A pureza do coração diante do eterno Deus

- Texto para reflexão: Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável (I Salmo 51.10).

Quando falamos em pureza de coração vem um monte de pergunta na nossa mente: O que é ser puro? É viver como um ermitão? É ser separado de todo mundo e viver como um ser alienado do mundo? É ficar numa redoma de vidro tentando não pecar?
Não, não! Pureza de coração não significa estas perguntas feitas. Ela significa o coração que está repleto de Deus. Através da pureza no coração, tocamos naquele que está acima de todo o tempo e de todos. Quando andamos na comunhão com Deus, logo prestamos atenção ao que é puro.
Temos dificuldades para admitir que somos maus, somos pecadores rebeldes na presença do Pai. Somos pessoas, cujo coração é corrupto, rebelde, ingrato e sempre inclinado a pecar.
Davi não é falso, ele assume a sua culpa, assume que errou diante do Pai e roga a sua graça e compaixão na sua vida. Ele pede para que o Pai crie um coração puro nele, pede para que o seu espírito seja reto, honesto diante do Pai porque, do contrário, não haveria paz para andar tranqüilo na vida com Deus. Ele precisava do perdão do seu Deus para poder continuar a vida. Ele precisava sentir na própria alma a liberdade de servir a Deus com um coração limpo, puro e reto.
Precisamos fazer esta oração de confissão todos os dias.
Temos a necessidade de confessar que somos pecadores e carentes da ação poderosa do Pai para andarmos na retidão, na justiça, na pureza de coração. Sem esta oração de confissão a nossa vida fica manchada e sem sentido na presença do eterno Deus. Somos iguais a Davi em pecado, temos a mesma natureza pecaminosa, temos facilidade para nos desviar das verdades profundas da Palavra de Deus.
Os Salmos nos conduzem a uma detalhada consciência de nossa condição como pecadora. A memória de nossa boa criação depende da manutenção de um vivido sentido de Deus em nossa vida, de uma consciência do pecado dentro de nós. Porque a realidade do pecado atrapalha a nossa relação com Deus. Este que barra o nosso crescimento espiritual e plena comunhão com o Deus da nossa alma.
A nossa condição humana real é a de desordem diante da realidade espiritual, esta desordem nos leva a pecar e nos afastar da graça e comunhão com Deus. Um Salmo como este aguça a nossa memória sobre a necessidade de confessar o nosso erro, a nossa rebelião diante do nosso criador. Portanto, a nossa oração de confissão tem de ser: Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto.
Precisamos de um coração puro na caminhada com Deus, para isto, é importante de mais a nossa atitude de confissão dos pecados, dos erros e falhas na presença do Pai. Davi entendeu bem esta verdade e necessitava clamar ao Senhor confessando a sua miséria como pecador.
Lembremo-nos de que somos pecadores, pessoas que erram constantemente e precisamos da confissão para que tenhamos um coração renovado e lapidado pelo Pai.
Recebamos o perdão de Deus através da nossa confissão e tenhamos este coração puro na presença do eterno e maravilhoso Deus!
___________
Alcindo Almeida

Comentários

Luciana disse…
ok, gostei do texto, muitas vezes as pessoas pensam que ser puro é se isolar do mundo e é ao contrário temos de ser sal da terra e luz do mundo, boa semana !
Alcindo Almeida disse…
Obrigado Luciana..
É verdade mesmo!!!
Ab
Pr. Alcindo

Postagens mais visitadas