O ritmo divino

Para os gregos o tempo chronos é o que medimos pelo cronômetro. Esse tempo nunca é suficiente. Nesse tempo corremos para lá e para cá. Nele dependemos dos espaços e da correria humana. Nele sempre nos cansamos, nos afadigamos na alma e nos estressamos muito! Chronos é o tempo que devora o nosso coração! 
Mas, ao mesmo tempo, os gregos trabalham com o tempo kairós, o tempo agradável! Jesus sempre fala sempre desse tempo agradável no Evangelho. Esse tempo é divino, é do céu! O tempo kairós não traz fadiga, mas graça! É o tempo que realizamos as atividades, mas sem desconfiança, sem medo e sem temor! É o tempo vivido no ritmo divino, é o ritmo da oração e da dependência do Eterno Deus! 
O tempo kairós é o daquela oração de Davi quando disse: Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente. Que cultivemos kairós divino em nosso coração! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas