apenas acadêmica (Ricardo Barbosa).

O ser pós-moderno

Imagem
Espiritualidade tem a ver com o novo estado de espírito do mundo pós-moderno. Falar em espiritualidade, segundo James Houston, é falar sobre a revolta do espírito humano ao aprisionamento que a cultura racional impôs sobre a civilização ocidental, levando-a a olhar para a vida apenas na perspectiva superficial da ótica científica. O ser pós-moderno não aceita mais viver sob esta ótica estreita e limitada da cultura racional, mas, paradoxalmente, sua luta contra o aprisionamento da superficialidade racional o levou a um novo estado de alienação e superficialidade, fruto do subjetivismo e do individualismo impessoal (O melhor da espiritualidade brasileira. Nelson Bomilcar. Mundo Cristão, 2005).

Uma referência na vida

Imagem
O filósofo René Descartes certa vez disse: a única coisa de que podemos ter certeza é a dúvida. Essa afirmação faz todo sentido para que anda sem chão mesmo. Para quem não tem no que se apoiar. Isso não faz sentido para a pessoa que não busca a Deus para responder à sua incerteza e dúvida na alma. Há muitas pessoas sozinhas com suas dúvidas e incertezas porque não têm fé, não sabem mais em quem crer e descansar. Interessante que o ponto de partida de Descartes foi a sua famosa frase: “Penso, logo existo”. Nós existimos sem Deus? Sobrevivemos sem Deus? Isso é absolutamente impossível, sem Deus na vida não andamos, não pensamos e não sobrevivemos. Por isso, o grande escritor Paulo disse no Livro de Atos 17: Nele nos movemos, nele existimos e nele respiramos. A nossa dúvida e as incertezas da vida terminam quando temos uma referência na vida que é chamada de Jesus Cristo de Nazaré. Nele podemos confiar e depositar todos os sentimentos do coração (Alcindo Almeida).

Ouvindo a voz do Pai

Imagem
Precisamos deixar um pouco de lado as agitações e correrias da nossa vida cotidiana e silenciar o nosso coração para ouvir a voz do Pai. Todos nós somos viciados em trabalho, atividades e mais atividades. É hora de nos tornar viciados em silenciar o nosso coração para ouvir a voz do Pai. E fazemos isto através do momento da oração, em que paramos para ouvir Deus. Esse momento nos lança nos braços do criador que compreende nossas dores, as crises e ilumina o nosso caminho diante dele (Meu novo livro Caminhada inteligente - Reflexões em Provérbios).

O vento e o mar - Expresso Luz

Imagem
Quem pode o vento acalmar e a tempestade deter Quem pode o mar aquietar não me deixar perecer Quem pode até descansar mesmo com a vida em revés Ondas que levam a naufragar se quebram aos seus pés
Em pleno mar sem direção, em meio à noite sem luz Pra me guiar na escuridão posso acordar Jesus
Quem pode me conhecer e ver meu coração Reconhecer minha fé no meio da multidão E com seu simples olhar sabe o que há em mim Vento e mar faz obedecer, ficar tão calmo assim
Em pleno mar traz direção, em meio à noite a luz Pra me guiar na escuridão posso acordar Jesus Pra iluminar o meu coração vou convidar Jesus

O desafio de envelhecer

Imagem
O desafio de envelhecer é esperar com paciência cada vez maior e com uma expectativa cada vez mais forte. É viver com uma esperança ansiosa. É confiar que através de Cristo tivemos acesso a essa graça a paz com Deus e nos gloriamos na esperança de possuir um dia a glória de Deus (Henri Nouwen).

Vencendo o medo

Imagem
Fico pensando em diversas questões que passamos na vida, e uma dela é o medo. Sem sombras de dúvidas o medo é a principal barreira para a paz interior. Ele é um grande empecilho quando queremos viver de maneira simples e dependente. Ele nos limita em termos de confiança no caráter e na vontade do Eterno Deus. A nossa finitude nos deixa cheios de medo e insegurança, e tira o nosso chão quanto à paz interior. Então o que precisamos fazer é confiar sem medo e sem temor na graça cuidadora do nosso coração. Não é por acaso que Paulo diz em Filipenses 4.7: A paz de Cristo que excede todo o entendimento, guardará o nosso coração e o nosso pensamento em Cristo Jesus. Descansemos nessa verdade e assim venceremos o medo pela graça de Cristo (Alcindo Almeida).

Simplifique de Bill Hybels

Imagem
Ontem a noite estava lendo o livro de Bill HybelsSimplifique e ele comenta Provérbios 3-9-10. Ele trata sobre um assunto chamado: O princípio 10-10-80: 
- Dê os primeiros 10% a Deus.Dê honra ao Senhor, oferecendo a ele a primeira parte de tudo quanto você ganha (Provérbios 3.9,10). Ele diz: Experimentem! Vejam a oportunidade de provar que isso é verdade! Suas colheitas serão formidáveis, porque eu as protegerei dos bichos e das pragas (Malaquias 3.10). Isso faz sentido porque Deus disse que é assim que funciona! - Invista em você com cuidado: Digno é o trabalhador do seu salário (Lucas 10.7b). Guarde pelo menos 10% no seu orçamento. Você pode poupar gastar ou investir este valor. Lembre-se que o dinheiro é dado por Deus para administrarmos com sabedoria. - Viva e pague as contas com o restante dos 80%: Ajuste o seu padrão de vida a estes 80% de seus ganhos e não fique sufocado nas finanças mensais. Bill chama isso de reconciliação financeira.

Seguindo esse plano simples você descobrirá qu…

Precisamos de um lugar

Imagem
Pertencer é uma de nossas necessidades mais básicas, precisamos de um lugar onde nos identificamos como seres humanos. Uma pessoa bem saudável, geralmente tem um lugar onde se abriga e desfruta de vida em comum. Como diz o escritor e teólogo Henri Nouwen: "Nossa sociedade estimula o individualismo. Somos constantemente levados a acreditar que tudo o que pensamos, dizemos ou fazemos, é nossa realização pessoal, merecendo uma atenção individual. Mas como pessoas que pertencem à comunhão dos santos, nós sabemos que qualquer coisa de valor espiritual não é o resultado da realização individual, mas fruto de uma vida em comum".

Disposição para fazer

Imagem
Todas as pessoas que se tornaram bem-sucedidas simplesmente criaram o hábito de fazer aquilo que os fracassados não gostam de fazer e não estão dispostos a fazer — JOHN C. MAXWELL

Compromisso sério

Imagem
Há uma diferença entre interesse e compromisso. Quando você está interessado em fazer alguma coisa, você só faz quando for conveniente. Quando está comprometido com alguma coisa, você não aceita desculpas, só resultados (Ken Blanchard).

Coração determinado

Imagem
"Não precisamos de arte nem de ciência para ir até Deus. Tudo o que precisamos é de um coração firmemente determinado a não se dedicar a outra coisa que não seja a ele, por amor a ele e tão somente amá-lo” (Frank Laubach. Praticando a presença de Deus).

Verdadeiras amizades

Imagem
Confiança, transparência e vulnerabilidade são os itens com os quais as verdadeiras amizades são construídas (Livro Amizade da alma).

Amigos espirituais

Imagem
Como necessitamos de mentores nesta jornada cristã, de amigos espirituais que nos ajudem a perceber os nossos vícios compulsivos, amigos que percebem a nossa fraqueza não para nos condenar, mas para nos ajudar a voltar para o foco do Reino de Deus e para a dependência total do criador. Amigos que nos ajudam a crescer na fé e na dedicação do Reino de Deus. Amigos verdadeiros e sinceros que nos ajudem a carregar os fardos (Livro Amizade da alma).

Doze anos de escravidão

Imagem
Uma cena marcante do filme Doze anos de escravidão é quando a moça escrava é chicoteada pelo carrasco do seu dono e Solomon diz a ele: Em algum lugar da eternidade esse seu pecado será pago com justiça!

Um homem humilhado

Imagem
É duro saber que o filme 12 Anos de escravidão é real. Ver um homem músico, pai de família, que acorda um dia transformado num ser rastejante, que todos calcam, e esmagam, e fazem rodar o pé, até desaparecer não o homem, mas o próprio conceito de homem. É isto ser escravo, ser desapossado da sua própria identidade, ser propriedade de alguém, dos mais lunáticos, sádicos, boçais donos de plantações como era o tal Eppsl.

Acolhendo o próximo

Imagem
Ser um hospitaleiro é abrir o coração para acolher o próximo e permitir que ele ali encontre o ambiente adequado para experimentar a transformação e o crescimento na graça de Cristo Jesus (Livro Amizade da alma).

No fundo da alma

Imagem
Hoje pensei em vários momentos da dor na nossa vida. Realmente não gostamos muito deles, porque afetam nossa sensibilidade e coração. Mas, é interessante observar que a dor sempre nos conduz para o centro do nosso ser que anseia mais por Deus. Então a dor tem um efeito pedagógico em nosso interior. Deixemos nossas dores penetrarem nossa alma no mais profundo para que experimentemos os cuidados divinos. Não dá para negar os sofrimentos que passamos na vida, seja na hora da morte de alguém querido, uma perda, um problema na família. Em todos esses momentos podemos descer lá no fundo da alma e perceber que há o Eterno Deus nos consolando, restaurando nosso ser e trazendo alento no meio da dor e sofrimento. E lá percebemos que na dor aprendemos mais sobre quem Deus é e o que ele faz dentro de nós (Alcindo Almeida).

Noite escura

Imagem
A “noite escura da alma” é metáfora de uma experiência mística que envolve paradoxo, porque essa experiência é iluminativa e, no entanto, obscurece a consciência e acarreta sofrimento. João da Cruz, num poema lírico de oito estrofes relata a própria passagem por essa prova que antecede a plena iluminação. Nos comentários a esse poema, diz que, mediante a noite escura, a alma se dispõe e encaminha para a divina união de amor. A passagem pela noite escura da alma encontra apoio nas escrituras bíblicas. Tanto no Antigo, como no Novo Testamento, há vários exemplos de pessoas santificadas que sofrem provação antes de receberem um grande benefício. A noite escura do Cristo teve início no Getsêmane, pouco antes de o Divino Mestre ser preso, e terminou na cruz com a sensação de abandono: ” Eli, Eli, lamá sabactâni” (MT 27.46).Graças, porém, à tormenta física e mental, Jesus de Nazaré ressurgiu como o Cristo Cósmico Eterno, dando ensejo a uma das mais influentes tradições religiosas do mundo. Na…

Os obstáculos da nossa jornada

Imagem
Muitas vezes no meio das nossas crises, achamos que Deus se esqueceu de nós e nem olha mais para o momento de vida que passamos. Grande engano da nossa parte pensar assim, porque ele se move com determinação rítmica através de nossa agonia e dor, rumo a uma alegria inimaginável. Ele tem o melhor da sua graça quando estamos em lutas, tristezas e aflições da vida. Ele nos sustenta em dores nos levando para mais perto dos caminhos dele. Eles nos assiste em cada momento de dor trazendo da sua esperança para que suportemos todos os obstáculos da nossa jornada diária. Não nos preocupemos, Deus está no seu trono olhando para cada momento da nossa dor e aflição! (Alcindo Almeida).

O Evangelho sadio

Imagem
O caminho que imita o nosso mestre resulta na glória de Deus na nossa vida. E quando isto acontece, a unidade prevalece, a humildade passa a ser algo vivencial para uma comunidade. A felicidade é o rumo dela e ela anuncia o Evangelho sadio, o Evangelho de impacto e amor(Livro Amizade da alma).

A voz do Pai Eterno

Imagem
No meio da escuridão profunda da alma, não podemos ver nada, mas pela graça podemos ouvir e ouvir a voz do Pai Eterno dizendo para nós: Não temam quando passarem pelos abismos da vida porque eu estou com vocês, protejo o coração de vocês e ando ao lado de vocês (Alcindo Almeida).

O lugar do silêncio

Imagem
O deserto é o lugar do silêncio diante de Deus, onde a quietude faz com que o coração perceba a sua presença mais próxima que a nossa própria respiração (James Houston. Cristianismo verdadeiro).

O despertamento para o amor de Deus

Imagem
A dor é um grande despertador para as realidade que outrora estavam adormecidas em nossa vida. Mas é o despertamento para o amor de Deus que transcende todas as outras formas de consciência humana (James Houston. Cristianismo verdadeiro).

A história de William Wilberforce

Imagem
No século 18, a Inglaterra detinha o monopólio do comércio de escravos negros. Os meios de transporte eram os mais cruéis imagináveis. Boa parte da população inglesa tirava proveito desse comércio, e o povo, de maneira geral, aceitava a escravidão. Havia aqueles que enriqueciam e, por isso, defendiam com veemência o escravagismo. Mas Deus graciosamente ergueu uma geração de políticos cristãos para lutar contra o que William Carey chamou de “maldito comércio de escravos”. Preciosa graça É surpreendente que nenhum grande reformador da história ocidental seja tão pouco conhecido como William Wilberforce. Ele nasceu numa família nobre da Inglaterra, na cidade portuária de Hull, em Yorkshire, em 24 de agosto de 1759. Naquela época, como hoje, a aristocracia vivia em meio a contradições: nela se encontravam alguns dos grandes benfeitores da nação e alguns de seus maiores corruptores. Wilberforce era fruto dessas ambiguidades. Após estudar em uma escola em Pocklington, foi aceito em 1776 no St…

Summit 2014 na IPAlpha

Imagem