Cuidando do jardim de Deus - Gênesis 2.15





O texto diz: Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para cultiva-lo e guarda-lo. Deus colocou o homem no Jardim do Éden e ele desfrutou de prazeres que nunca a criação poderia imaginar. Deus o colocou num espaço para ele se dedicar em cuidar e guardar aquilo que Deus havia criado. Mas, o texto bíblico mostra um plano eterno e Deus coloca neste jardim uma serpente que desafia o coração de Adão e Eva para serem iguais a Deus. 
Esse é o eterno problema do ser humano, querer ser igual a Deus. Pois, o homem caiu e Deus em Jesus começa a reconstruir a humanidade. Em Jesus, Deus mostra que ele reconstruirá o seu jardim da comunhão e da jornada com a criação humana. A promessa é feita em Gn. 3.15 que o descendente da mulher pisará a cabeça da serpente. Então Deus convida a criação, mesmo depois da expulsão do Jardim do Éden, para um momento de comunhão e amizade. 
Nesse projeto do jardim, Deus nos convida a fazer tudo para ele, com amor e pela nobreza de Jesus, que se deu na cruz por nós. Nesse projeto, Deus nos chama para a santidade em todo o tempo, para a glória e louvor dele. Irmão Lawrence diz que “quanto mais formos íntimos de Deus mais veremos a graça dele na vida”. Ele diz que “o fim de tudo na nossa vida é quando estamos na presença de Deus e preservamos viver no seu jardim” (LAWRENCE, Irmão & Frank Labauch. Praticando a presença de Deus. Rio de Janeiro, 2005, p.96).
Algumas atitudes são extremamente importantes para o cuidado e zelo no jardim de Deus:

  • Tenhamos temor de Deus lembrando que ele é prioridade da vida;
  • Lembremos sempre que o alicerce da nossa fé em Deus é a comunhão com ele;
  • Ele é a nossa fonte de amor, conhecimento e fortaleza para tudo na vida;
  • Quem rega o jardim da graça por meio da cruz é Deus e não nós (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas