Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2018

Leituras em junho de 2018

1.LOPES, Rosther Guimaraes. Esperança que vem da cruz.São Paulo: Reticências, 2018. No livro Rosther trabalha devoções para edificar a vida e coração das pessoas. São feitas com muito zêlo e amor. Nelas Rosther traz a graça do Evangelho para o nosso coração com clareza, simplicidade e paixão. Vale a pena navegar nesse livro de devoção para o coração. Contém 111 páginas.
2.LUCADO, Max. Graça radical.Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2014. Talvez você tenha sérias dúvidas sobre o que, afinal, significa “graça”. Você dá de cara com essa palavra quando ouve o pastor falar ou nas revistas da escola dominical. Talvez ache que graça é algo “certinho”, que só faz sentido dentro da igreja, no horário do culto. Mas, no fundo, você bem que gostaria de saber mais sobre ela e de sentir de verdade tudo o que dizem a respeito dessa “coisa” aparentemente tão difícil de entender. Neste livro, Max Lucado procura responder às suas dúvidas e mostrar que a experiência da graça pode ser ainda mais emocionante …

Renovação em Cristo

A formação espiritual em Cristo é um processo leve e solto pela graça e amor dele. Devemos nos humilhar para aceitar os modos que Deus escolhe para trabalhar conosco, eles estão nas Sagradas Escrituras e, em especial, nas palavras e na pessoa de Jesus. Deus nos convida a deixar nosso caminho penoso do trabalho pesado — particularmente o religioso e tomar o jugo suave. Esse é um caminho não é lá muito fácil, porque lutamos contra o nosso próprio ego que é cheio de regras. Ele é cheio de modelos adâmicos que querem controlar até Deus. Como precisamos deixar de lado o jeito humano religioso, que mede, dá padrões para a espiritualidade, que quer dirigir tudo conforme o ego. Meu Deus! A graça do Evangelho nos convida a viver leves e livres em Cristo Jesus. Por isso, Paulo disse: E vocês se revestiram do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.  A formação espiritual em Cristo passa por esse processo do novo ser nele, do novo ser que não depende…

A tentação de ser poderoso

O poder pode assumir muitas formas: dinheiro, contatos, fama, capacidade intelectual, aptidões humanas e outros itens que são originários lá daquela proposta começada lá no Éden, lembram? Tudo isto são formas de alcançar um certo sentido de segurança e de controle, e de reforçar a ilusão de que poderemos dispor da vida à nossa vontade. Henri Nouwen, um homem que aprendeu a lidar bem com a fama e o poder disse: O poder cobiça sempre um poder maior, precisamente por ser uma ilusão. Apesar da nossa experiência de que o poder não nos transmite a sensação de segurança que desejamos, revelando, pelo contrário, as nossas próprias debilidades e limitações, continuamos a convencer-nos a nós mesmos de que um poder maior acabará por satisfazer as nossas necessidades. Ilusão enorme é essa do poder. Porque ele vem e vai embora muito rápido. Eu conheci uma pessoa muito rica, muito conhecida na sociedade. Ela de repente, num processo meteórico, perdeu tudo. E ao ouvir essa pessoa relatando sua histór…

IPUS - II Congresso de Aniversário - Cristianismo Real - 27/06/2018

Minuto de Graça #127 | As horas escuras

Sorrindo no meio da dor

Não é o quanto você vive, mas como vive que importa. Tem gente que saber sorrir mesmo no meio da dor, porque vive com o foco em Deus e não nas circunstâncias da vida. Viva a vida em Deus, isso que importa! (Alcindo Almeida)

O verbo encarnado | Alcindo Almeida

O teste divino | por Alcindo Almeida

Relacionamentos líquidos: Efeitos na espiritualidade | por Alcindo Almeida

O sofrimento é uma ferramenta divina

Ao falar aos alunos da Universidade de Oxford, C. S. Lewis afirmou que o sofrimento é a ferramenta com que Deus constrói o homem. Após passar por essa tribulação, ele entendeu que o sofrimento, ao invés de esmagá-lo, derrotá-lo e transformá-lo num queixume ambulante, abriu os seus olhos para a realidade de que é possível sofrer também sob a mão de Deus.  Eu sei que é muito difícil trabalharmos essa realidade no coração porque vivemos no meio de uma cultura evangélica que insiste em dizer que o sofrimento é do mal. Que o sofrimento é uma ferramenta do maligno. E tem um monte de gente por aí repreendendo o sofrimento e amarrando-o de uma vez por todas. Mas, percebo que essa é uma grande falácia e uma falta de compreensão séria do que as Escrituras dizem sobre a dinâmica do sofrimento.  Parece-me que os grande personagens das Escrituras Sagradas tinham um pensamento diferente do sofrimento. José aprendeu através das suas dores profundas a caminhada mais próxima do seu Deus. Ele entendeu qu…

Prêmio da soberana vocação

A verdadeira vitória do cristão é a vida eterna, essa vida em qualidade sem fim, foi conquistada por Jesus Cristo na cruz e recebida por nós por meio da graça redentora. Sabemos que passaremos por lutas e tribulações, mas a nossa pátria está nos céus que foram preparados para nós.  Enquanto não chega esse momento precioso, profundo e peculiar, vivamos a cada dia como se fosse o último. Amando e servindo ao Senhor que conquistou a nossa vida eterna pela graça. Como Paulo afirma: Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Prossigamos então para esse alvo que é a vida eterna em Cristo Jesus! (Alcindo Almeida)

Ânimo no meio das lutas

Jesus disse: No mundo vocês terão aflições, mas animem-se, pois, eu venci o mundo. (Jo 16.33) Essa é uma promessa do Senhor Jesus Cristo que precisa ecoar em nosso coração todo dia. Mas, no meio de todas as facetas da vida, não podemos esquecer: teremos aflições, teremos problemas e lutas que nos acometerão.  Teremos dias complicados nessa jornada aqui na terra. Agora, depende como encaramos as lutas e dificuldades dessa vida! Com ânimo! Por quê? Porque Cristo venceu a morte, o pecado e o inferno. Ele possibilitou a nossa vitória diante de todos os obstáculos da vida. Ele garantiu a vida em qualidade na presença dele.  Nas horas das lutas de cada dia, saibamos que não estamos sozinhos, Cristo está conosco e nos ajuda com graça, por isso, temos animo e segurança. Enfrentaremos todos os problemas e dificuldades confiando sempre naquele que nos ampara, ajuda e nos fortalece. Como diz Davi: Em me vindo o temor, hei de confiar em ti. Descansemos no Eterno Deus que cuida do nosso coração em t…

Minuto de Graça #118 | Artesãos da paz

Minuto de Graça #126 | A esperança nunca morre

O convite divino

No texto de II Coríntios 11:17, Paulo afirmou: Aquele que se gloria, que ele se glorie no Senhor. Essa abordagem de Paulo simples, porque todos os filhos de Adão amam ser glorificados no ser. Por isso, Paulo diz para todos nós termos cuidado com a ostentação, seja em propósitos, planos, labutas ou o sucesso. Paulo nos ensina que o nosso próprio poder de realizações, ou de retidão é muito audacioso. Somos um poço de orgulho e podemos muito bem achar que somos suficientes em nós mesmos.  O convite divino é que vejamos toda a bênção e todo o sucesso como algo do céu e não de nós mesmos. O convite é que nos gloriemos no Senhor. Se temos algo valioso de feitos, devemos considerar o Senhor como o autor de tudo. Isso é uma lembrança do texto de  Jeremias 9: 23-24: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o poderoso na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas; mas o que se gloriar, glorie-se nisto: que me entenda e me conheça, que eu sou o Senhor, que faço benevolência, j…

Minuto de graça #22 - Necessidade da oração

Um toque no coração

Percebemos que varias tiranias brutais têm sido derrubadas. Quando estive na África vi os efeitos do apartheid que foi desmantelado e hoje o povo tem liberdade. Foi precioso demais passear no shopping de Mandela e ver as raças unidas. Às vezes, vemos surgir líderes sábios e criativos, e as pessoas procuram imitar suas ações boas e justas. Criminosos de alta periculosidade, as vezes são apanhados, levados a julgamento, condenados e punidos como temos visto aqui no Brasil. Mas, notem, às vezes!  Coisas que estão muito erradas na sociedade são esplendidamente endireitadas. Novos projetos dão esperança aos pobres dessa nação que tanto sofrem. Diplomatas conseguem negociar um acordo de paz firme e duradouro. Mas quando imaginamos que as coisas estão tranquilas e podemos relaxar, vem uma notícia triste e que tira o nosso chão, como o estrangulamento da menina Vitória Gabrielly, que foi achada na mata em Araçariguama. Bem, sabemos que é possível resolver alguns problemas do mundo por certo tem…

Olhemos para Ele

Vivemos dias difíceis na nossa sociedade. Temos visto que a esperança é massacrada pelo egoísmo exagerado na vida das pessoas. Temos percebido a corrupção violenta que o nosso país atravessa. Quando ouvimos as falas e propostas dos políticos, damos risada e nos embrutecemos porque, na verdade, sendo sinceros, não acreditamos numa palavra deles.  Vivemos um tempo cercado pelo ceticismo, as pessoas estão desacreditadas de tudo. A igreja não está isenta disso tudo. No meio dela há muita gente com falta de fé, sem contar que há gente vindo nela porque é interesseira e anda com planos absolutamente humanos e não espirituais. Já vi gente frequentando a igreja só para ter um pastor especial, a fim de realizar a cerimônia de casamento. Depois que se casou, nunca mais veio na igreja.  Enfim, vivemos tempos complicados, duros e instáveis! O que fazer? Como continuar firme no meio de tanta desilusão? Precisamos aprender a confiar sinceramente em Deus e amá-lo de todo nosso coração. Precisamos ol…

Somos o bom perfume de Cristo

Paulo na segunda carta aos Coríntios diz: Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. Interessante que o bom perfume exala seu odor sem ostentação. Ele é forte, marcante, deixa rastro. O bom perfume neutraliza por completo o mal odor.  Nós somos o bom perfume de Cristo nessa vida. Exalamos o cheiro da graça onde passamos e com quem falamos. Temos a grande responsabilidade como cristãos de sermos o bom perfume de Cristo. Temos a missão de exalar as qualidades de Cristo em tudo que fazemos. Quando pregamos o Evangelho de maneira verdadeira, honesta e marcante, exalamos o conhecimento de Cristo no meio das pessoas. Onde passamos exalamos o cheiro do conhecimento da graça do Evangelho. Exalamos a paz, a justiça, o amor, a compaixão, a bondade, a longanimidade e a misericórdia divina. Somos o bom perfume de Cristo que traz sentido para a vida humana. Carregamos a vida de Cristo em nós, por isso, exalamos essa graça divina. Prestemos…

Minuto de Graça #115 | Somos frágeis demais

Minuto de Graça #125 | A arte de aprender

Temos a mente de Cristo

O texto de I Coríntios 3:16 afirma: Nós porém temos a mente de Cristo.Quando recebemos a vida de Cristo em nós, passamos a ter um novo processo no coração, não agimos mas em função de nós mesmos. Não vivemos para nós mesmos. Agora, pensamos no que Cristo pensa, respiramos o que Cristo respira. Temos agora a visão do Reino, porque Cristo habita em nós, Cristo vive em nós! Respiramos a graça dele em nós. Temos a graça reinando em nosso coração. Não somos mais dominados pelo pensamento do mundo secular que quer nos devorar e impedir de respirar a justiça, a verdade e a sinceridade. Com a mente de Cristo somos envolvidos pelo amor, pela graça e misericórdia divinas! Bendito seja o Eterno Deus que nos deu a graça de vivermos com a mente de Cristo em todos os processos da vida. (Alcindo Almeida)

Necessidade de aceitação

Como temos uma grande necessidade de sermos aceitos, valorizados e amados. Somos seres humanos carentes de afeto, carinho e atenção. Por isso, encontramos inúmeras pessoas nos relacionamentos que temos, tentando apenas corresponder às expectativas dos outros para serem aceitas, e de alguma maneira, lembradas. À medida que redescobrimos a face de Deus, como o nosso pai, uma revolução no relacionamento acontece é não sofremos de solidão e da necessidade de aceitação.  A Bíblia diz que somos amados e acolhidos pelo Eterno Deus. Ele fala conosco, anda conosco e alimenta o nosso coração com a paz que vem do céu! E de lambuja, coloca gente para nos identificar como ser, como pessoas. Porque no relacionamento com os outros, reconhecemos que somos humanos. Esse Deus da aliança é profundo demais, nos ama, nos abraça, resolve nossa solidão e coloca pessoas para andarem conosco! (Alcindo Almeida)

Aperfeiçoamento através do sofrimento

Nada é mais importante para o ser humano do que compreender que, independente do que aconteceu em sua jornada, ainda existe um propósito de Deus a ser cumprido. Diante das perdas que passamos na vida precisamos mudar a nossa percepção sobre Deus.  As lentes religiosas nos impedem de enxergar claramente o que está em questão, na nossa limitação diante das perdas na vida. Quem disse que não podemos sofrer, chorar e entristecer com os acontecimentos complicados da vida? Deus não está alheio ao nosso sofrimento e dor no seu trono. Ele vê a nossa dor e se inclina para nós ajudando-nos a passar pelos processos de dor e lamentos.  A grande verdade nua e crua nessa vida é que sofremos, nos angustiamos e choramos com as perdas que a vida reserva para nós.Algumas lentes religiosas dizem que o cristão não pode sofrer, dizem que isso é uma arma do Diabo para nos desviar da vida com Deus. Permitam-me dizer que isso é uma grande falácia. Basta olharmos para José quando foi preterido pelos irmãos e fo…

A glória futura

Algo que marcante e relevante na vida cristã é que nós esperamos em Deus e exatamente por isso, a nossa expectativa não é vã nunca. Temos um foco na vida espiritual que é esperar a nossa pela eternidade. A inquietação, a ansiedade e problemas da vida não podem nos fazer perder de vista a glória que virá no futuro de Deus. Apesar de sofrermos os dilemas dessa vida por causa da condição de pecadores e vermos os efeitos do pecado na criação que geme todos os dias, não podemos desanimar na corrida da nossa carreira, que é olhar para o autor e consumador da nossa fé, Jesus Cristo. Isso dá esperança e um centro para o nosso viver.  O grande apóstolo Paulo nos ensina a viver com a vida do céu que é a abertura para a eternidade, na presença daquele que remirá a nossa vida, o nosso coração e toda a criação para o louvor da sua glória. Ele diz no livro de Romanos: Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada.  A esperança surge como …

O nosso ajudador

O texto de Romanos diz que o Espírito nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. Eu gosto demais quando Paulo fala que o Espírito Santo nos assiste em nossa fraqueza.  A nossa vida é fraca, sem sustento próprio, sem possibilidade de andar sozinha. Somos absolutamente frágeis e não conseguimos dar um passo sequer. Somos insuficientes na vida, somos limitados no espaço e no tempo. Não conseguimos dar as soluções para os problemas e crises que passamos. O Espírito Santo nos assiste em nossa fraqueza, Ele sabe da nossa necessidade, Ele sabe que não conseguimos sozinhos. Ele sabe da nossa fragilidade em todos os sentidos. Ele vem e nos ajuda na nossa insuficiência. Ele nos ajuda a perceber a necessidade de mudança e dependência dEle em tudo. Porque o Espírito Santo nos aponta para Cristo, Ele mostra a direção para o coração. Espírito Santo nos ensina como devemos viver um cristianismo ver…

Em novidade de vida

Paulo afirma no livro de Romanos que devemos andar em novidade de vida. A nossa vida passada, eram de pecado, era de separação da comunhão com Deus. Quando fomos alcançados pela graça, tudo mudou. Agora temos uma nova vida, somos eleitos de Deus e temos a vida de Cristo em nós. Por isso, Paulo nos convida a andar em novidade de vida. Porque estamos unidos em Cristo, temos a mente de Cristo, temos o caráter de Cristo.  Então a nossa vida reflete Cristo, reflete sua vida, reflete a sua espiritualidade. Então vivemos em novidade de vida. Porque não somos mais escravos do pecado, somos libertos por Cristo para viver para ele e por meio dele. Que a cada dia, Cristo nos de a graça de vivemos em novidade de vida que exalara o seu nome em tudo o que fizermos! (Alcindo Almeida)

Minuto de Graça #109 | A paz do Eterno Deus

Minuto de graça 68 - A roda da carroça.

Resgate da comunhão

A Bíblia diz em Romanos 3, que todos pecaram e carecem da glória de Deus. Essa é uma realidade inerente a todos nós seres humanos, somos pecadores, somos miseráveis, rompemos com Criador. Por causa do pecado nos tornamos inimigos da Trindade.  Fomos expulsos do paraíso e perdemos a comunhão preciosa que havia na presença de Deus. O pecado desfigurou a nossa imagem, temos dificuldades para andar em santidade, injustiça e em retidão. Por isso, precisamos de um mediador, precisamos de um Salvador. Esse Salvador Jesus Cristo de Nazaré. Ele vem aqui na terra, sofre, obedece até a morte e ressuscita ao terceiro dia para nos justificar!  Jesus Cristo de Nazaré nos leva de volta para o jardim da comunhão com Deus. Ele traz redenção para nós e agora temos paz com Deus! Temos a eternidade no coração! Ainda que sejamos pecadores, não perdemos mais a comunhão eterna com a Trindade! Esse é um presente divino para nós pecadores. Como diz o texto sagrado: Mas também por nossa causa, posto que a nós ig…

O ato de falar

Claro que cada pessoa tem uma forma única de falar, uma linguagem peculiar. Uma mesma língua pode ser falada de muitas maneiras, com sotaques variados, gírias e palavras próprias. O ato de falar vai além de usar palavras certas e pronunciá-las corretamente. A fala é marca registrada da individualidade humana. Quem somos e como falamos faz toda a diferença. A língua é um presente de Deus para nós. Somos imagem e semelhança dele, portanto seres relacionais e comunicativos. Conversamos uns com os outros e também devemos falar com Deus. Eugene Peterson diz: Tudo o que falamos e escutamos ocorre num mundo de  linguagem que é formado e sustentado pelo falar e pelo escutar de Deus. As palavras que Deus usa para criar, dar nomes, abençoar e ordenar em Gênesis são as mesmas palavras que ouvimos Jesus usando para criar, dar nomes, curar, abençoar e ordenar nos Evangelhos. Jesus fala, e ouvimos Deus falar. Podemos usar as palavras no coração para falar com aqueles que convivemos. Falamos de graça,…

Vasos de barro

No texto de Atos, Paulo afirmou: Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus. Paulo está em Éfeso e num tom de despedida, ele diz que serviu ao Senhor com toda a humildade, lágrimas e provações. Diz que nunca deixou de anunciar para esse povo de maneira fiel. Ele diz que pregou a maneassem genuína do Evangelho, o arrependimento para com Deus e a fé em Cristo Jesus. Então ele faz essa afirmação profunda dizendo: Não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo. A vida de Paulo não tem valor para ele mesmo. Ele não se importa com sua carreira, com seu sucesso e com o status de apóstolo. Ele se preocupa em cumprir a corrida no ministério do Senhor Jesus. Ele se preocupa com a pregação do Evangelho da graça. Ele quer viver em função do Reino de Deus e não de si mesmo. Penso que essa é a din…