Texto de Bernardo de Claraval

 
Comece tua consideração por ti, não te ocupes de outras coisas e negligencies a ti. De que serve ganhar o mundo inteiro se te perdes? Por mais sábio que sejas, não possuis toda a sabedoria se não és sábio contigo mesmo. E quanto de sabedoria te faltaria? Em meu modo de ver, tudo. Ainda que conheças todos os mistérios, a largura da terra, a altura dos céus, as profundezas do mar, se és um néscio para consigo mesmo serás como aquele que edifica sem os fundamentos, e levanta uma ruína, não um edifício. Tudo o que construíres fora de ti será como pó amontoado levado pelo vento. Pois não é sábio aquele que não o é consigo. O sábio será sábio por si, e beberá primeiro de sua,própria fonte. Assim, comeces por ti tua consideração e acabes também em ti (A transcendência acima da imanência: a Alma na mística de São Bernardo de Claraval).

Comentários

Postagens mais visitadas