Eu estou com você na hora do sofrimento


- Texto para meditar: Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça (Isaías 41.10).

Quem nunca passou por sofrimento e provação?
Em algum momento da vida, mais cedo ou mais tarde somos atingidos pelo sofrimento. Em maior ou menor grau todos nós passaremos pelo sofrimento. E o nosso mestre já nos advertiu dizendo que a paz que ele dava não nos impediria de passar pelo sofrimento. Ele disse que nós teríamos aflições
Na hora do sofrimento e dar a nossa fé muitas vezes balança. Perdemos o chão e parece que a nossa mente não funciona muito. As palavras ecoam de forma sombria e distante quando tentam nos consolar. Todas as nossas emoções, pensamento do futuro ocupam horas de gemido e perturbação.
Algo doido lá dentro de nós começa a sair pelas emoções e tudo o que imaginamos toma conta do nosso ser: inquietude, desânimo, mal estar e preocupação. Quem já perdeu algum ente querido bem próximo sabe do que falo. Quem está na luta com problemas de saúde ou então com enfermidades de entes queridos bastante próximos Também sabe do que falo.
A grande verdade é que não estamos preparados para sofrer. Nós vivemos numa cultura que foge todos os dias da dor e do sofrimento. Como diz John Piper no seu livro O sofrimento e a soberania de Deus “esse é o motivo porque igrejas que pregam a teologia da prosperidade estão lotadas de pessoas”.
No texto de Isaías 41.10 percebemos um Evangelho que nos chama ao equilíbrio da vida quanto a segurança que temos em Deus diante das lutas. Aprendemos aqui que somos atingidos ao sofrer, mas sofremos para a glória de Deus. Somos atingidos ao sofrer, mas sabemos que Deus tem um propósito no nosso sofrimento.
Aprendemos que no meio do sofrimento Deus não nos abandona. Ele permanece conosco, ele é o nosso Deus, ele nos dá auxilio. Ele nos fortalece, ele nos ajuda, ele nos coloca em pé nos sustenta com a sua destra fiel e poderosa.
Este texto é uma promessa para todos que passam pelas lutas e tribulações. Nelas podemos saber que não estamos sós. Deus está ao nosso lado nos sustentando e nos consolando.
Um personagem da história da igreja que viveu essa tensão foi Agostinho de Hipona no Século 4. Após um período de vazio interior transitando pela promiscuidade e maniqueísmo, depois o neo-platonismo, encontrou alegria em Deus em frente a sua própria miséria e a um mundo dominado pelo pecado cheio de mal e sofrimento. Em suas confissões, livro 10 capítulo 1, ao escrever sobre o propósito de ter escrito o livro, ele diz:

“Ó Deus, faz que eu te conheça, meu conhecedor, que eu te conheça como de ti sou conhecido. Virtude de minha alma, penetra-a, assemelha-a a ti, para que a tenhas e possuas sem mancha nem ruga. Esta é a esperança com que falo, e nesta esperança me alegro, quando gozo de sã alegria. Tudo o mais desta vida, tanto menos se há de chorar quanto mais o choramos, e tanto mais teríamos que chorar quanto menos o choramos.”

O sofrimento é o processo em que mais percebemos a presença viva do eterno Deus conosco. Lá na hora da dor, percebemos que Deus está ali e nos ajuda a passar por ela.
O sofrimento aprofunda a nossa fé e a nossa santidade. Ele nos torna mais dependentes de Deus e mais humildes de coração. O sofrimento quando recebido e atravessado com paciência nos faz experimentar mais a glória de Deus aqui e no céu. Quanto mais sofremos por Cristo, mais glória usufruída teremos (PIPER, John e Justin Taylor. O sofrimento e a soberania de Deus. São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2008, p. 75).
Na hora da dor o eu estou com você o fortalecerá!

_________________
Alcindo Almeida é membro da equipe pastoral da Igreja Presbiteriana da Lapa em São Paulo. Casado com Erika de Araújo Taibo Almeida e pai da pequena Isabella. É autor de várias obras dentre elas: Essência da vida, Senhor, cura a minha alma! O caminho da verdadeira sabedoria, Silenciando o coração diante do Pai, Conselhos para uma vida sábia, Encontros de Jesus, Dores, lágrimas e alegrias nos Salmos e outros. Além disso, é membro fundador e um dos diretores do grupo de apoio pastoral “Projeto Timóteo”.

Comentários

Postagens mais visitadas