Meditação em I Reis 11.1-10

Olhando para essa atitude de Salomão, percebemos que o pecado afetou a totalidade das faculdades humanas, mente e a vontade. O rei Salomão era louco por mulheres diz o textos sagrado. A filha do faraó foi apenas a primeira de inúmeras mulheres estrangeiras que ele teve, as moabitas, as amonitas, as edomitas, as sidônias e as hitéias. O rei, filho de Davi que era tão íntimo de Deus, se apaixonava por elas e não as rejeitava e o fato é que as mulheres o levaram a se desviar de Deus. Suas mulheres o atraíam para o lado dos deuses estrangeiros, e sua fidelidade ao Eterno foi esmorecendo. Ele não se manteve leal ao Eterno, tanto que virou devoto de Astarote, a deusa dos sidônios, e de Moloque, o abominável deus dos amonitas. Salomão desprezou abertamente o Deus da aliança, não seguiu os passos de seu pai, Davi. Ele construiu altares semelhantes para os ídolos de todas as mulheres estrangeiras. O Eterno ficou triste com Salomão, por vê-lo abandonar aquilo que ele aprendeu e viu sobre o que Deus fez, como apareceu a ele duas vezes e ordenou claramente que não se associasse com outros deuses. Salomão desobedeceu às ordens de Deus porque deu vazão total a sua natureza, não se inclinou como no início e isso foi um desastre para sua vida espiritual. Hoje lendo esse texto pensei em algumas dicas para o nosso coração:

  • Cuidado com a nossa natureza pecaminosa, ela nos faz distanciar da graça de andar em fidelidade diante do Eterno Deus;
  • Cuidado com as más influencias, elas nos tiram do foco;
  • Cuidado com o coração, ele é enganoso e nos faz perder a noção do compromisso com o Reino de Deus;
  • Cuidado com os votos que fazemos, Salomão fez promessas diante do criador e não as cumpriu tornando-se uma vergonha como líder em Israel.

________

Alcindo Almeida.


Comentários

Postagens mais visitadas