Crucificados com Cristo

Hoje é um dia de pensarmos na cruz, e ela mostra claramente que não precisamos lembrar do passado. Não precisamos nos lembrar mais das mentiras que praticamos e que ofenderam a Deus. Não precisamos nos lembrar mais daqueles pensamentos terríveis que praticamos e que ofenderam a Deus. Não devemos pensar que Deus nos vê como nós nos vemos. Porque ele pagou o preço da nossa pena em Jesus Cristo. A Bíblia diz que Jesus foi transpassado por causa das nossas transgressões. Jesus literalmente foi esmagado por causa de nossas iniquidades. Nós temos o perdão por causa do pagamento que Jesus teve no Calvário. Lembro-me do que Paulo disse: Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim. Literalmente ele afirma que morreu para si mesmo por causa de Cristo. Paulo disse que estava crucificado com Cristo. Ele disse que não vivia mais para ele mesmo, mas Cristo vivia nele. Nesta afirmação ele mostra que está pregado na cruz com Jesus e isto que o faz morrer para experimentar uma vida nova. Uma nova vida onde não mais ele reina, Cristo reina nele e por meio dele. E tudo isto acontece não para a glória de Paulo, não para a glória do seu ego e do seu próprio eu. Mas, para a para a glória de Jesus Cristo de Nazaré. Não pensemos que esta crucificação é fácil. Não, esta cruz que Paulo fala é aquela que provoca a morte do nosso ego, da nossa soberba, do nosso orgulho e provoca consequentemente o reinado absoluto de Cristo no nosso coração. Percebam as palavras de Paulo e vejam como ele compreendeu o que significava estar crucificado com Cristo. Tanto que por amor a ele Paulo apanhou, foi humilhado, preso, chicoteado, ele passou fome e necessidades profundas. Tudo isto aconteceu na sua vida porque ele foi tocado por Deus para viver pela cruz, em função da cruz de Cristo. Hoje nos lembramos da morte do Cordeiro divino para nos resgatar e nos fazer viver para ele. Ele levou sobre si mesmo as marcas do nosso pecado, na cruz, ele nos livrou da pena, da condenação. E a única forma de vivermos para ele, é morrermos para nós mesmos como Paulo. Que digamos as mesmas palavras que ele: Já estamos crucificados com Cristo; e vivemos não mais nós, mas Cristo vive em nós! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas