Uma mancha na criação - Gênesis 3.6-7


O texto diz: A mulher olhou para a árvore e percebeu que o fruto era apetitoso. Pensando na possibilidade de conhecer todas as coisas, pegou o fruto, comeu e o repartiu com o marido — ele também comeu. Na mesma hora, os dois, de fato, perceberam a realidade: descobriram que estavam nus! Então, costuraram umas roupas provisórias, feitas de folhas de figueira.
A tentação é um negocio esquisito mesmo e frequentemente leva-nos a perder nossa santidade e, Deus. Ela também implica em divergência da ordem, ela nos desvio da estrada correta e nos leva à confusão, à desordem e à perdição em nosso mundo interior. Quando o homem comeu aquele fruto abriram-se seus olhos e a humanidade ficou inclinada à inveja, ciúmes, desconfiança e falta de amor em relação ao Deus criador e ao seu próximo. O fato é que o ser humano ser perdeu no estado radical de alienação porque a origem do mal desfigurou a raça humana espiritualmente, fisicamente e emocionalmente. O mal agora na vida humana manchou toda a criação, tanto que Adão e Eva notaram que estavam nus e logo se esconderam procurando folhas para se protegerem. Eles perderam a doçura e pureza dos seres do Éden antes da queda.

Sabem por que somos egoístas, soberbos, arrogantes, mentirosos e invejosos? Porque os nossos primeiros pais romperam com o Criador desobedecendo ao pacto feito com eles lá no Éden. Eles comeram e veio sobre todos nós a raiz chamada de pecado. O pecado quebrou o Shalom de Deus na criação. O pecado nos fez romper com a graça divina, por causa dele, nós fomos expulsos da amizade e comunhão com o Deus da graça. O homem ficou dividido em si mesmo por causa da queda e agora ele precisa de um mediador para voltar a ter comunhão e amizade com Deus. Por isso, o Evangelho fala de cruz, sacrifício e perdão. Jesus veio para consertar o coração separado de Deus através da cruz. Nele e por ele somos perdoados e voltamos para a comunhão com Deus. Grato a ele mesmo por essa reconciliação preciosa (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas