Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

O caminho de Jesus

O caminho de Jesus não pode ser imposto nem mapeado — requer participação ativa no ato de segui-lo à medida que ele nos conduz às vezes por territórios estranhos e pouco conhecidos, em circunstâncias que se tornam claras somente nas hesitações e nos questionamentos, nas pausas e nas reflexões em que travamos conversas em atitude de oração uns com os outros e com ele mesmo (Eugene Peterson).

Palavras deturpadas

O perigo em toda leitura é o de as palavras serem deturpadas em forma de propaganda ou reduzidas a mera informação, simples ferramentas e dados (E. Peterson).

Indo para Deus

Peregrino quer dizer que somos pessoas que passam a vida indo para algum lugar, indo para Deus, e cujo meio para chegar lá é o caminho, Jesus Cristo (Eugene Peterson).

Novo livro de Kevin Leman

Direto ao ponto, sexo e intimidade no casamento é um livro para homens e mulheres, com foco na sexualidade, cuja temática estende-se para o relacionamento como um todo. Segundo o autor, uma sexualidade saudável está além da prática sexual e começa com o respeito, o cuidado, o envolvimento sincero, a empatia e o desejo real de fazer o outro feliz. A partir disso, explicar didaticamente a uma esposa como fazer sexo oral com seu marido, pela primeira vez depois de 30 anos de casados, por exemplo, é só uma sugestão de Kevin Leman para fazer ainda mais felizes duas pessoas que construíram uma história de amor juntas e que querem inovar. E por que não? Tudo se resume a isto: o amor não busca os próprios interesses — caso contrário, não é amor (Kevin Leman).

Uma dádiva imensa

Ler é uma dádiva imensa, mas apenas se as palavras forem assimiladas, interiorizadas na alma — comidas, mastigadas, roídas, recebidas com deleite, sem pressa. As palavras de homens e mulheres mortos há muito tempo, ou separados por quilômetros e/ou anos, saltam da página e entram em nossa vida com frescor e precisão, transmitindo verdade, beleza e bondade; palavras que o Espírito de Deus usou e usa para soprar vida em nossa alma. Nosso acesso à realidade se aprofunda até os séculos passados, espalhando-se através dos continentes (Eugene Peterson. Maravilhosa Bíblia: Mundo Cristão).

Uma dádiva imensa

Ler é uma dádiva imensa, mas apenas se as palavras forem assimiladas, interiorizadas na alma — comidas, mastigadas, roídas, recebidas com deleite, sem pressa. As palavras de homens e mulheres mortos há muito tempo, ou separados por quilômetros e/ou anos, saltam da página e entram em nossa vida com frescor e precisão, transmitindo verdade, beleza e bondade; palavras que o Espírito de Deus usou e usa para soprar vida em nossa alma. Nosso acesso à realidade se aprofunda até os séculos passados, espalhando-se através dos continentes (Eugene Peterson. Maravilhosa Bíblia: Mundo Cristão).

O verdadeiro espelho

O olhar de Deus é o verdadeiro espelho, que olha para a alma e não para as aparências. Deus nos vê de maneira profunda, ele vê as nossas intenções escondidas. Ele vê o que nem nós vemos (Alcindo Almeida).

Sobre o perdão

Estou pensando nessa questão tão complicada que é o perdão. Ele começa na mente e no coração da gente, não tem jeito. É fato que podemos até verbalizar o perdão, mas nunca será verdadeiro se não pararmos de guardar rancor e desprezo para com aqueles que nos feriram. Perdão é não levarmos mais em consideração aquilo que fizeram de ruim para nós. Olhamos para as pessoas e não temos qualquer peso e tristeza em relação a elas (Alcindo Almeida).

Encontros da família na IPALPHA

Marquem na agenda os nossos encontros da família:
Dia 03.03: Pr. Nelson Taibo (Louvor com Carlos Sider). Dia 30.06: Pr. Hernandes D. Lopes (Louvor com Gerson Borges). Dia 29.09: Pr. Weslei Eller (Louvor com o Grupo Candeia). Dia 08.12: Pr. Ziel Machado (Louvor com Sarah Renata). Até lá se o Eterno Deus nos permitir, Equipe pastoral da IPAlpha.

Um lugar primordial

A comunidade cristã local é o lugar primordial para lidarmos com os pormenores da nossa existência e com as pessoas com as quais convivemos. Criada e sustentada pelo Espírito Santo, ela é forçosamente local e pessoal (Eugene Peterson).

Vivendo Jesus

O caminho de Jesus é a maneira pela qual exercemos e chegamos a compreender a verdade dele, vivendo Jesus em nosso lar e locais de trabalho, com nossos amigos e família (Eugene Peterson).

O toque de Jesus

O Deus no AT e NT

A ignorância do cristão mediano a respeito do AT é uma situação lamentável, porque é difícil exagerar a importância que o papel do AT desempenha no NT. Não basta dizer que o AT fornece o contexto histórico e teológico do NT, nem dizer que o AT começa a história que aguarda solução no NT, nem dizer que o AT contém profecias sobre Jesus. Precisamos entender mais duas coisas sobre o AT. Primeiro, o Pai de Jesus Cristo é o Deus de Israel, e para Jesus Cristo o AT é um testemunho válido de sua identidade, de sua natureza e de seu ser. Não podemos identificar o Deus do AT como um Deus irado e o do NT como um Deus amoroso. Eles são o mesmíssimo Deus. Essa identificação é essencial para a fé cristã. Segundo, quando Deus compôs o AT em toda a sua glória e complexidade, também formou um povo que comia, bebia e respirava as próprias palavras do AT. O exílio na Babilônia e suas consequências fizeram o remanescente, o povo de Deus, voltar-se para o estudo de suas Escrituras, aquilo que chamamos d…

Minuto de graça #12 - Livres de preocupação

Minuto de graça #37 - Derrubando os gigantes

Respirando o Evangelho

O Evangelho está contido em Cristo e este Evangelho é o da glória de Cristo porque seu grande objetivo é que vejamos, provemos e mostremos sua glória que nada mais é do que a glória do Pai. Como mostramos esta glória?  1. Vivendo, respirando este Evangelho da morte e ressurreição do mestre Jesus.
2. Falando para as pessoas a boa notícia da redenção por meio de Cristo Jesus.
3. Testemunhando a verdade de Deus com poder e autoridade 
(Livro Redenção graciosa).

A beleza de Deus

Adorar significa vivificar a consciência mediante a santidade. Alimentar a mente com toda a verdade de Deus, purgar a imaginação com a beleza de Deus, abrir nosso coração para o amor de Deus e dedicar nossa vontade à vontade e aos propósitos de Deus — (Arcebispo William Temple).

A fé cristã dos primeiros Séculos

Imagino que a fé cristã dos primeiros Séculos era tão impactante e fala até hoje, porque questionava a base da autoridade romana, da razão estoica e do próprio tecido da sociedade. Os cristãos dessa época olhavam para Jesus de Nazaré. Eles morriam sofrendo e professando a fé deles em Jesus. Lembro-me de Blandina que ficou diante dos verdugos e eles a levaram para as torturas físicas diante do público. Eles a açoitaram, jogaram cães para a morderem, fizeram-na assentar numa chapa de ferro quente. Por fim a amarraram a uma rede e fizeram com que um touro bravo a chifrasse. Imaginem para uma moça tão nova declarar a sua fé em Jesus. Foi a tentativa daqueles malvados oficiais, eles a obrigavam a negar sua fé. E quase sem voz afirmou que a morte não tinha lugar em sua vida, pois, o Senhor venceu a morte por causa dela. As autoridades sem ter o que fazer, simplesmente degolaram a jovem Blandina.

Algo tão encantador

Apenas a dádiva do Espírito Santo pode transformar a beleza e a bondade de Deus em algo tão encantador e atraente para nós, a ponto de produzir em nosso interior uma simetria de bondade pessoal que nos transforma em algo belo para Deus (O discípulo. James Houston).

O orgulho

O maior obstáculo ao verdadeiro autoconhecimento é o orgulho. É o orgulho mesmo que “escurece o olho da mente e joga uma sombra sobre a verdade de sorte que não se mais vês, não mais podes se sentir tal como és real ou potencialmente: mas ou imaginas que és ou esperas que serás tal como gostarias de ser”. Esta atitude de orgulho também se exprime na relação com outras pessoas (Bernardo de Claraval).

Deus sempre está ali

A vida é cheia de jornadas. Algumas são excursões tediosas, problemáticas e tristes. Outras são aventuras emocionantes que embarcamos com os olhos da fé. Mas, tanto nas ruins como nas boas, percebemos que não estamos sozinhos. Deus sempre está ali e sempre nos dá a direção para essas jornadas! (Alcindo Almeida).

Imunidade emocional

Cuide de sua auto-estima para conquistar uma imunidade emocional cada vez mais forte e, consequentemente, conseguirá se desviar de qualquer ataque tóxico (Stamateas, Bernardo. Gente tóxica).

Deus nos aceita

Pensando na graça divina, percebo que ela nos ensina que Deus nos aceita pelo que realmente ele é e faz, não pelo que fazemos e somos. Nós na verdade somos pecadores e precisamos urgentemente dessa graça em nosso peito, do contrário, estaríamos perdidos e sem esperança (Alcindo Almeida).

Minuto de graça #36 - Somos todos feridos

Espiritualidade sadia

A ansiedade nos faz esquecer que até o tempo da nossa vida está sob a direção do nosso criador. Muitas vezes não conseguimos caminhar na graça do Pai, com uma vida espiritual sadia porque não entendemos que todo propósito tem um fim direcionado e controlado por Deus (Livro: Coração sábio).

Livro disponível na Saraiva

Meu livro Depressão: Redescoberta da Força na Fraqueza está disponível na Saraiva http://www.saraiva.com.br/depressao-na-vida-redescoberta-da-forca-na-fraqueza-9259869.html

Digamos não para o "jeitinho brasileiro"

Hoje pela manhã vi algumas cenas tristes de pessoas tentando roubar uma carga de um caminhão numa via em São Paulo. Fico pensando sobre o jeitinho brasileiro que mostra a fragilidade na honestidade. E nós cristãos como temos nos portado? 
Eu acredito que precisamos nos arrepender como cristãos de Cristo! E nessa perspectiva deixo algumas dicas para nós:
1. Precisamos pagar a quem devemos e dar satisfação. 2. Precisamos parar de mentir para as pessoas para não honrarmos os compromissos.  3. Precisamos aprender a falar a verdade mesmo que soframos danos. Falo da minha classe pastoral, temos irmãos cambaleando na fé porque temos medo de falar a verdade sobre o pecado. 4. Precisamos falar menos e amar mais. João diz: Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade. 5. Precisamos praticar a justiça em todos os setores da vida. Seja nas finanças, na moral ou na conduta em geral. As pessoas carecem de cristãos com uma palavra de justiça e verdade (Alcindo Almeida).

Os pais da igreja

Os pais da igreja frequentemente são tratados como ancestrais amados no passado, mas esquecidos em nossos dias. Seu mundo é somente uma vaga lembrança; temos consciência da presença deles apenas de modo superficial. Sabemos que houve cristãos famosos que viveram “lá no passado”, mas não conseguimos identificar exatamente quem foram ou o que fizeram (Conhecendo os pais da igreja uma introdução evangélica).

Libertos do medo

Quando percebemos a beleza de tudo que ele fez por nós, nosso coração acaba atraído por ele. Percebemos que o amor, que a grandeza, que o consolo e a honra que sempre buscamos nas outras coisas estão bem aqui. Tamanha beleza também elimina o medo. Se o Senhor do Universo nos amou o suficiente para suportar tudo aquilo por nós, o que haverá para temermos? Quanto mais “virmos sua beleza”, mais seremos libertos do medo e da necessidade de ser tanto irmãos mais novos quanto irmãos mais velhos (Tim Keller. O Deus Pródigo).

A nossa casa perfeita

Jesus tornará o mundo nossa casa perfeita novamente. Não mais estaremos morando “a leste do Éden”, sempre vagando e nunca chegando. Chegaremos, e o pai irá nos encontrar e nos abraçar, e seremos convidados para o banquete (Tim Keller. O Deus Pródigo).

Ele pagou nossa dívida

O nosso verdadeiro irmão mais velho assumiu e pagou nossa dívida, na cruz, em nosso lugar. Ele deixou de lado a infinitude e a imensidão de seu ser e, às custas de sua própria vida, pagou a divida por nossos pecados, nos comprando o único lugar em que o coração encontra sossego: a casa de seu Pai (Tim Keller. O Deus Pródigo).

Esperança

Esperar é a tarefa mais difícil para se ter esperança. É por isso, que a Bíblia diz que esperar gera perseverança e experiência. E essa soma na nossa vida gera esperança. A paciência gera essa esperança no coração da gente, para seguirmos em frente mesmo no meio das dores e lutas da trajetória humana (Alcindo Almeida).

Leituras em janeiro de 2016

1.ZÁGARI, Maurício. O fim do sofrimento – Um livro para quem busca consolo e esperança nos momentos mais sombrios. São Paulo: Mundo Cristão, 2015. Estruturado em torno de trinta afirmações que pessoas em sofrimento costumam expressar, frases como: "Estou atravessando o vale"; "Não consigo mais sorrir"; "Minha vida acabou"; "Acho que Deus não me ama"; entre outras, o autor fala sobre o fim do sofrimento, não apenas no sentido de extinção, término e chegada ao ponto final do tempo de luta, mas também sobre o seu fim no sentido de finalidade e propósito e que pode ser usado por Deus para nos moldar, aperfeiçoar e ensinar lições que serão extremamente úteis para nós mesmos e para as pessoas ao nosso redor. Um livro inspirador, que revela uma nova atitude, poderosa e eficaz, e que conduz os leitores da tristeza para o descanso nas promessas infalíveis da Palavra de Deus. Contém 176 páginas.
2.BONHOEFFER, Dietrich. Prédicas e alocuções. São Leopoldo/RS…