Desfrutando o silêncio

Sempre penso no silêncio como uma esfera onde podemos entrar em contato com nossa fonte interior. Silêncio tem a ver com a calma. Quando ficamos em silêncio, nossa sede e nossa fome interiores afloram em nós. Mas, o silêncio é capaz de saciar esta sede. Silêncio é dado a nós e podemos mergulhar num espaço de silêncio. Quando o silêncio nos rodeia, nós o experimentamos como algo precioso. Então para desfrutar o silêncio, precisamos aquietar o coração. E no momento de silêncio ouvimos a voz do Pai. Quietude e silêncio são elementos salutares para desfrutarmos da comunhão com o Senhor. Para ouvir Deus, precisamos banhar a nossa alma com o silêncio. Não é por acaso que Deuteronômio 27:9 diz: Guarda silêncio e ouve, ó Israel! Hoje vieste a ser povo do Senhor teu Deus. Silêncio e quietude são os elementos para o descanso do nosso coração na presença do Eterno Deus. A dica é: Guarda silêncio e ouve. Aprendamos a cultivar o silêncio lá dentro do nosso ser para que ouçamos a voz doce do Eterno Deus (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas