Necessitamos de prática


Não nascemos sabendo. Necessitamos de prática, em especial nos estágios iniciais, quando nos sentimos com dificuldade, desajeitados e entediados. Porém, é da vontade de Deus que vivamos por meio das vívidas trocas da graça e dos maravilhosos movimentos do amor. No entanto, nem a graça, nem o amor são possíveis sem amigos e inimigos. A oração é o meio primário pelo qual desenvolvemos nossa vida na comunidade diante de Deus, e os Salmos nos treinam nisso. Eles nos treinam a orar em companhia de outros que oraram e oram: colocam nossos joelhos no mesmo nível que outros joelhos dobrados; elevam as nossas mãos em concerto com outras mãos levantadas; unem nossas vozes em lamento e louvor com outras vozes que choram e riem. O uso primário da oração não visa à nossa autoexpressão, mas sermos nós mesmos, e não conseguimos fazer isso sozinhos. O “filho único” não é de Deus. Segue-se que essa condição primária no uso dos Salmos, orar “em cadência” com outros, também é uma condição para orá-los e aprender a orar (PETERSON, Eugene. A oração que Deus ouve. Os Salmos como guia básico de oração. Palavra, p. 35).

Comentários

Postagens mais visitadas