Há esperança para nós diante do Pai

Há esperança para o teu futuro, diz o Senhor, pois, teus filhos voltarão para os seus termos (Jeremias 31.17).

É certo que há muito que fazer para que a sociedade brasileira, em sua maioria, experimente o significado das palavras paz e segurança. Ainda há uma grande distância entre pobres e ricos. Há Inúmeras comunidades, onde a miséria se faz presente; e isto traz conseqüências diretas a todos nós.
Há milhares e milhares de pessoas que não conhecem a Cristo como Senhor e Salvador. Homens e mulheres que perderam a esperança, a alegria e o encantamento com a vida. Gente adormecida, morna e esquecida. Há famílias inteiras que esperam palavras de conforto, ação e direção, pois buscam saídas para cuidarem de si e de seus filhos.
Não podemos deixar de pensar na juventude. Esta gente que frutifica num espaço rápido. Alguns repletos de esperanças. Outros, nem tanto. Na correria tão própria desta geração, marcada pelo consumo, pela qualidade a todo custo e pelo prazer do único dia, que parecem ter, eles e elas sonham, buscam, erram e caem nas armadilhas e artimanhas deste mundo.
Neste cenário repleto de desafios, sonhos, desesperanças e tristezas, alegrias e tribulações Deus traz uma palavra ao nosso coração: Há esperança quanto ao teu futuro, diz o Senhor.
Na vida quando a gente perde, a gente perde e pronto. Por isso, é necessário aprender que uma derrota não significa a morte e que uma falha não nos torna em perdedores, mas nos dá a chance de ser campeões na vida. Numa entrevista, o ex-piloto de Fórmula I Airton Senna afirmou: “Vencedores aparecem todos os dias, mas tais vencedores, nem sempre são campeões, pois, quando perdem se abatem de tal forma que jamais se levantam”.
Outro ícone dos esportes, Michel Jordan disse: “Já errei mais de 9.000 cestas, errei em 28 jogos que dependiam de mim para ganhar. Digam que envelheci e que não sou mais o mesmo, mas foram esses erros que me tornaram um campeão”.
Quando olho para essa afirmação de Michel Jordan chego à conclusão de que os sonhos nos inspiram a criar, nos animam a superar e nos encorajam a conquistar. Se os seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminuídos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil.
No seu livro Nunca desista dos seus sonhos Augusto Cury diz que a vida sem sonhos é como o céu sem estrelas (CURY, Augusto. Nunca desista dos seus sonhos. Rio de Janeiro: Sextante, 2004, p.31). Os sonhos por serem verdadeiros projetos de vida, resgatam nosso prazer de viver e nosso sentido de vida, que representam a felicidade essencial que todos procuramos. Somente os sonhos nos fazem suportar uma perda irreparável. Eles lubrificam os olhos do coração.
Jeremias nos motiva a começar o ano de 2011 com esta palavra no coração: Há esperança quanto ao nosso futuro, diz o Senhor. Então comece o novo ano com esta chama viva de que Deus está no controle da nossa vida, assim esperança para hoje e para amanhã em nome de Jesus!
___________
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas