A VIDA E AS NOSSAS DIFICULDADES


- Texto para reflexão: E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança, e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança (Romanos 5. 3-4).

É incrível como as dificuldades surgem como as tempestades que se formam gradualmente e intensamente. Algumas vezes os ventos da adversidade nos assolam tanto que quase perdemos o chão.
Parece bem mais fácil lidar com as dificuldades quando ainda estão se aproximando. Mas, nem sempre isso acontece! São os ataques ameaçadores que estão além do horizonte, àquela dor que não conseguimos controlar que nos deixa de pernas bambas.
A adversidade tem seu modo característico de nos deixar em pedaços. Lembro-me perfeitamente da doença fatal que acometeu o meu pai há 2 anos atrás. Depois do agravamento da sua saúde, eu e minha família, ficamos sem chão, imaginando o que enfrentaríamos depois que o diagnostico do médico foi dado: Câncer terminal.
Saibam de uma verdade profunda: a dificuldade põe à prova o âmago da nossa existência, deixando para trás as suas conseqüências contrastantes. Ou ela fortalece as nossas mais profundas crenças ou destrói a nossa fé. Tudo isso depende da nossa reação. Em algumas ocasiões, somos atingidos de uma forma tão brutal que toda nossa vida muda.
Eu reagi de maneira dependente de Deus, não pela minha própria força e ânimo, mas pela graça eterna. Mas, confesso que foi um tempo de muita dificuldade no coração. Muita dor, muito sofrimento. Olhava para o meu pai e percebia claramente que ele estava morrendo fisicamente.
O que fazer diante das dificuldades e lutas da vida?

- Vençamos a preocupação na dependência do caráter de Deus:

Temos um problema sério diante de nós quando chega à dificuldade. Temos ansiedade. A palavra grega para "ansioso" significa "estar distraído ou dividido". Em latim, a palavra usada é anxius que engloba o sentido de engasgar ou estrangular. A dificuldade da ansiedade ameaça estrangular-nos, tirando-nos a vida, deixando-nos asfixiados pelo medo enquanto tentamos respirar a esperança (SWINDOLL, Charles. Rompendo dificuldades. Belo Horizonte: Editora Motivar, 2005, p. 25).
Algo a considerar é que nos tornamos pessoas negativas quando as preocupações vencem a batalha. O fato é que levamos as nossas preocupações aos outros. Nessas horas difíceis, quando a ansiedade se alastra enchendo a nossa mente de medo, distração e amargura, precisamos buscar aquele que oferece a paz que excede todo o entendimento. E precisamos buscar a dependência do eterno Deus porque não estamos sozinhos nas lutas e dificuldades da vida.

- Aprendamos que o deserto provoca amadurecimento na vida:

Lembro-me de um período na vida de Davi no deserto de En-Gedi. Ele desenvolve a percepção instável da vida. Um sentido de santidade toma forma na sua vida ali naquele tempo de deserto profundo. Algo que percebemos claramente é que o sagrado se evidencia na vida do servo de Deus. Davi não começou nem terminou sua vida no deserto. Mas, passou ali alguns anos muito significativos.
A grande verdade é que todas as pessoas que se relacionam com Deus, passam algum tempo no deserto. Davi não escolheu ir para o deserto, ele foi levado a se refugiar ali. Ele estava ali por causa de uma dificuldade, que era escapar das garras do rei Saul.
O deserto é essencial para o nosso amadurecimento espiritual. Eu tive os maiores crescimentos na vida com Deus através do deserto e da dor. Como eu cresço nos momentos de sequidão e aridez na vida. Isto me faz lembrar de Eugene Peterson que diz algo precioso:

“Quando estamos num lugar deserto, não estamos no controle de coisa alguma, não temos compromissos a cumprir nem reuniões a realizar. Fique atento e mantenha-se vivo, só isso. Num lugar isolado, conseguimos geralmente compreender nossas vidas de forma simplificada e aprofundada. Muitos são aqueles que, após alguns dias num desses lugares (às vezes após somente algumas horas) sentem-se mais eles mesmos, descomplicados, livres, espontâneos. E não é raro que, mesmo que por qualquer motivo não estejam acostumados a fazê-lo, venham a proferir o nome Deus. Existe algo de maravilhosamente atrativo nos lugares ermos (PETERSON, Eugene. Transpondo muralhas: reflexões sobre a vida de Davi. Rio de Janeiro: Habacuc, 2004, p. 104).

Paulo sabe bem o que siginifica o deserto na vida e nos mostra que a tribulação produz perseverança e a perseverança a experiência e a experiência gera nos nossos desertos esperança e fé na presença do eterno Deus.
Que ele nos dê graça neste tempo de aprendizado de lutas e dificuldades!

_____________
Alcindo Almeida

Comentários

Edgar disse…
A Paz do Senhor Alcindo, muito boa noite. Queria te apresentar o SouVencedor.com, que é um projeto que tem o objetivo de motivar as pessoas e criar em todos um sentimento de conquista e vitória por meio da esperança independente do tamanho do desafio. O endereço é http://www.souvencedor.com. Um forte abraço.

Postagens mais visitadas