Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

SUA ALTEZA, O MENDIGO. XLVII

Imagem
A esmola é um gesto caritativo que, ao mesmo tempo em que mitiga a fome do mendigo, o degrada em sua dignidade, enquanto tenta engrandecer o esmoler. Aquele que dá uma esmola, por menor que seja, sente-se aliviado em sua consciência pelo ato de altruísmo, ainda que possa nutrir uma culpa por ter um pouco mais do que o pedinte. Benemerência pode ser um surto de culpabilidade ao coletivo.
A esmola é uma doação ao demérito. O mendigo, como um pária social, não faz jus ao donativo que recebe e ainda gera dolo no filantropo, que tendo mais condições do que o indigente, acaba ficando acusado por dar tão pouco.
Em qualquer das circunstâncias a esmola é constrangedora. Ela se mostra como um incômodo imperioso que só mata a fome do carente, embora não satisfaça a decência humana, nem o contentamento daquele que é o doador. O fulano que a recebe, suaviza a sua dor imediata, mas não a sua fome de significado pessoal. O que a dá, abranda a culpa particular, contudo ainda mantém um débito de valor i…

Entre desencontros e reencontros - Por Ricardo Agreste

Imagem
Todos temos a difícil tarefa de lidar com amarguras em relação às atitudes de pessoas. Todos temos a difícil tarefa de lidar com amarguras em relação às atitudes de pessoas.Debaixo dos olhos do Pai Celeste, que tanto nos tem perdoado, somos motivados a fazer o mesmo com o irmão que pecou contra nós.
Um dos maiores desafios que enfrentamos na manutenção de nossa saúde física, emocional e espiritual reside na forma como lidamos com os ressentimentos gerados pelos desencontros em nossas relações interpessoais. Em algum momento de nossa trajetória, todos nós nos deparamos com a difícil tarefa de lidar com as amarguras em relação às atitudes e palavras de pessoas que, consciente ou inconscientemente, nos feriram ou decepcionaram. No evangelho de Mateus, Jesus inicia uma sessão de ensinamentos com a seguinte frase: "Se o seu irmão pecar contra você (…)". Diante do que é colocado, Pedro levanta uma palpitante questão: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando el…

Cuidado com a ganância na vida

Imagem
- Texto para reflexão:Se vires em alguma província opressão de pobres, e a perversão violenta do direito e da justiça, não te maravilhes de semelhante caso. Pois quem está altamente colocado tem superior que o vigia; e há mais altos ainda sobre eles. O proveito da terra é para todos; até o rei se serve do campo. Quem ama o dinheiro jamais se farta dele; e quem ama a abundância nunca se farta da renda; também isto é vaidade (Ecles. 5.8-10).

A Palavra de Deus foi escrita no contexto de uma sociedade agrária onde a maioria das pessoas se dedicava, para subsistência, às atividades agrícolas, trabalhando com as famílias, extraindo da terra e dos rebanhos o pão de cada dia. Nesse sentido, a questão mais importante para as necessidades materiais era possuir terra e ter paz social.
Sabemos que com a "revolução industrial" no Século 18 houve o surgimento das empresas e dos grandes centros urbanos. Daí o motivo agora de buscar as opções de sobrevivência na vida.
Quando percebemos a ganân…

ILUSÕES DA FÉ..

Imagem
Por que Deus permite o sofrimento?; “Se Ele faz diferença em nossas vidas, por que há tantos cristãos falsos?”; “Se o Senhor sempre perdoa, por que me sinto culpado?” Questionamentos acerca da existência de Deus e de seu poder de transformação são comuns a muitas pessoas. Porém, não imaginamos que também façam parte da vida de inúmeros cristãos.
Ilusões da Fé responderá algumas das perguntas mais frequentes, e conduzirá o leitor a um conhecimento mais profundo do Cristianismo e do modo como ele opera. Através deste livro, você terá respostas reais e diretas, permeadas de esperança, para os questionamentos mais comuns entre os cristãos. Entenderá, ainda, que o Evangelho não apresenta soluções fáceis e imediatas, mas, ao contrário, oferece um caminho árduo, porém, transformador do ser humano.
Leia Ilusões da Fé e descubra que as suas dúvidas podem abrir portas para um encontro real com Deus. Páginas: 182
______________ SOBRE O AUTOR: Philip Yancey é escritor e jornalista americano. Com mais…

Mesmo nas crises, seja referencial de companheirismo

Imagem
- Texto para reflexão:Depois Davi, retirando-se desse lugar, escapou para a caverna de Adulão. Quando os seus irmãos e toda a casa de seu pai souberam disso, desceram ali para ter com ele. Ajuntaram-se a ele todos os que se achavam em aperto, todos os endividados, e todos os amargurados de espírito; e ele se fez chefe deles; havia com ele cerca de quatrocentos homens. Todavia um dos filhos de Aimeleque, filho de Aitube, que se chamava Abiatar, escapou e fugiu para Davi. E Abiatar anunciou a Davi que Saul tinha matado os sacerdotes do Senhor. Então Davi disse a Abiatar: Bem sabia eu naquele dia que, estando ali Doegue, o edomeu, não deixaria de denunciá-lo a Saul. Eu sou a causa da morte de todos os da casa de teu pai. Fica comigo, não temas; porque quem procura a minha morte também procura a tua; comigo estarás em segurança (I Samuel 22.1 e 2; 20-23).

Há uma história que é narrada no filme: Os miseráveis. É a história de um ladrão que é influenciado por um sacerdote religioso. Ele é ac…

A VIDA E AS NOSSAS DIFICULDADES

Imagem
- Texto para reflexão:E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança (Romanos 5. 3-4).

É incrível como as dificuldades surgem como as tempestades que se formam gradualmente e intensamente. Algumas vezes os ventos da adversidade nos assolam tanto que quase perdemos o chão.
Parece bem mais fácil lidar com as dificuldades quando ainda estão se aproximando. Mas, nem sempre isso acontece! São os ataques ameaçadores que estão além do horizonte, àquela dor que não conseguimos controlar que nos deixa de pernas bambas.
A adversidade tem seu modo característico de nos deixar em pedaços. Lembro-me perfeitamente da doença fatal que acometeu o meu pai há 2 anos atrás. Depois do agravamento da sua saúde, eu e minha família, ficamos sem chão, imaginando o que enfrentaríamos depois que o diagnostico do médico foi dado: Câncer terminal.
Saibam de uma verdade profunda: a dificuldade põe…

Vem aí o meu novo livro no encontro UMP SP

Imagem
ALMEIDA, Alcindo. Alegria verdadeira - Livro de Filipenses. São Paulo: Fôlego 2010.
Alcindo foi muito feliz quando abordou as marcas da verdadeira alegria na elaboração desta obra. Não podia ser o contrário. Primeiro, porque ele foi beber na cacimba da alegria. Esta carta delicia qualquer peregrino exausto. Quando eu ando meio jururu, então está na hora de saborear água fresca neste manadeiro da excelência gozosa. Assim, freqüentemente, eu preciso retornar à meditação desta Epístola recheada de regozijo para me restaurar. Segundo, Alcindo é um discípulo desta escola jubilosa, evidenciando no seu estilo os traços de uma pessoa bem-aventurada (Glenio Fonseca Paranaguá Mendigo-padrão da Casa da Aba).
Conto com a sua presença lá! __________________ Local: Auditório Rui Barbosa – Campus da Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Data: 22.05.2010 Horário: 15:00 horas
End: Rua Itambé, 135 – Higienópolis – São Paulo/SP.

Permaneça em contato com o sofrimento

Imagem
- Texto para reflexão:No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo (Jo 16.33)

Quando olhamos para a realidade deste “evangelho frágil” que tem sido pregado, nos deparamos com a maneira de Jesus lidar com o Evangelho, percebemos que ele é tão diferente. Ele não veio eliminar as dores, mas nos ajudar a enfrentá-las com o realismo e a esperança que a vida nesse mundo requer. E ele faz esta ação em nós na perspectiva da graça e do amor de Deus, que padece junto com o sofrimento da humanidade.
Jesus não promete um Evangelho frágil de dinheiro, de sucesso, de prosperidade. Se ele quiser, até podemos ter estas questões na vida. Mas, o Evangelho é ter contato com a cruz, com a dor. É renunciar a própria vida todos os dias. É morrer para nós mesmos todos os dias. É lutar contra a injustiça, contra o pecado sempre.
No meio da dureza de viver o Evangelho dele, Jesus disse: No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo. E tudo isso, lembrando, aos dis…

Encontrão da UPA na Lapa

Imagem

Tempo de recomeçar..um filme ótimo para ver

Imagem
O filme conta a história de George Monroe (Kline), um arquiteto antiquado, divorciado e sem muito sucesso na vida, que nunca conseguiu se relacionar bem com o filho (Christensen), um adolescente rebelde, nem mantém relações muito boas com a ex-esposa (Kristin Scott Thomas). Num dia qualquer, George descobre que tem um câncer terminal, revolta-se com sua situação profissional e perde o emprego. Além de tudo, o filho anda causando sérios problemas na casa da ex-esposa com o atual marido dela. George então resolve dar uma virada em sua vida, mesmo que no fim dela, e decide melhorar suas relações com o filho, levando-o para passar as férias consigo, tempo em que utilizará para demolir sua atual residência e construir uma nova casa, de acordo com um projeto antigo seu. Essa reconstrução causa uma verdadeira transformação na vida de todos os envolvidos, ele próprio, o filho, os vizinhos, a nova família da ex-esposa. Tempo de Recomeçar é um belíssimo filme sobre a reconstrução da própria vida…

O anseio furioso de Deus de Brennan Manning

Imagem
Brennan Manning. O anseio furioso de Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2010. O anseio de Deus por você é maior e mais forte que qualquer elemento impulsionador da pior catástrofe que você consiga imaginar. Deus não descansa enquanto não o encontra, esteja onde e como estiver, e o traz para ele de volta, para o seu afável cuidado. Você é o que Deus tem de mais precioso. E nada é capaz de separá-lo do amor “furioso” do Criador. Aprender a viver nesse amor e confiar em Deus é o convite que só Brennan Manning, com seu toque peculiar, poderia fazer.O anseio furioso de Deus fala sobre um relacionamento de profundo amor com Deus, o amor com o qual ele ama o homem e que o fez entregar seu único filho para a morte na cruz.
Deus nos ama e espera que cultivemos uma relação íntima com ele. É para este anseio divino que Manning nos desperta e leva. Cada capítulo encerra-se com algumas perguntas e reflexões nas quais vale a pena meditar. O objetivo não é que você encontre a resposta “certa”, e sim que…

Somos um ser social para fora

Imagem
- Texto para reflexão:Tende o mesmo sentimentos uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde, não sejais sábios aos vossos próprios olhos (Romanos 12.16). Há um livro de um filósofo católico que esteve em Oxford e também Quebec. O nome dele é Charles Taylor. O livro se chama A História do ser. É a história da identidade do ser através dos últimos dois milênios. Mas é um estudo fundamental, e que nos leva a entender a interpretação da identidade cristã ao longo do tempo. E isso nos ajuda a ter um pano de fundo diante do quadro que vivemos hoje. Porque a base aristotélica de que eu tenho uma substância que pensa, nós passamos a construir na pós-modernidade a nossa identidade baseada num profundo individulalimso. E isto é causa fundamental do pecado de Adão e Eva. É a proposta do eu sou o meu próprio criador da minha própria identidade, eu faço, eu aconteço. Eu como do fruto e me torno como Deus. Este fator se tornou num grande campo de batalha i…

Confiança no Celeiro

Imagem
Estávamos retornando do aeroporto e conversávamos sobre vários assuntos. Compartilhei algumas experiências do passado e da maneira como o Senhor Jesus misericordiosamente supria as minhas necessidades. Então perguntei: Glênio, por que não temos mais este tipo de experiências tão maravilhosas? Pastor Glênio é um velho amigo, que se intitula como, mendigo-padrão. Ele respondeu simples e calmamente: construímos nossos próprios celeiros e colocamos neles nossa confiança. Por fim citou o velho apostolo Paulo. “Pois, como já lhes disse repetidas vezes, e agora até com lágrimas, há muitos que vivem como inimigos da cruz de Cristo. O destino deles é a perdição, o seu deus é o estômago e eles tem orgulho do que é vergonhoso; pois só pensam nas coisas terrenas.” Creio que se Paulo estivesse entre nós hoje, ele continuaria a chorar. Como bem disse Brennam Manning. Choraria por causa da debilidade, da extrema falta de sinceridade, do adultério espiritual, da indiferença á oração, da ignorância so…

“Rodízio” de Membros

Imagem
A cidade de São Paulo tem o conhecido rodízio de veículos, onde carros, de acordo com final da placa, ficam impedidos de trafegar por um perímetro delimitado em um determinado dia da semana.
Quero falar sobre outro tipo de rodízio que está em vigor nos últimos anos: o “rodízio” de membros. O que é isso? Tenho notado que está ocorrendo uma rotatividade de membros na Igreja, com relação aos trabalhos da mesma. Ou seja, temos membros que só participam dos cultos dominicais e, mesmo assim, optam por um deles. É bem verdade, também, que muitos não podem participar dos cultos nos lares e dos Estudos Bíblicos no meio de semana, por motivos de trabalho e/ou estudo. Vale ressaltar que este comportamento também acontece em outras igrejas.
Será que devemos aceitar esta situação como algo “normal” e desistir da idéia de vermos todos os membros participando ativamente dos trabalhos da Igreja?
Acho estranha a idéia de escolhermos em quais dos cultos devemos estar com a nossa família, quando poderíamos…

Os mendigos de espírito

Imagem
Mendigo não tem emprego, nem carteira assinada. Ele não faz parte das estatísticas do governo, nem é contado como mão de obra produtiva. Sua existência depende da esmola da graça, por isso mesmo ele não paga impostos, mas também não recebe benefícios da previdência social. O mendigo não é ninguém, embora seja um ser livre.
Ainda que tenha o seu ponto na calçada, contudo nunca assina o seu cartão de ponto, uma vez que ninguém aponta, nem mesmo a ponta do seu dedo para tocar na ferida da sua alma rejeitada. Sua agenda, entretanto, encontra-se aberta, ainda que, sem a certeza do seu sustento de cada dia. Aliás, ele só consegue algum trocado, quando sopram os ventos da misericórdia em algum coração liberal, que passa ali por perto.
Por falar em liberalidade, que tal esta festança da generosidade governamental? Enquanto os mendigos vivem a clamar pro vento que sopre uma moeda, os proventos dos políticos só os engordam como porcos na ceva. É uma vergonha esta porcada obesa com o dinheiro públ…

Regresso do Filho Pródigo: Um Convite à alegria

Imagem
- Texto para reflexão: O pai disse aos seus servos: Trazei depressa o melhor vestido, e vesti-lho, e ponde-lhe um anel no dedo e alparcas nos pés; trazei também o bezerro, cevado e matai-o; comamos, e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a regozijar-se (Lucas 15.22-24).

A celebração faz parte do reino de Deus. Deus não só oferece perdão, reconciliação e cura, mas quer dar todas essas iguarias aos que estiverem presentes, como prova da sua alegria. Nas três parábolas em que Jesus explica porque se senta à mesa com os pecadores, Deus se alegra e convida outros a que se alegrem com ele. «Alegrai-vos comigo», diz o pastor, «encontrei a ovelha que se tinha perdido». «Alegrai-vos comigo», diz a mulher, «encontrei a dracma que tinha perdido». «Alegrai-vos», diz o pai, «este meu filho estava perdido e foi encontrado».
Deus se alegra. Não por terem sido resolvidos os problemas do mundo, não por se terem acabado a tristeza e o …

Para ler....

Imagem
BITUN, Ricardo. Henri Nouwen de A a Z. São Paulo: Vida, 2009. Muitas obras trazem comentários e alusões sobre a vida e os escritos de vários teólogos. No entanto, é ainda mais enriquecedor recorrer à própria fonte que tem inspirado esses registros. Esse é o objetivo de Henri Nouwen de A a Z, obra cuidadosamente elaborada, que coleta alguns de seus mais importantes pensamentos, para todos os interessados em conhecer melhor o pensamento desse fantástico autor cristão. A coragem de despir sua alma diante de seus leitores, apresentando o lado mais sombrio e secreto de seus desejos, é que faz de Nouwen um escritor admirado, sincero e agradável de ler. Ao escrever sobre suas áreas de conflito, ele se humaniza, encurtando todo distanciamento que possa vir a existir entre sua vida humana — cheia de falhas e de insucessos — e a vida do leitor, também humana. Contém 479 páginas.

Atentemos para a Palavra de Deus

Imagem
- Texto para a reflexão:Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina os ouvidos (Pv. 4.20).
Eugene H. Peterson diz algo bem precioso:

“Ao se juntar aos escritores das Sagradas Escrituras, somos instruídos em uma prática de leitura e escrita infundida de enorme respeito — mais que respeito, profunda reverência — pelo poder revelador e transformador das palavras. A primeira página do texto cristão para a vida, a Bíblia, conta-nos que todo o cosmos e cada ser que nele vive tomaram forma por meio de palavras. São João escolhe o termo “Palavra” para dar conta, em primeiro e último lugar, do que é mais característico sobre Jesus, a pessoa no centro revelado e revelador da história cristã. A linguagem, falada e escrita, é o meio principal para nos apresentar ao que existe, ao que Deus é e ao que está fazendo” (PETERSON, Eugene H. Maravilhosa Bíblia: A arte de ler a Bíblia com o Espírito. São Paulo: Mundo Cristão, 2008, p. 19).
Salomão ensina que atentar e ouvir a sab…

A pureza do coração diante do eterno Deus

Imagem
- Texto para reflexão:Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável (I Salmo 51.10).

Quando falamos em pureza de coração vem um monte de pergunta na nossa mente: O que é ser puro? É viver como um ermitão? É ser separado de todo mundo e viver como um ser alienado do mundo? É ficar numa redoma de vidro tentando não pecar?
Não, não! Pureza de coração não significa estas perguntas feitas. Ela significa o coração que está repleto de Deus. Através da pureza no coração, tocamos naquele que está acima de todo o tempo e de todos. Quando andamos na comunhão com Deus, logo prestamos atenção ao que é puro.
Temos dificuldades para admitir que somos maus, somos pecadores rebeldes na presença do Pai. Somos pessoas, cujo coração é corrupto, rebelde, ingrato e sempre inclinado a pecar.
Davi não é falso, ele assume a sua culpa, assume que errou diante do Pai e roga a sua graça e compaixão na sua vida. Ele pede para que o Pai crie um coração puro nele, pede para que o seu espírit…

A ressurreição traz a certeza de que os propósitos de Deus nunca serão frustrados

Imagem
- Texto para reflexão: Os varões disseram àquelas mulheres Ele não está aqui, mas ressurgiu. Lembrai-vos de como vos falou, estando ainda na Galiléia, dizendo: Importa que o Filho do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado, e ao terceiro dia ressurja (Lucas 24.6 e 7)

Para alguns discípulos de Jesus, a realidade da cruz era algo fora de cogitação. Por exemplo, para Pedro que repreendeu a Jesus por dizer que padeceria muito e seria morto e depois ressuscitaria ao terceiro dia: Senhor tem compaixão de ti, de modo nenhum acontecerá isto (Mt. 16.22).Esta palavra era diabólica e fora de cogitação quanto ao plano eterno para a redenção do povo de Deus. E Pedro não sendo sensibilizado por isto disse estas palavras improdutivas.
Pedro lá no Getsêmane não entendia ainda o propósito de Deus para o seu Filho. Tanto que Jesus ao ser entregue por Judas aos soldados, Pedro revoltado sem entender a situação pega a espada e fere o servo do sumo-sacerdote arrancando a sua ore…

Leituras no mês de março de 2010

Imagem
1. LUCADO, Max. 365 Bênçãos - Textos bíblicos comentados para inspirar sua vida. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2007. O Estilo despojado, a capacidade de emocionar e os comentários cheios de sensibilidade e fé de Max Lucado têm ajudado milhões de pessoas no mundo. Em 365 Bênçãos, o autor best-seller apresenta 365 reflexões sempre baseadas em textos bíblicos. Trata-se de um livro de leitura agradável e cheio de mensagens positivas assinadas pelo maior escritor de livros de inspiração do mundo. Afinal, ninguém vende mais de 60 milhões de livros por acaso. Contém 368 páginas.

2. LUCADO, Max. Coragem para viver - Descubra a felicidade na presença de Deus. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2009. Os problemas chegam em nossa vida e surge junto com eles o medo. Quando parece que vamos sair do controle devemos pensar na mensagem de Jesus sobre a coragem, a mesma que ele levou aos seus discípulos. Neste livro o autor nos lembra que não é preciso continuar vivendo preso às correntes da ansiedade, d…

Uma palavra de desamparo

Imagem
- Texto de reflexão:A hora nona, clamou Jesus em alta voz: Eloí, Eloí, lamá sabactâni; Que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? (Marcos 15.34).

A crucificação do Senhor da glória foi o evento mais extraordinário que já aconteceu na terra, e esse brado do mestre foi a expressão mais terrível de se dizer. Porque era um inocente condenado naquele madeiro. O Mestre divino não tinha culpa para que fosse pendurado naquela cruz e fosse cruelmente sentenciado à morte. Aquele evento na história seria para ladrões e criminosos de alguma espécie. Mas, Jesus não tinha motivos humanos para estar pendurado ali.
O fato é que nos perguntamos: Não é estranho que o Deus manifestado na carne se permitisse ser tratado por seus inimigos naquele madeiro? É extremamente estranho que o Pai que se deleitava nele, devesse entregá-lo a uma morte tão vergonhosa.
Mais estranho ainda, quando olhamos para nós mesmos e percebemos o quanto pecadores somos. Daí que achamos ainda mais estranho o fato d…