Deus sempre protege o seu povo


- Texto para meditar: Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e exultarei; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo; porquanto os meus inimigos retrocedem, caem e perecem diante de ti. Sustentaste o meu direito e a minha causa; tu te assentaste no tribunal, julgando justamente. Repreendeste as nações, destruíste os ímpios; apagaste o seu nome para sempre e eternamente. Os inimigos consumidos estão; perpétuas são as suas ruínas. Mas o Senhor está entronizado para sempre; preparou o seu trono para exercer o juízo. Ele mesmo julga o mundo com justiça; julga os povos com eqüidade (Salmo 9.1-8).

Davi passou por muitas lutas e agora ele considera a graça de Deus mais uma vez na sua vida. Deus trouxe vitórias na sua vida e mais uma vez ele implora a proteção de Deus, por quem ele foi libertado, e pede para Deus acabar com a soberba dos seus inimigos.
Davi diz que louvará ao Senhor de todo o coração e contará todas as maravilhas dele. Ele diz que no Senhor se alegrará e exultará. Ele diz que cantará louvores ao nome do Altíssimo. Ele louva ao Senhor pelos favores que ele recebeu na sua jornada.
Um detalhe importante que nos chama a atenção é a frase: de todo o meu coração. A Idéia no hebraico para esta parte do texto é que Davi queria ter o coração inteiramente vazado no cântico de adoração ao Senhor pelas obras maravilhosas realizadas em seu favor.
Ele quer louvar ao Deus eterno com um coração sincero e total para aquele que o defende, protege e guarde sempre.Como precisamos exercitar mais isto no coração. Como precisamos de um coração completo da adoração ao Senhor. Isto me faz lembrar de mais uma canção de Gerson Borges É de coração:

“Como descrever, como explicar. Um amor que vai de leste a oeste. E nunca mais vai terminar. Tu me conheces bem. Sabes quem eu sou. Não há como me esconder de ti. u sempre sabes onde estou. É de coraçãoTudo que eu disser, um hino de louvor, a Jesus de Nazaré. Se as palavras não mostrarem como é grande minha gratidão. Mesmo assim Senhor, recebe meu louvor. É de coração! Não vou esquecer, não vou despresar. O amor que tu me revelaste ali pra me resgatar. Tu me conheces bem. Sabes quem eu sou. Não há como me esconder de ti. Tu sempre sabes onde estou. É de coração tudo que eu disser. Um hino de louvor a Jesus de Nazaré. Se as palavras não mostrarem como é grande minha gratidão. Mesmo assim Senhor, recebe meu louvor. É de coração”!

Davi se lembra das misericórdias de Deus, do ânimo que Deus lhe deu e do socorro que Deus foi para ele na hora das perseguições. Assim de todo o seu coração carregado de retidão, ele louva de maneira sincera aquele que o socorre sempre.
Ele não só louva como quer contar as obras extraordinárias que Deus fez em sua vida. Deus o livrou das mãos de Saul e de seu próprio filho Absalão. Ele viu todos os seus inimigos caindo por terra. Nenhum dos seus inimigos prevaleceu contra ele como servo de Deus.
Davi reconhece que não foi ele que fez esta obra de vencer seus inimigos. Foi Deus que fez esta grande maravilha na sua vida. Então ele se alegra em Deus e busca sempre o favor divino na vida. Davi louva ao Senhor porque sabe que os seus inimigos retrocederam porque Deus fez isto. Eles caíram e pereceram diante do Senhor e não diante de Davi.
Davi louva ao Senhor porque sabe que ele o sustentou no seu direito e na sua causa. Ele louva ao Senhor porque sabe que Deus julgou justamente. Ele louva ao Senhor porque está entronizado para sempre e preparou o seu trono para exercer o juízo. Ele julga o mundo com justiça e julga os povos com eqüidade. Em nenhum momento ele deixa de dar graças ao Deus da sua vida e com todo o seu coração.
_______________
Pr. Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas