Leituras em 2012


1. CARDOSO, Renato & Cristiane. Casamento Blindado. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2012. Assim como uma palavra é capaz de destruir um relacionamento, também é capaz de reconstruí-lo. Tudo depende da palavra. Se for do mal, destrói. Se for de Deus, recupera e constrói. Neste livro, você encontrará a palavra certa que lhe mostrará o segredo do casamento que dura por toda a vida. Em casamento blindado, o casal Renato e Cristiane Cardoso apresenta orientações para aqueles que reconhecem o valor da vida conjugal e desejam resguardá-la do risco do divórcio. Contém 271 páginas.
2. ELLUL, Jacques. Cristianismo revolucionário. A importância da presença do cristão no mundo atual. Brasília: Palavra, 2012. Jesus rogou ao Pai que não tirasse seus discípulos do mundo, mas que ali os guardasse do mal. No entanto, o crente deve viver como um peregrino, já que sua permanência nesta vida é passageira. Essa separação é um dos atos de Deus no fim dos tempos, quando ele toma o bom grão e rejeita o daninho - mas não é jamais o homem quem decide tal eleição. Por outro lado, o Senhor chama seu povo a ser sal e luz em um mundo que jaz no maligno. Por isso, não cabe aos crentes em estilo de vida em isolamento, com recusa do encontro com aqueles que são de fora. Não; a comunidade cristã não deve jamais ser fechada. Se o cristão deve estar necessariamente no mundo, isso não significa que pertença a ele - seus pensamentos, ações e decisões não seguem os critérios do mundo, mas permanecem vinculados ao Mestre. Contém 123 páginas.
3. WRIGHT, N. T. Os desafios de Jesus. Brasília: Editora Palavra, 2012. Por que precisamos de um entendimento histórico de Jesus? Como isto pode afetar o discipulado cristão hoje em dia? N. T. Wright apresenta uma resposta ao ceticismo dominante que gira em torno desta questão. Ele explora o entendimento do próprio Jesus sobre messianismo e sua relação com Deus, e considera o significado da ressurreição. Ele examina como tais questões deveriam acontecer, não apenas em nossa vida particular, mas também enquanto sociedade. Pensando em nós como discípulos no caminho de Emaús, ele analisa como Jesus apareceria em nossa jornada. Por fim, ele leva tudo isso a um nível ainda mais profundo, refletindo detalhadamente sobre como devemos responder a todas essas perguntas em um mundo de dúvidas (em uma dimensão maior) e inimizades (em dimensões menores). O livro contém as virtudes do academicismo, mais foi escrito de uma forma acessível. Contém 217 páginas.
4. MURRAY, John. Permanecei em mim. Belo Horizonte: Tesouro Aberto, 2008. O livro trata de trinta e uma reflexões sobre o termo "permanecer em mim" que Jesus Cristo proferiu aos seus discípulos. O autor desenvolve suas ideias de forma minuciosa, cuidando de cada mínimo detalhe a fim de que cada palavra seja tocante em nossas almas. Ele mostra que a essência da vida Cristã, isto é, tanto seu inicio da caminhada, o decorrer dela e sua linha de chegada consistem tão somente em caminhar pela fé que se expressa permanecendo nele. Permanecendo na justiça que ele providenciou, na sua santidade conquistada para nós, nos seus cuidados diários, no descanso ofertado e etc. Murray mostra que o Cristão nada tem que conquistar fora de si mesmo, tudo que ele precisa já habita em seu próprio coração, essa fonte de infinita benção é o nosso próprio Senhor. Contém 163 páginas.
5. CHAN, Francis e Preston Sprinkle. Apagando o inferno. São Paulo: Mundo Cristão, 2012. Como pode um Deus amoroso mandar pessoas para o inferno? Será que, após a morte elas terão uma chance de reconhecer a Jesus como Senhor e ser salvas? Com especial temor e tremor pela Palavra de Deus, Francis Chan e Preston Sprinkle abordam nossos mais profundos questionamentos sobre a eternidade, trazidos à tona no recente livro de Rob Bell, O amor vence. Seria confortável simplesmente não acreditar, como Rob Bell, no inferno. Mas, como Chan e Sprinkle escrevem: "Não podemos nos dar ao luxo de estar errados quando a questão é o inferno". Na realidade, esse é o tipo de assunto em que o mero achismo não pode ter vez. O que realmente importa é o que a Bíblia diz a respeito. Apagando o inferno aponta para a urgência do amadurecimento da fé, reconhecendo que nem tudo é como gostaríamos que fosse, mas sim como Deus, em sua soberania e sabedoria, decidiu fazer. Contém 143 páginas.
6. FOSTER, Richard. Vida com Deus. São Paulo: Ichtus, 2011. Ele trata sobre a Palavra de Deus como a ferramenta para transformação espiritual. Diversas vezes os cristãos apenas fazem estudos da Palavra de Deus para resolver uma necessidade ou conhecer mais sobre um determinado assunto. Mas e se ao invés disso, a lêssemos para que ela nos molde? Neste livro o autor mostra a Bíblia como fonte de formação espiritual para o cristão, e que ela fala sobre o relacionamento do homem com Deus. Cada história da Palavra de Deus deve trazer transformação, e para isso, o cristão deve abrir seu coração e permitir que sua mente, corpo, comportamentos e pensamentos sejam transformados. Contém 243 páginas.
7. MACARTHUR, John Jr e Richard Mayhue. Pense biblicamente. São Paulo: Editora Hagnos, 2010. O que pensamos molda o que somos. Por isso a Bíblia nos diz: E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente (Romanos 12.2a). Num mundo onde diferentes vozes competem com nossa lealdade, devemos distinguir o bom do mau. Deus é o Criador deste mundo; Sua voz - Sua palavra - deve guiar nossos pensamentos e nossas vidas. Com a Bíblia nas mãos, John MacArthur e outros estudiosos e professores do The Masters College confrontaram as falsas visões de mundo que dominam nossa vida pós-moderna. Os autores apresentam modelos para cultivar uma postura bíblica na adoração, na psicologia, na gramática, na ciência, na educação, na história, no governo, na economia e na literatura. Este livro provará ser útil para que toda pessoa possa empenhar-se em Pensar Biblicamente nos dias atuais. Ele contém 544 páginas.
8. NOUWEN, Henri. O Perfil do Líder Cristão do Século XXI. São Paulo: Atos, 2000. Uma visão revolucionária DA nova liderança cristã que pode conduzir a igreja conformada com este século a uma nova reforma. Indicado para todos OS níveis de liderança: na família, na escola, no trabalho e na igreja. Linguagem simples e incisiva. Leitura fascinante. Henri J. M. Nouwen nos revela que um líder deve permanecer ligado às constantes mudanças da sociedade, sem se esquecer de uma sólida e verdadeira formação dentro dos ensinamentos de Deus. Contém 94 páginas.
9. MCGRATH, Alister. Redenção. A verdade e o imaginário cristão. São Paulo: Hagnos, 2012. Neste livro, primorosamente ilustrado com obras de arte dos famosos mestres da pintura, sobre a redenção oferecida por Cristo, Alister McGrath conquista o imaginário, a razão e aumenta a fé de seus leitores ao penetrar nos mistérios que levaram Deus a sacrificar seu único Filho para salvar o mundo da opressão e da impossibilidade de ajudar a is mesmo. A verdade e o imaginário cristão é o Nome da série composta por cinco volumes: Criação, Encarnação, Redenção, Ressurreição e A visão cristã de Deus. Os três primeiros livros estão sendo publicados em português pela Editora Hagnos, nesta oportunidade, ficando para data futura os próximos dois volumes. Cada um deles pode ser lido individualmente ou em conjunto com os demais da série, de forma a oferecer ao leitor um conhecimento mais profundo da fé cristã. Contém 112 páginas.
10. MCGRATH, Alister. Criação. A verdade e o imaginário cristão. A verdade e o imaginário cristão. São Paulo: Hagnos, 2012. Neste volume atraente e primorosamente ilustrado sobre a Criação, Alister McGrath conquista a razão, as emoções e, ao mesmo tempo, aumenta a fé de seus leitores. São sete pinturas famosas reproduzidas em cores e, cada uma delas retrata um aspecto da Criação. Comentários abalizados e detalhados sobre as ideias transmitidas por cada obra de arte são entremeados com poesia, oração e reflexão teológica. O resultado não só alimenta nossa visão do Deus Criador do mundo, mas também nos ajuda a encontrar e a experimentar Deus de forma ainda mais profunda; ao fazermos isto, descobrimos a nós mesmos. A verdade e o imaginário cristão é o nome da série composta por cinco volumes: Criação, Encarnação, Redenção, Ressurreição e A visão cristã de Deus. Os três primeiros livros estão sendo publicados em português pela Editora Hagnos, nesta oportunidade, ficando para data futura OS próximos dois volumes. Cada um deles pode ser lido individualmente ou em conjunto com os demais da série, de forma a oferecer ao leitor um conhecimento mais profundo da fé cristã. Contém 112 páginas.
11. SMALLEY, Gary. Eu prometo. O compromisso para o sucesso do seu casamento. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2007. O Dr. Gary Smalley, com sua experiência de mais de quarenta anos de aconselhamento de casais, oferece OS caminhos necessários para a construção de um relacionamento sólido baseado no compromisso. É isto que produzirá a segurança desejada, tornando o casamento mais belo, saudável e gratificante. Contém 205 páginas.
12. MCGRATH, Alister - Voytek Nowakowski. As crônicas de Aedyn - O voo dos exilados. São Paulo: United Press, 2012. Faz quase um ano desde que Pedro e Júlia visitaram a terra de Aedyn pela primeira vez. Nesse meio tempo muitas coisas aconteceram, como a dura realidade do segundo casamento de seu pai e a convivência com OS dois irmãos adotivos. Eles, então, começaram a questionar se tudo o que lhes aconteceu, em Aedyn, não foi um sonho. Com a chegada das férias, Pedro e Júlia voltam para Casa. O clima, porém, estava tão pesado que certa noite, else decidem fugir. Na correria, acabam caindo em um Rio parcialmente congelado. Ainda estavam se debatendo em meio ao gelo semiderretido, quando perceberam que estavam de Volta a Aedyn – só que dessa vez, acidentalmente, Luísa, a irmã de criação acabou Indo com eles! Aedyn não era a mesma. Gritos ecoavam pelo AR. De longe os irmãos contemplavam, completamente imponentes, as pessoas sendo presas, conduzidas a um navio e transportadas a outro país como escravos. E, enquanto Pedro e Júlia imaginavam o que estaria acontecendo com a terra que tanto amavam, um falcão gigante aparece para levá-los ao mesmo lugar onde o Senhor dos Exércitos salvara seu povo séculos atrás. Os três precisam encontrar uma maneira de salvar os prisioneiros e trazê-los de volta para Aedyn. Mas a terra está trepidando e o vulcão começando a soltar fumaça. O tempo deles está acabando.
13. HOUSTON, James. A Oração. Brasília: Editora Palavra, 2008. Neste livro, o autor, profundo conhecedor da tradição da espiritualidade cristã, nos mostra que existe uma estreita conexão entre a nossa carência por relacionamentos humanos mais ricos e a nossa necessidade por intimidade com Deus. Segundo ele, cada dimensão de nosso relacionamento com as pessoas ou com Deus se entrelaça de alguma forma. Por isso, é fundamental que consigamos estabelecer relacionamentos duradouros com aqueles que estão ao nosso redor, sendo que de outra forma não poderemos reivindicar um relacionamento profundo com Deus o qual não vemos, enquanto nossas relações com as demais pessoas as quais vemos são superficiais. Contém 295 páginas.
14. OLYOTT, Stuart. Ouse Ser Firme: O Livro de Daniel. São Paulo: Editora Fiel, 2011. Ouse Ser Firme foi escrito para tornar o livro de Daniel claro, compreensível e edificante a todos os leitores, estimulando-os a estudar este importante trecho das Escrituras com mais seriedade e entusiasmo. Olyott, em seu estilo simples, vívido e abrangente, demonstra que Daniel é um livro profético de fácil compreensão e com uma mensagem atual e necessária para o cristão – uma mensagem que nos encoraja a ser firmes, mesmo diante das situações mais hostis e mais duras dificuldades. Contém 208 páginas. 
15. LUTZER, Erwin. Um minuto depois da morte. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2011. Muita gente passa a vida inteira se preocupando mais com as próximas férias do que se preparando para a eternidade. Infelizmente, somente quando somos confrontados pela sombra da morte ― seja pela partida de alguém muito querido, por causa de uma doença que nos ameaça ou qualquer outra circunstância ― é que passamos a pensar mais profundamente sobre aquilo que nos espera quando a existência física chega ao fim.  Nesta edição atualizada de Um minuto depois da morte, um dos best-sellers do renomado teólogo Erwin W. Lutzer, o leitor é incentivado a estudar e encontrar na Bíblia a resposta para vários questionamentos referentes à morte, como: Experiências de quase morte podem nos ensinar algo sobre a eternidade? O que a Bíblia diz sobre o Paraíso, inferno e purgatório? Será que posso ter a certeza de que irei para o Céu? Contém 160 páginas.
16. ELLUL, Jacques. Se és filho de Deus. Brasília: Editora Palavra, 2011. Nos últimos anos, a natureza de Jesus Cristo tem sido atacada como nunca antes. Na literatura surgiram livros que enfatizam sobremaneira a natureza de Jesus que não davam espaço para o divino. No cinema produziram filmes mostrando um Jesus crucificado excessivamente frágil, quase débil, que sonha com uma vida diferente, longe de sua natureza divina. Por sua vez, muitos cristãos ressaltam tanto o aspecto divino da natureza de Jesus, que ele se torna figura etérea, distante, sem tentações e sofrimentos. Em Se és o filho de Deus, o famoso teólogo e sociólogo Jacques Ellul nos apresenta a realidade mais profunda da natureza de Jesus: ele era o mesmo tempo totalmente humano e divino. Ele sabe que sofremos nessa vida e, por isso, pode nos ajudar. Contém 96 páginas.
17. CAMPANHÃ, Josué. Administração da vida. Potencializando os recursos do seu dia-a-dia. São Paulo: Voxlitteris, 2011. Observe a imagem da capa. Ela retrata exatamente a maneira como muitos de nós estamos diante da vida: andando na corda bamba. Diante de tantas solicitações, responsabilidades e compromissos, a vida vai se tornando como um carro sem freio descendo a ladeira. Sabemos que a coisa não vai terminar bem, mas sentimo-nos sem capacidade ou força de vontade para interromper tudo e tomar outro rumo. Viramos escravos de nossa própria agenda, sem ânimo para administrar de maneira sensata o nosso tempo, os nossos relacionamentos e as nossas atividades. Administração da Vida não deve, em hipótese alguma, ser visto como uma tábua de salvação. Seria injusto abrir o livro com tal expectativa. Tampouco procure receitas mágicas que farão seu tempo render ou tornarão sua vida mais relevante e com objetivos que vão além do cartão de ponto, do prato de comida e do travesseiro. Contém 127 páginas.
18. COLEMAN, Wayne Jacobsen e Dave. Por que você não quer mais ir à Igreja? Editora: Sextante, 2009. O nome do livro já é bem sugestivo. Causa atração em alguns e em outros, um instinto automático de torcer o nariz e menear a cabeça. Ele é uma ficção e conta a história de Jake, um pastor auxiliar de uma igreja em ascensão que vem passando por um tempo de desânimo e angústia. O que mais o incomoda é que ele sendo um pastor e tendo tanto tempo de fé não deveria mais passar por momentos como esses. Certo? O livro não apresenta uma trama super complexa, cheia de reviravoltas, é praticamente uma série de diálogos entre Jake e João, um senhor misterioso que surge na sua vida e que através de perguntas instigantes começa a fazer uma transformação nos conceitos de Jake. Contém 221 páginas.
19. PACKER, J. I. - Carolyn Nystrom. Oração do dever ao prazer. São Paulo: Cep, 2009. Oração é parte da essência da vida cristã. Envolve nossas crenças, emoções, valores, esperanças e temores, certezas e incertezas, conhecimento e ignorância. Como os autores explicam, este livro "é um trabalho de coração a coração, no qual dois cristãos que tentam orar e desejam que sua oração seja cada vez melhor, compartilham idéias sobre o que estão fazendo. Nosso objetivo não é somente esclarecer o entendimento cristão, mas alimentar a vida cristã. Em uma oração autêntica, mente, coração e mãos seguem juntos". Com sabedoria, humildade e sinceridade os autores nos conduzem a diferentes maneiras de orar, incluindo meditação, louvor, súplica, lamento e segurança. Em Oração, os autores não apenas ensinam sobre oração, mas nos desafiam e inspiram a fazer isso apontando para uma clara compreensão da realidade de Deus e de seu caráter. Contém 286 páginas.
20. AMORESE, Ruben. Meta história - A história por trás da história da salvação. Meta-História conta a história da história. Busca razões mais profundas para os acontecimentos envolvendo o plano da salvação, a fim de libertá-los da escravidão ao tempo, espaço e matéria. O autor trabalha com textos bíblicos que, embora não tratem diretamente da história da salvação, constituem-se em um relato que explica essa história. Trata-se, portanto, de uma meta-história. Provocante, bem-humorado, e tendo a cruz como ponto de referência, este livro visa proporcionar ao leitor uma compreensão integrada da Bíblia, naquilo que ela revela sobre o não-central, não-doutrinário, porém encantador. Pois bem, este livro é para você. É claro que ele não tem a pretensão de responder a todas as perguntas difíceis, mas com certeza vai lhe abrir novos horizontes, para a compreensão das Escrituras. Contém 286 páginas.
21. LUCADO, Max. Soluções de Deus para os grandes e pequenos problemas. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2011. Com uma brilhante carreira em mais de 25 anos como escritor e orador, Max Lucado já foi alvo de vários questionamentos de leitores e/ou participantes de suas inúmeras palestras por todo o mundo. São muitas perguntas que surgem, e muitas delas, são recorrentes e dizem respeito a experiências comuns a todos os seres humanos. No livro Soluções de Deus para os grandes e pequenos problemas, Max Lucado traz respostas para mais de 150 questões sobre a vida e seus dilemas diários como educação dos seus filhos, dificuladades nas diversas espécies de relacionamentos, problemas financeiros e muito outros assuntos do nosso dia a dia. Também aborda temas um pouco mais complexos como: papel da espiritualidade, finalidade da dor e a razão da esperança, sempre em um estilo leve quanto profundo que o consagrou como um dos autores mais animados da atualidade. Contém 316 páginas.
22. HILDER, Stutz. Café com Deus. São Paulo: Fôlego, 2011. Quem diria, você e o próprio Deus tomando um café e conversando, como dois amigos sobre coisas da vida. Como um grande amigo a quem você fala coisas da alma e do coração. E pensando sobre essa dinâmica vem uma pergunta que o Hilder responde neste livro em várias partes: Será que nos relacionamos com Deus da mesma maneira que nos relacionamos com os nossos amigos? Lendo esse livro você vai descobrir como através dos mais diferentes temas e assuntos Deus se faz realmente presente em nossa vida. Um amigo, um grande amigo que você pode convidar pra tomar um café e abrir o coração sem medo. “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois Eu sou o seu Deus. Eu lhes dou força e os ajudo; Eu os protejo com a Minha forte mão” (Isaías 41.10). Desfrute da amizade com Deus. Aproveite e faça um convite a Ele. Vamos tomar um café? Contém 220 páginas.
23. SWINDOLL, Charles. Filhos - Da sobrevivência ao sucesso. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2007. Criar filhos é como andar em uma montanha-russa: em um momento você está subindo tranquilamente, no momento seguinte, está em queda livre. Mesmo assim, é um trabalho recompensador e gratificante. Diante disso, Charles R. Swindoll oferece conselhos práticos que nos mostram como passar do esforço DA sobrevivência ao sucesso na criação de filhos. Suas palavras são sábias e fundamentadas em quase 50 anos de experiência como pai de quatro filhos, avô de 10 netos e conselheiro conjugal. Você vai descobrir como cultivar uma vida de auto-estima para seus filhos e OS segredos para levá-Los ao sucesso. Além disso, vai descobrir a chave do sucesso na vida de um pai e de uma mãe. Contém 256 páginas.
24. MACARTHUR, John Jr. O livro sobre liderança. São Paulo: Cep, 2009. Belo livro com conceitos preciosos! Mais do que nunca as pessoas estão falando sobre liderança, mas muito dos discursos de hoje avançam pelos mesmos erros do passado. Neste livro FICA estabelecida a seguinte verdade: liderança não vem apenas de um certificado oficial. Não se trata de personalidade ou carisma. E não é o mesmo que exercer autoridade severa. A verdadeira liderança - do tipo que se recusa a se dobrar diante de um mundo inconstante - vem de uma fonte muito mais profunda. Tomando por base OS escritos de um dos mais efetivos líderes espirituais de todos OS tempos - o apóstolo Paulo - MacArthur apresenta as "26 características de um verdadeiro líder". Quer você exerça liderança nos negócios, civil, na igreja, como pai, professor ou aluno, o exemplo DA vida de Paulo irá permitir que você libere sua capacidade de liderança. Contém 176 páginas.
25. MAXWELL, John. C. A escolha é sua. Rio de Janeiro: Sextante, 2007. A vida é feita de escolhas em variados aspectos. Deparamo-nos com tomadas de decisão a todo tempo. Somados, OS resultados dessas escolhas traduzem nosso grau de satisfação com a própria existência. Sendo, portanto, responsáveis pelo nosso sucesso ou fracasso, pelo ser humano que podemos ser para o mundo, chega o tempo de tomar definitivamente a dianteira de nosso caminho e fazer escolhas próprias, Independentemente de padrões pré-definidos pela cultura geral e a mídia, muitas vezes a serviço do sistema econômico e pelas expectativas das outras pessoas em relação a nós. Assumir a responsabilidade sobre nosso rumo significa também não ter que procurar culpados quando as coisas não vão bem e ter consciência dos próprios enganos. Enfim, é buscar a realização própria, a partir de uma jornada de autoconhecimento que possa traçar as diretrizes que nos guiem a um patamar de satisfação no mínimo razoável com a vida. A partir dessa idéia do que trata o livro de Maxwell, faremos uma série abordando cada capítulo, ao todo 16, cada um falando sobre escolhas em diversos campos. O primeiro será “atitude”. Contém 111 páginas.
26. LUCADO, Max. Um amor que vale a pena. Rio de Janeiro: Editora: CPAD, 2003. Neste livro, Max Lucado explora aquilo que ele mesmo chama de "Os primeiros passos, esquecidos, que favorecem OS relacionamentos". O amor que é capaz de salvar um casamento não reside em nós. A devoção que preserva a amizade e a comunhão não pode ser encontrada em nossos corações. Precisamos do auxílio de uma fonte externa. Será que somos capazes de amar como Deus nos AMA? Muitas pessoas nos dizem que devemos amar. Só Deus nos dá o poder para fazê-lo. O segredo para amar, diz ele, é ser amado. Contém 214 páginas.
27. YANCEY, Philip. Muito mais que palavras. São Paulo: Vida, 2002. Um Grande texto literário tem o poder de estimular a imaginação, gerar criatividade e ajudar a entender o mundo. Nessa compilação fascinante, 21 autores cristãos contam como foram influenciados por grandes mestres DA literatura. A leitura dos contos de fada de Hans Christian Andersen ajudou Walter Wangerin Jr. A viver numa família problemática. A vocação de Dostoievski e sua paixão por Deus fez diferença para Eugene Peterson em um momento crucial de sua vida. Os textos de Dietrich Bonhoeffer foram úteis para Richard Foster não abandonar a fé cristã. John Donne mudou para sempre a maneira de Philip Yancey pensar sobre a dor. Os livros de George MacDonald confortaram e ampliaram o mundo de Madeleine L’Engle. Stephen R. Lawhead aprendeu lições duradouras sobre o poder DA ficção com a literatura de J.R.R. Tolkien. No fim de cada capítulo há um pequeno guia de leitura que serve de convite para você conhecer mais profundamente esses autores clássicos e encontrar uma nova visão, novas idéias e inspiração. Contém 320 páginas.
28. ASCOL, Thomas K. Amado Timóteo.  São Paulo: Editora File. Assim como Paulo transmitiu a Timóteo por meio de cartas, estes escritos de pastores experientes contêm cerca de 480 anos de práticas ministeriais. Pastores idosos e jovens tornaram Rica esta coleção de sinceros conselhos e preciosas verdades que guiarão outros nos desafios e alegrias no seu chamado em Cristo. Entre OS contribuidores estão: Joel Beeke, Ligon Duncan, Fred Malone, Mark Dever, Tedd Tripp, Ray Ortlund Jr. C.J. Mahaney, Roger Ellsworth e outros. Contém 321 páginas.
29. David Paul Doyle. Quando Deus falou comigo. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2010. Qualquer um de nós tem a oportunidade de ver a vida transformada em um súbito momento de inspiração, único e preciso, em que Deus sussurra em nosso coração o desfecho de um problema, o caminho a seguir, a resposta para uma pergunta indecifrável. Basta silenciar e ouvir. Quando Deus falou comigo traz histórias surpreendentes de homens e mulheres comuns que reconheceram o momento em que Deus agiu em suas vidas. Esses relatos tocantes revelam o poder de Deus para curar feridas físicas e emocionais, salvar relacionamentos, oferecer orientação a quem está perdido, e, finalmente, fazer com que seus filhos se aproximem mais do Pai, que OS preencherá com uma profunda Paz e a certeza da presença eterna em suas vidas. Contém 254 páginas.
30. YANCEY, Philip-Paul Brand. A dádiva da dor. Já imaginou um mundo sem dor? São Paulo: Mundo Cristão, 2008. Há dois fatos da vida que perturbam praticamente todas as pessoas, e com os quais quase todo o mundo tem enorme dificuldade de lidar. Um deles é a inexorabilidade da morte; o outro, a inevitabilidade da dor. Por isso, é mais fácil aceitá-la como desdita em vez de bênção. Fugimos da dor de todas as maneiras possíveis. Viver num mundo sem dor, portanto, parece ser o lugar ideal para a civilização ocidental, acostumada a gastar boa parte de seus orçamentos em remédios para aliviar todo o tipo de dor. Entretanto, em seus longos anos lidando com pacientes acometidos pela lepra Paul Brand vivenciou a tragédia de viver num mundo sem dor, no qual por total insensibilidade ao toque, homens e mulheres, dia-a-dia, atrofiavam seus membros, numa automutilação sem fim. Quando ninguém, nem mesmo a classe médica, importava-se com os leprosos, Paul Brand motivado por um forte sentimento de caridade pelos renegados e uma incontrolável paixão científica, decidiu dedicar a sua vida para lidar com aqueles que sofrem por não sentir dor. Em sua investigação, Dr. Brand traçou o mecanismo da dor no ser humano e mostrou como ela precisa ser melhor compreendida. “Ouça a sua dor. É o seu corpo falando com você”, dizia. Em A dádiva da dor, Yancey nos conta como esse simpático doutor colocou a dor em seu devido lugar – um presente daquele que nos fez para que soubéssemos quando estamos maltratando sua preciosa criação. Contém 430 páginas.
31. N. T. Wright. Seguindo Jesus. Brasília: Editora Palavra, 2012. Coloque Jesus, o Cristo ressurreto, no centro de sua vida, pensamento, trabalho, dor, sofrimento, ansiedade, esperança e medo. Coloque-o no centro, e faça com que todas as demais coisas girem em torno dele. Aprenda a adorá-lo; amá-lo; aprenda a viver com uma nova vida em seu novo mundo. Quanto mais você olhar para Jesus, mais desejará servi-lo neste mundo. Isto é, se você estiver olhando para o verdadeiro Jesus, obviamente. Muitas pessoas criaram um "Jesus" para si mesmas, e têm decoberto que esse personagem inventado por elas não supre todas as suas expectativas. Ele até as faz felizes de tempos em tempos, mas nao as desafia, não as move a fazer algo para mudar o mundo. Coisas, por sinal, que o verdadeiro Jesus tinha o hábito de fazer. A proposta de Seguindo Jesus é a de mostrar o verdadeiro Jesus para a vida de seus seguidores que acabam ficando confusos diante de tantas propostas apresentadas na igreja de hoje. Contém 135 páginas.
32. PEDREIRA, Eduardo Rosa & James Bryan Smith. Jornada de formação espiritual - Um guia pratico para os grupos Renovare de formação espiritual.  São Paulo: Editora Vida, 2010. Este pequeno guia é um instrumento de Deus para fornecer orientações básicas, práticas e saudáveis a pessoas em busca de um objetivo comum: formar-se espiritualmente à imagem e à semelhança de Jesus. Aqui você encontra planos de Estudo para 23 encontros em pequenos grupos que o ajudarão a mapear o caminho do crescimento espiritual.   Baseado nas seis maiores áreas da vida espiritual encontradas na vida de vida de Cristo e nas tradições da justiça social e sacramental. Contém 143 páginas.
33. GUINNESS, Os. Encontrando Deus em meio à dúvida. Brasília: Editora Palavra, 2012. Você está com medo de admitir que não tem plena confiança em Deus e em seu poder, ou mesmo enfrenta dificuldades para crer no que a bíblia e as pessoas dizem sobre Ele? E diante disso, algumas vezes, parece que a vida perde completamente o significado? Então, este livro foi escrito para você. Para todos aqueles que estão inseguros em relação à confiança de Deus e que acham que o mundo por causa disso não é mais um lugar seguro e amigável. Os Guinness examina com profundidade problemas em relação à dúvida de uma maneira clara e direta, e se propõe a levar o leitor a responder suas próprias questões, a vencer seus temores e a fortalecer a sua fé. Contém 239 páginas.
34. HOWARD, & Hendricks. Ensinando para transformar vidas. Minas Gerais: Editora Betânia, 1991. O que é que os mais eficientes comunicadores do evangelho têm em comum? Quase que invariavelmente aplicam com maestria sete princípios desenvolvidos aqui pelo autor. Ensinando para transformar vidas traz valiosas lições e fascinantes experiências adquiridas por Howard Hendricks ao longo de mais de trinta anos de atividade pedagógica, preparando pregadores e mestres no famoso Dallas Theological Seminary. Com seu estilo moderno, de fácil assimilação, este livro é leitura imprescindível para o cristão que deseja não apenas dar estudos, mas efetuar transformações na vida dos filhos, dos amigos e de todos aqueles a quem ensina. Contém 166 páginas.
35. BARBOSA, Ricardo. Identidade perdida. Curitiba - PR: Editora Encontro, 2012. O livro é um convite firme e claro para um renovado encontro com Cristo, sua Palavra e sua Igreja. Mas é também uma forte denúncia contra os nossos abundantes mecanismos narcisistas, que nos distanciam de uma vivência do Evangelho claro, bonito, íntegro simples modelado por Jesus. Contém 139 páginas.
36. SCHAEFFER, Francis. A morte da razão. O desafio de evangelizar na linguagem do mundo pós-moderno 'É muito mais confortável, naturalmente, continuar rotineiramente proclamando o evangelho apenas em frases familiares àqueles que constituem a classe média. Isso, entretanto, seria tão injustificável quanto o teria sido, por exemplo, se Hudson Taylor enviasse missionários à China e lhes determinasse que aprendessem apenas um dos três dialetos diferentes falados por aquele povo. Tal fosse o caso, apenas um dentre os três grupos teria condições de ouvir o evangelho. Não podemos imaginar que Hudson Taylor fosse de coração tão empedernido. É claro que ele sabia que os homens não crêem sem a obra do Espírito Santo nos seus corações e a sua vida foi toda de oração para que isso acontecesse; mas, ao mesmo tempo, ele sabia que os homens não podem crer sem ouvir o evangelho. Cada geração da igreja, em suas circunstâncias particulares, em seu cenário próprio, tem a responsabilidade de comunicar o Evangelho em termos que se possam entender, consideradas a linguagem e as formas de pensamento do ambiente ou período específico em que a comunicação se processa. Contém 105 páginas.
37. STAMATEAS, Bernardo. Gente tóxica. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil. Um livro sobre como evitar pessoas invejosas, mentirosas, falsas, que sugam seu bom humor e potencializam seus defeitos, sempre nos prejudicando. O autor descreve os tipos de 'personalidades tóxicas' e nos mostra como devemos afastar essas pessoas para que possamos novamente retomar o controle de nossas vidas e movê-la para frente. Contém 192 páginas.
38. VENTURA, Zuenir. 1968 – o ano que não terminou. Editora Nova Fronteira, 2006. Fascinante reconstituição dos acontecimentos de 1968 no âmbito do país. Os heróis dessa geração que queriam virar o mundo pelo avesso, seus dramas e paixões, suas lutas e vitórias estão descritos neste relato fundamental para a compreensão do Brasil contemporâneo. Contém 336 páginas.
39. CARREIRA, José. 3 amigos. É um romance que conta a história de José com os seus dois amigos isso desde a infância. As histórias são envolventes e marcantes. Elas nos fazem viajar e ver o quanto a amizade na vida das pessoas. E foi legal ler o livro porque eu conheço os filhos e netos do personagem. Contém 282 páginas.
40. SWINDOLL, Charles. Moisés. São Paulo: Mundo Cristão, 2007. Charles Swindoll descreve a trajetória do homem que enfrentou e venceu grandes obstáculos. Moisés é o exemplo da transformação que a graça de Deus pode operar na vida de um homem comum que tem de lutar contra o medo e contra suas próprias deficiências. Moisés tornou-se um instrumento de Deus, desempenhando um papel crucial no destino da humanidade e das nações. Contém 135 páginas.
41. PIPER, Don. 90 minutos no céu. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2008. Após bater de frente numa carreta, Don Piper foi dado como morto. Noventa minutos depois do acidente, enquanto um pastor orava por ele, voltou milagrosamente à vida na Terra, mas com a lembrança de tudo que vivenciou enquanto esteve no céu. Contém 210 páginas.
42. MCDOWELL, Josh e Norman Geisler. Amar é sempre certo. São Paulo: Candeia, 1998. Qual o segredo de fazer sempre escolhas corretas? Você tem de enfrentar centenas de escolhas morais, algumas importantes e outras aparentemente inconsequentes; todavia, todas com algum tipo de efeito. Existe uma verdade secreta que garanta que você possa fazer as escolhas morais certas sempre? No livro "Amar é Sempre Certo", Josh Mcdowell e Normam L. Geisler apresentam um princípio abrangente que pode guiar você em suas decisões ao fazer as escolhas morais certas na vida. Através de cenários da vida real e ilustrações práticas, os autores tratam de dilemas éticos complexos em relação às decisões morais diárias. Em cada caso, você descobrirá como avaliar cada escolha em relação ao absoluto moral de Deus - o amor. "Amar é Sempre Certo" se alicerça neste fundamento do amor para desenvolver um processo de tomada de decisões passo a passo. A aplicação desse processo à vida pode dar-lhe uma diretriz firme para fazer a escolha moral certa em todas as situações. Contém 189 páginas.
43. CRABB, Larry. Cartas de um Deus que te ama. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2012. Em Cartas de um Deus que te ama, Larry Crabb reúne quarenta passagens bíblicas e mostra como Deus se vale delas para transmitir mensagens que qualquer pessoa pode considerar como tendo sido feitas sob medida para sua vida.Para ajudar na compreensão desses recados divinos, ao fim de cada meditação, o autor propõe algumas perguntas que incentivam o leitor a dar uma pausa na correria do dia a dia e refletir, além de fazer uma oração restauradora. Contém 176 páginas.
44. SWINDOLL, Charles. Casamento: da sobrevivência ao sucesso. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2007. Crises, traição, filhos e mudanças culturais são alguns dos temas tratados no livro “Casamento - da sobrevivência ao sucesso”, lançamento da Thomas Nelson Brasil. Escrito pelo professor norte-americano Charles R. Swindoll, que já vendeu mais de 10 milhões de livros, “Casamento” aborda problemas enfrentados pelos casais no dia-a-dia e dá dicas para enfrentá-los. Contém 168 páginas.
45. DRISCOLL, Mark e Grace. Amor, sexo, cumplicidade e outros prazeres a dois. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2012. Para ter o casamento perfeito que você pediu a Deus basta ouvir o que Ele tem a dizer. Essa é a ideia central de Amor, sexo, cumplicidade e outros prazeres a dois. Com leveza e cumplicidade, o pastor Mark Driscoll e sua mulher, Grace, compartilham alguns princípios e atitudes que farão do casamento um compromisso para a vida toda. Neste livro, você vai ver que a amizade e a honestidade-inclusive para falar abertamente sobre sexo – são os elementos mais importantes para um matrimônio sadio e duradouro. Contém 287 páginas.
46. DOWNING, David C. C. S. Lewis - O mais relutante dos convertidos. São Paulo: Editora Vida, 2005. C. S. Lewis nem sempre foi um gigante da fé cristã. Esta obra essencial revela o mais importante e, ao mesmo tempo, negligenciado aspecto da vida de C. S. Lewis - seu período de ateísmo. David Downing faz uma leitura instigante da jornada pessoal de C. S. Lewis - de ateu convicto a um dos mais amados e influentes escritores cristãos de nosso tempo. Um livro inteligente, fruto de meticulosa pesquisa e de leitura altamente agradável e inspiradora para os que desejam conhecer melhor a exploração ao mesmo tempo intelectual e espiritual do escritor irlandês. Contém 298 páginas.
47. HENDERSON, Dee. O guardião. São Paulo: United Press, 2004. O presidente fez sua indicação para a Suprema Corte. Um juiz federal foi assassinado. Há uma única testemunha ocular do crime. Agora, a vida dela corre risco. Somente uma pessoa pode mantê-la a salvo. Neste ambiente marcado pela insegurança, O Guardião apresenta uma missão em que o risco é inevitável e um relacionamento, intransferível. Todo o risco é válido para concluir este caso. Contém 384 páginas.
48. GONDIM, Ricardo. Deus Imerso no Sofrimento Humano. São Paulo: Editora Doxa, 2010. Entendo que o maior mistério da fé cristã foi a encarnação – Deus, sem deixar de ser Deus, fez-se homem. Que escândalo para judeus e gregos conceber que a divindade descesse qualquer degrau, quanto mais o que a tornasse semelhante (da mesma natureza) a humanidade! Jesus de Nazaré revelou Deus em sua vida, suas palavras e seus atos. E Deus não se parecia com as divindades transcendentais do mundo pagão. O Todo-poderoso fez-se servo; o Criador saiu a procurar ovelhas perdidas; O Grande Eu sou, bateu em portas; o Absoluto, revestiu-se de subjetividade. O frágil Nazareno, também chamado de Filho do Homem, foi Deus encarnado que viveu igual a todos. Homens maus o mataram, mas o Pai o ressuscitou e por isso é a inspiração de milhões de enjeitados. Só discordo de uma parte em que o Gondim diz que a vontade de Deus foi meio desajustada e então ele resolveu tomar outro caminho. Daí complica uma afirmação desta. Vontade de Deus complicada não há como, ele é absolutamente perfeito em todos os processos divinos, ele é absoluto e soberano e jamais cometeria qualquer deslize nos seus planos eternos. Contém 144 páginas.
49. LISBOA, Antonio.  Casais vencedores permanecem juntos. Saiba: Como construir juntos um futuro de sucesso! Como crescer nos ciclos de Deus. Como manter o seu relacionamento em linha com os princípios da Ordem, do Tempo, do Propósito e dos Frutos. Como lapidar e formar uma geração de filhos vencedores. Investindo no crescimento um do outro. Preservando o “Projeto Família” e muito mais. Contém 144 páginas.
50. WRIGHT, H. Norman – Larry Renetzky. O poder da graça que restaura. São Paulo: Editora Vida, 2010. Muito bom mesmo! Você tem problemas na família, como divórcio, rejeição, desestruturação, ressentimentos, dependência química, amarguras e maus tratos? Muitos cristãos possuem amargura gerada por pais, cônjuges e pessoas próximas, mas há esperança através da graça para perdoar aquele que causou a mágoa. Achei o livro bem prático e com dicas importantes para trabalharmos a questão do perdão nos relacionamentos com pessoas. Contém 254 páginas.
51. SWINDOLL, Charles. A igreja desviada. São Paulo: Mundo Cristão, 2012. Considerando as leis da física e os sentidos humanos, quanto mais longe estamos de um objeto, mais dificuldades teremos em enxerga-lo com nitidez e clareza de detalhes. Quanto mais distantes ficamos de um rádio ligado, mais dificuldades teremos em ouvir e compreender o som que sai de seus alto-falantes. A mesma lógica é válida para o nosso relacionamento com Deus. Se estamos longe dele, não oramos, não lemos a Bíblia, não frequentamos alguma igreja, não vivemos em comunhão com outros cristãos, mais difícil será obter as respostas para nossas inquietudes e orientação para as decisões que devemos tomar. Mais míopes e surdos seremos para compreender seu plano, sua vontade para nós. Charles Swindoll, consagrado autor da série Heróis da Fé, apresenta para o debate os desafios que a igreja cristã enfrenta nos dias atuais, ameaçada que está pelo secularismo e humanismo desenfreados, que a afasta da verdade pura e simples do evangelho de Cristo. A igreja desviada é um alerta contundente e definitivo para todo aquele que ama o Senhor e reconhece a igreja de Cristo como sinal visível do Reino de Deus. Contém 304 páginas.
52. NOUWEN, J. M. Henri. Meditações. Rio de Janeiro: Habacuc, 2003. Viver sob a perspectiva da eternidade, nos traz sentido e esperança para a vida. Lembrado como ?um de nós?, Henri Nouwen soube trilhar o seu caminho com a visão espiritual. Conseguiu traduzir em palavras as reflexões que fazia e esforçou-se para reconciliar os paradoxos da vida cotidiana e a fé cristã. ?Meditações com Henri J. M. Nouwen? é uma seleção compacta dos melhores textos que Nouwen produziu. A obra apresenta os temas marcantes na vida do autor: oração, solitude, comunidade e o amor ilimitado de Deus. Este livro é um desafio para o leitor redirecionar sua vida, aliviar seu fardo e aproximar-se mais de Cristo. Alguns textos selecionados: Para Que Fomos Chamados?, A Benção de Ouvir?, Convite para Entrar na Intimidade? O Paradoxo da Oração?, Lidando com a Dualidade?, Quanto Mais Simples for Meu Coração, Mais Clara Será a Visão?, Oração Revolucionária? e Além do Entretenimento? Contém 247 páginas.
53. METAXAS, Eric. Bonhoeffer. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. As tropas nazistas avançavam pela Europa, ameaçando estender seus domínios sobre todas as nações. Numa época em que se calar era a melhor forma de se expressar e se omitir era a mais acertada ação, um pastor, com reconhecido talento e prodigiosa capacidade intelectual, viveu seu chamado como forma de servir a seu país. Em 1939, vivendo nos EUA, a salvo do regime nazista, sua paixão por seu povo o levou de volta à Alemanha. Sua capacidade política e carisma o tornaram uma ameaça a Hitler e lhe custaram o exílio em Berlim. Proibido de falar, escrever e publicar, Dietrich Bonhoeffer decide vestir a máscara de pastor patriota submisso ao Reich e passa a ser um agente duplo. Trabalhando na Abwehr, agência de inteligência do regime nazista e sabotando ordens e ações de guerra nazistas, ele salva milhares de vidas e impede os planos de Hitler, enquanto, junto a seus companheiros, trama a queda do Führer. Descoberto pela Gestapo, Bonhoeffer é preso e em 9 de abril de 1945 - semanas antes da queda do Terceiro Reich - termina sua luta para salvar conterrâneos e judeus da cólera ariana, sendo enforcado por ordem direta de Adolf Hitler. Contém 640 páginas.
54. Schaeffer, Francis A. O Deus que intervém. São Paulo: Cep, 2002. O abandono da verdade e as trágicas conseqüências para a nossa cultura - a única esperança na verdade histórica do Cristianismo. O Deus que intervém (no original, The God Who is there) forma com A morte da razão e O Deus que se revela a trilogia clássica de Schaeffer. Primeiro na trilogia, este livro mostra como o pensamento moderno abandonou a idéia de verdade, com trágicas conseqüências para todas as áreas da cultura “desde a filosofia, até a arte, música, teologia e na sociedade como um todo. A única esperança está em confrontar nossa cultura com a verdade histórica do Cristianismo” apresentada com paixão e sem concessões, e vivida de modo completo, em todas as áreas da vida individual e comunitária. Qual será, a longo prazo, a importância de Francis Schaeffer? Tenho certeza de que não estarei errado ao saudar Francis Schaeffer que enxergou bem mais do que a maioria de nós e agonizou sobre a sua percepção bem intensamente do que nós como um dos verdadeiros grandes cristãos de meu tempo (J. I. Packer). Contém 304 páginas.
55. SWINDOLL, Charles. A igreja desviada. São Paulo: Mundo Cristão, 2012. Considerando as leis da física e os sentidos humanos, quanto mais longe estamos de um objeto, mais dificuldades teremos em enxerga-lo com nitidez e clareza de detalhes. Quanto mais distantes ficamos de um rádio ligado, mais dificuldades teremos em ouvir e compreender o som que sai de seus alto-falantes. A mesma lógica é válida para o nosso relacionamento com Deus. Se estamos longe dele, não oramos, não lemos a Bíblia, não frequentamos alguma igreja, não vivemos em comunhão com outros cristãos, mais difícil será obter as respostas para nossas inquietudes e orientação para as decisões que devemos tomar. Mais míopes e surdos seremos para compreender seu plano, sua vontade para nós. Charles Swindoll, consagrado autor da série Heróis da Fé, apresenta para o debate os desafios que a igreja cristã enfrenta nos dias atuais, ameaçada que está pelo secularismo e humanismo desenfreados, que a afasta da verdade pura e simples do evangelho de Cristo. A igreja desviada é um alerta contundente e definitivo para todo aquele que ama o Senhor e reconhece a igreja de Cristo como sinal visível do Reino de Deus. Contém 303 páginas.
56. NOUWEN, Henri. Transforma meu pranto em dança. São Paulo: Thomas Nelson, 2007. Repleto de experiências vividas pelo autor e por aqueles que ele aconselhava, Transforma meu pranto em dança traz conforto e bem-estar em uma linguagem simples e acessível. Embora seja bastante prático em sua abordagem, Henri Nouwen evita respostas prontas, simplistas ou simplórias. Para ele, a bondade é o caminho para um modelo de vida enraizado na esperança eterna. Henri Nouwen acredita que as provações que todos enfrentamos exigem mais do que palavras. Frases eloquentes seriam incapazes de amenizar nossas dores mais profundas. No entanto, existe algo que pode nos orientar e nos guiar através do sofrimento a própria presença de Deus em nossas vidas. E é dele que vem o convite para redescobrirmos a felicidade. Contém 112 páginas.
57. LOPES, Hernandes Dias. Quatro homens, um destino. São Paulo: Hagnos, 2007. Este livro apresenta a história de quatro homens que tiveram um destino traçado por Deus e que ainda hoje se constituem modelos para aqueles que querem andar com Deus. Abraão pai de todos aqueles que creem, obedeceu a Deus e andou pela fé. Isaque filho da promessa, homem manso a quem Deus fez prosperar. Jacó homem escolhido por Deus, sua agenda foi comandada pelo céu. José jovem piedoso e comprometido com Deus foi o maior líder de seu tempo. Leia este livro com o coração, pois o mesmo Deus que o fez triunfar é Aquele que pode nos tomar pela mão e nos guiar pelo caminho eterno. Contém 120 páginas.
58. PIPER, John. Pense. A vida da mente e o amor de Deus. São Paulo: Editora Fiel, 2012. É muito comum colocarmos o pensar e o sentir em oposição. Em especial no que diz respeito à experiência cristã. No momento, glorificar a Deus com nossa mente e coração não é "ou pensar", e sim "tanto pensar como sentir". Focalizar a vida da mente ajudará você a conhecer melhor a Deus, a amá-lo mais e a se interessar pelo mundo. Este livro o ajudará a pensar sobre o pensar e sobre como o coração e a mente glorificam a Deus juntos. O autor define da seguinte maneira seu entendimento sobre a importante tarefa do pensar: "Considerar. Meditar. Ponderar. Pensar. Quanto a mim, esse tem sido o caminho para ver, experimentar, cantar e proclamar - e permanecer. Ano após ano, este tem sido o meu trabalho - pensar, saturado de oração, em dependência do Espírito, sobre o que Deus tem revelado de si mesmo, para prover o combustível para o amor e a pregação". Ele contém 300 páginas.
59. GRAY, John. Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus. São Paulo: Editora Rocco, 1997. Todas as mulheres são iguais e os homens, idem. Quando se aborrecem, eles querem silêncio e solidão. Já entre elas, as preocupações resultam na matraca desenfreada, pois falando acalmam-se. O ego masculino é movido à base de conquistas o feminino é pura emoção. Ele deve escutá-la, e ela compreender seu silêncio. Conclusão: marido e mulher não falam a mesma língua, não são do mesmo planeta: Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus. É o que garante o psicólogo e escritor John Gray. Ele contém 340 páginas.
60. RAMOS, Ariovaldo Ricardo Bitun. Lutando pela igreja. São Paulo: Editora Hagnos, 2012. Este livro é um grito corajoso de falas, reflexões e análises de pastores, teólogos e líderes leigos sobre a postura atual da igreja de Cristo no século 21. O pastor Ariovaldo Ramos, e vários amigos* que partilham da mesma visão, reuniram-se em um fórum, abrindo seus corações, ministrando palestras e concedendo entrevistas. Ariovaldo Ramos e Ricardo Bitun foram os facilitadores que possibilitaram esta publicação. O encontro não se limitou a reflexões e críticas abstratas, mas tem gerado resultados com posicionamentos e atitudes de resgate, de defesa e de promoção da igreja que tanto amamos. Ele contém 240 páginas.
61. GRUN, Anselm. Espiritualidade a partir de si mesmo. Rio de Janeiro: Vozes, 2004. Anselm fala da espiritualidade de cima e de baixo. Ele trata como podemos desenvolver a espiritualidade de baixo e reconhece que o caminho da vida cristã está na humildade. O Livro é muito bom e gostoso de ler. Contém 127 páginas.
62. STANLEY, Charles. A arte de superar problemas. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2007. A perda de um emprego. Uma filha que foge de casa. Um cônjuge que morre de câncer. O divórcio de um amigo. Um processo judicial. A lista de problemas que pode nos atingir é infinita. A verdade é que sofrimento é uma realidade que não podemos evitar. É por isso que sempre nos perguntamos por que os problemas surgem em nossas vidas e como podemos enfrentá-los. Com a leitura de "A Arte de Superar Problemas" você vai aprender a: - Lidar com as perdas; - Tirar lições das dificuldades diárias; - Confortar amigos que estão passando por dificuldades; - Redescobrir sua fé; - Questionar de forma construtiva o sofrimento; - Amadurecer e impactar o mundo. Contém 216 páginas.COSTA, Ricardo. Líderes que fazem a diferença. Brasília: Editora Palavra, 2012. Uma frase resume todo o livro: A liderança no Reino de Deus é produto de nosso serviço sacrificial em imitação a Jesus Cristo. Ele contém 96 páginas.
63. NOUWEN, Henri. Formação espiritual. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2012. Para viver espiritualmente precisamos buscar respirar no ritmo do Espírito e nos mover em direção a Deus, enquanto enveredamos pelo caminho da fé. Para isso, precisamos estar atentos, identificar as condições e seguir os movimentos sutis do Espírito em nosso coração e vida. Os grandes movimentos, de acordo com Nouwen, são da opacidade para a transparência, da ilusão para a prece, da tristeza para a alegria, da mágoa para a gratidão, do medo para o amor, da exclusão para a inclusão e da negação para a aceitação da morte. Estes sete movimentos e muitos outros constituem o caminho do coração, o caminho da formação espiritual. Contém 223 páginas.
64. BOMILCAR, Nelson. Os sem igreja. São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2012. No atual contexto da igreja cristã evangélica brasileira, um novo tipo de cristãos tem surgido, os "desigrejados". Para eles, a igreja institucionalizada deixou de fazer sentido. Desde novos na fé, que nunca se mantiveram em uma comunidade, até pastores que abandonaram os púlpitos após anos de pastoreio, a multidão de cristãos fora das igrejas não para de crescer. Nelson Bomilcar, pastor e músico, tem ouvido constantemente as queixas de pessoas que se definem como "sem-igreja" ou "desigrejadas". Serão apenas pessoas feridas, desiludidas com os erros e pecados de lideranças despreparadas ou mesmo mal intencionadas? Será que foram os erros dos próprios desigrejados na caminhada? Será que os próprios desgastes relacionais foram a causa? Talvez, mas os considerados sem igreja são pessoas que trazem perguntas relevantes e urgentes para a ekklesia de Jesus Cristo. O livro propõe encontrarmos caminhos para o acolhimento e cuidado pastoral destas pessoas. Contém 224 páginas.
65. WHITE, John. O caminho para a santidade. Rio de Janeiro: Textus, 2005. As páginas deste livro trazem força e estímulo para aqueles que buscam se aproximar mais de Deus e experimentar mais de Sua santidade. A primeira seção deste livro fala sobre descer de nosso pedestal. O primeiro capítulo trata da definição de santidade e analisa o amor que Deus, totalmente santo, sente pelos seres humanos. O capítulo dois mostra como a leitura bíblica pode se tornar uma prática essencial para alcançar a santidade. A descida do pedestal acontece quando entendemos que recebemos a Bíblia não para dominá-la, mas para que o Deus que a entregou a nós possa nos dominar enquanto a lemos. Assim, o intuito não é a pessoa dominar as Escrituras, mas ser dominada por elas. Além disso, poucos admitem, até para eles mesmos, que são completamente incapazes de vencer pecados contra os quais vêm lutando há muitos anos. Essa relutância resulta do orgulho, assunto que abordo no terceiro capítulo. É necessário olhar com muito cuidado para o primeiro pecado, o orgulho. Arrepender-se dele significa descer do pedestal. Contém 216 páginas.
66. STEVENS, Paul. A hora e a vez dos leigos. Minas Gerais: Editora Ultimato, 1998. Stevens mostra que a tarefa principal do pastor não é fazer, mas equipar. Ele argumenta que nem sempre o modelo do pastor assalariado, de tempo integral, é o melhor. A igreja precisa também de pastores que exerçam outra profissão. A hora e a vez dos leigos é um livro cheio de ideias que desafiam os conceitos tradicionais: O melhor treinamento do pastor ocorre na igreja e não no seminário, Cada crente possui um ministério e tem a responsabilidade de exercê-lo, O pastor “fazedor de tendas” traz uma contribuição sem igual para a igreja quando trabalha em equipe, A liderança da igreja deve estar nas mãos de uma equipe pastoral formada por pessoas consagradas e experientes. Aprenda com alguém que teve a coragem de recomeçar tudo aos 37 anos de idade: Depois de 15 anos ensinando a Bíblia como pastor-mestre, fui ser aprendiz de carpinteiro. Mas, para mim, aquele mergulho no mundo dos leigos era a única maneira de ganhar base experiencial para um ministério mais amplo de preparação de líderes. Contém 199 páginas.
67. NAVARRO, Leila. Talento à prova de crise. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2009. Crises econômicas vão e vêm rapidamente. Mas, e nós? Como gerenciar as nossas crises pessoais? Crises da adolescência, ansiedade na vida adulta, a saúde na terceira idade, além de situações inesperadas, nos dá a maior dor de cabeça para administrar. Com seu estilo irreverente, Leila Navarro vai ajudar você a entender e a enfrentar as crises econômicas e pessoais. Contém 203 páginas.
68. PARANAGUÁ, Glenio Fonseca. Na casca da banana. Londrina PR: Ide, 2012. Esta obra procura apresentar a narrativa de Jesus sobre o conceito do pecado e demonstrar que a desobediência é o resultado da incredulidade diante da Palavra de Deus. Assim, a vitória sobre uma vida de pecado encontra-se na fé como um dom da graça de Deus em Cristo. Cremos que você vai ganhar muito com a leitura deste livro. Contém 80 páginas.
69. MCGRATH, Alister. Encarnação. A verdade e o imaginário cristão. São Paulo: Hagnos, 2012. Neste volume atraente e primorosamente ilustrado sobre a encarnação de Cristo, Alister McGrath conquista a razão, as emoções e, ao mesmo tempo, aumenta a fé de seus leitores, enquanto desvenda porque a igreja deposita sua fé e esperança no extraordinário, brilhante e ousado princípio de que Jesus Cristo é o Deus encarnado. Poesia, oração e reflexão teológica são entremeadas com comentários sobre obras como Ecce Ancilla Domini [Eis a serva do Senhor], de Dante Gabriel Rossetti; Miraculous Draught of Fishes [A pesca milagrosa], de Jacopo Bassano; e The Good Samaritan [O bom samaritano], de Van Gogh. Essa união entre texto e arte nos envolve de forma mais plena com as narrativas do evangelho e nos conduz a uma maior compreensão das verdades da fé cristã. Contém 112 páginas.
70. HOUSTON, James M. O Criador: vivendo bem no mundo de Deus. Brasília, DF: Palavra, 2009. Este livro é para cristãos comuns que querem seguir em sua jornada rumo ao conhecimento mais profundo de Deus como Criador do céu e da terra. Contém 336 páginas.
71. DUKAN, Pierre. Eu não consigo emagrecer. Rio de Janeiro: Editora Ediouro, 2008. Você já experimentou dietas de todos os tipos e nunca conseguiu emagrecer? Tentou as sopas, os sucos, as proteínas, os carboidratos, sem conseguir o resultado esperado? Quem tenta emagrecer precisa de uma dieta eficaz e que deslanche rápido! Contém 302 páginas.
72. TUTO, Desmond. Deus não é cristão. Rio de Janeiro: Thomas Nelson, 2012. O livro nos oferece o ponto de vista de um homem que vive o cristianismo que prega, dentro de um contexto onde conflitos e tensões necessitam de respostas práticas. Um cristianismo que vai muito além das quatro paredes institucionais e com isso, muitas vezes choca, até mesmo os próprios cristãos. O livro é recheado de pregações, discursos e pensamentos nem sempre claramente ortodoxos. Contém 302 páginas.
73. LENNOX, John C. Porque a ciência não consegue enterrar Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2011. O debate entre cristãos e ateus sempre teve como campo de batalha mais áspero o ambiente científico. Neste espaço dedicado à ciência e ao conhecimento, os fundamentalistas estão atacando. E, desta vez, não são os religiosos cristãos, mas os novos ateístas, que propagam o ateísmo como religião, com cânones, dogmas, líderes ungidos (Richard Dawkins é considerado um papa), normas de conduta e proselitismo. Para dar aos cristãos embasamento científico suficiente para refutar os argumentos falaciosos com os quais os ateístas tentam esconder o fervor religioso e a parcialidade que nutrem contra as religiões, em especial a cristã, John C. Lennox escreveu este livro. Nele, o autor expõe como os ícones do movimento ateísta falham crassamente ao rejeitar o que mais alardeam: o debate honesto e racional sobre espiritualidade, fé e religião. Discutindo temas complexos como os limites da ciência, biologia natural e biosfera, design intencional e a teoria da evolução, Lennox prova que, como cientistas, os ateístas não querem descobrir a verdade sobre a existência de Deus e ajuda o leitor a desmontar seus subterfúgios pseudocientíficos, misticismo e argumentação baseada em autoridade e mitos. Contém 320 páginas.
74. KELLER, Timothy. A cruz do rei - a história do mundo na vida de Jesus. São Paulo: Vida Nova, 2012. O livro traz um relato da vida de Cristo no Evangelho de Marcos, mas apresentado sob a ótica de Keller. A cruz do Rei é uma obra que pode ser lida tanto por céticos quanto por cristãos — ou seja, ela fala a todos que buscam uma ligação mais estreita com Jesus e o cristianismo. Keller faz uma apresentação inesquecível de Jesus Cristo, que deixará impressões marcantes na vida de cada leitor. Contém 264 páginas.
75. SMITH, James Bryan. O maravilhoso e bom Deus. São Paulo: Editora Vida, 2010. O maravilhoso e bom Deus segue a rica tradição de busca da igreja em sua jornada de formação espiritual. Este livro trata da paixão por Deus e é um instrumento para sermos transformados pelo Deus que Jesus Cristo conhece. O caráter de Deus é o foco, mas também o modo pelo qual caminhamos em direção a uma vida de intimidade com Deus. Por esse motivo, o autor usa as “narrativas de Jesus” para explicar a compreensão que Jesus tinha sobre Deus e o mundo, a fim de que fixemos na alma as narrativas, ou vias, adequadas que nos conduzem a Deus. “Não conseguimos mudar simplesmente dizendo: “Quero mudar”. Precisamos examinar o que pensamos (nossas narrativas), como agimos (nossas disciplinas espirituais) e com quem estamos interagindo (nosso contexto social). Se modificarmos essas coisas — e podemos modificá-las —, então a mudança acontecerá naturalmente em nós.” Contém 276 páginas. 
76. John Ortberg. Deus está mais perto do que você pensa. São Paulo: Editora Vida, 2011. Você realmente deseja conhecer a Deus. No entanto, como se relacionar com alguém que não aparece. Onde Deus está? Saiba que ele está mais perto do que você pensa. Mais ansioso em fazer contato do que você imagina. Contudo, encontrar Deus em meio à implacável pressão da vida diária pode ser muito difícil. Ele está em todos os lugares, mas é preciso aprender a reconhecê-lo em meio ao cotidiano. John Ortberg usa seu habitual bom humor simples e seu dom de contar histórias para mostrar o prazer de ter um relacionamento íntimo com Deus. Deus está mais perto do que você pensa trata do desejo fundamental que você e Deus compartilham e de como você pode experimentar sua realização. Aceite o convite divino e desfrute a amizade que mudará seu passado, presente e futuro! Contém 208 páginas. 
77. AGRESTE, Ricardo. Feito para durar. São Paulo: Editora Socep, 2009. Eu li pela segunda vez um ótimo livro: Feito para durar. Vale a pena vc caminhar nas ideias que o Ricardo Agreste trabalha. Ele nos desafia a um olhar mais crítico para a cultura que nos envolve e a uma tomada de posição frente a sua influencia em nossa vida e relacionamentos. Em constante diálogo com o mundo contemporâneo, somos desafiados a uma profunda reavaliação de papéis e valores e encorajado à construção de um relacionamento feito para durar. Contém 160 páginas. 
78. CORDEIRO, Wayne. A Igreja Irresistível - Características de uma igreja que arranca aplausos do céu. São Paulo: Editora Vida, 2012. Após mais de 25 anos de ministério no Havaí, Wayne Cordeiro sabe qual é o tipo de igreja que Deus abençoa. Na verdade, a New Hope, fundada pelo autor em Honolulu, é uma das igrejas de crescimento mais rápido nos Estados Unidos. A igreja irresistível mostrará como a sua igreja pode ser usada por Deus de maneiras incríveis, apropriando-se dos 12 princípios práticos para ser uma igreja que o céu aplaude ─ incluindo maneiras de incentivar o amor pela comunidade, de desenvolver uma cultura de serviço, de transformar visitantes em frequentadores regulares e muito mais. Não importa o tamanho do orçamento ou da congregação, qualquer igreja pode desenvolver as características apresentadas neste livro e tornar-se irresistível! Contém 170 páginas. 
79. MAXWELL, John C. Correndo com os gigantes. São Paulo: Mundo Cristão, 2003. Os heróis do Antigo Testamento e seus ensinos sobre vida e liderança. Na corrida da vida esteja sempre bem acompanhado! A vida é uma competição que encerra perseverança, paciência, fé e compreensão. No curso da vida nunca estamos sozinhos. Outras pessoas já passaram por ela antes de nós. Na visão de John C. Maxwell sobre a humanidade, elas estão nas arquibancadas, torcendo, orando por nós e oferecendo a sabedoria de sua experiência. Precisamos somente ouvir sua voz e prestar atenção em suas histórias para transformar os desafios de nossos dias modernos em vitórias. De Rebeca a Davi, de Abraão a Moisés, Correndo com os gigantes coloca-nos face a face com os grandes personagens da Bíblia. Desses grandes heróis vem a inspiração de viver como eles viveram: como líderes, como pessoas que tiveram história de sucesso e como o povo próximo de Deus. Contém 128 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas