“Rodízio” de Membros

A cidade de São Paulo tem o conhecido rodízio de veículos, onde carros, de acordo com final da placa, ficam impedidos de trafegar por um perímetro delimitado em um determinado dia da semana.
Quero falar sobre outro tipo de rodízio que está em vigor nos últimos anos: o “rodízio” de membros. O que é isso? Tenho notado que está ocorrendo uma rotatividade de membros na Igreja, com relação aos trabalhos da mesma. Ou seja, temos membros que só participam dos cultos dominicais e, mesmo assim, optam por um deles. É bem verdade, também, que muitos não podem participar dos cultos nos lares e dos Estudos Bíblicos no meio de semana, por motivos de trabalho e/ou estudo. Vale ressaltar que este comportamento também acontece em outras igrejas.
Será que devemos aceitar esta situação como algo “normal” e desistir da idéia de vermos todos os membros participando ativamente dos trabalhos da Igreja?
Acho estranha a idéia de escolhermos em quais dos cultos devemos estar com a nossa família, quando poderíamos estar em todos. É bem verdade que podem ocorrer circunstâncias que nos impeçam de participar de alguns deles.
Ainda que seja uma idéia utópica, sonho em ver 100% dos membros partici-pando dos cultos. Veja o que a Palavra de Deus nos ensina sobre este assunto:
“Eu amo, Senhor, a habitação de tua casa e o lugar onde tua glória assiste”. Salmo 26:8.
“Uma cousa peço ao SENHOR, e a buscarei: que eu possa morar na Casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a beleza do SENHOR e meditar no seu templo”. Salmo 27:4.
“Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvam-te perpetuamente. Pois um dia nos teus átrios vale mais que mil; prefiro estar à porta da casa do meu Deus, a permanecer nas tendas da perversidade”. Salmo 84:4,10.
“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR”. Salmo 122:1.
“Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima”. Hebreus 10:25.


Portanto, meus irmãos, não existe “rodízio” na Igreja, onde um grupo vai e outro não. Devemos priorizar participar de todos os trabalhos e somente em casos “excepcionais” é que devemos nos ausentar. Quem é assíduo, continue sempre assim. E, aqueles que faltam com muita freqüência, revejam este comportamento.
____________________
Rev. Gilberto da Costa Barbosa - pastor da IP Brasilândia.

Comentários

Postagens mais visitadas