Maria Madalena - A mulher presente na vida de Jesus

Texto de João 20.1-18

Essa mulher Maria Madalena é muito especial para a história do cristianismo. Interessante que antes de conhecer ao Senhor, ela tinha uma vida miserável, morava numa cidade que ficava a oeste da Galileia, chamada Magdala. Ela não era feliz, nem se parecia com outras mulheres que moravam lá. Ela era possuída por vários demônios.
Apesar desta vida de sofrimento e pesadelos, certo dia, ouviu a voz de u homem que a tiraria para sempre do mundo de trevas e a levaria para a luz. Jesus de Nazaré a libertou daqueles demônios que a atormentavam e dominavam e a transformou numa nova criatura. Maria Madalena saiu daquele mundo de pecado e se tornou uma nova criatura. Tudo ficou para trás e agora a nova vida em Cristo a deixou leve, sensível e presente na vida do Senhor Jesus.
Através dessa vida temos algumas lições.

1.    Aprendamos a cultivar a amizade do nosso Senhor:

Maria se tornou grata ao Senhor por tudo que Ele fizera na sua vida. Olhando para o seu passado, jamais poderia imaginar que Jesus se tornaria sua amiga e o extraordinário foi que a sua vida foi restaurada e agora, o servia sempre.
É impressionante olharmos para Maria Madalena e perceber que ela seguiu fielmente ao Senhor Jesus por três anos. Ela, com outras mulheres, o servia e sustentava com os poucos recursos que possuía. Para ela, estar convivendo com o próprio Deus era um céu. Para Maria ouvir seus ensinamentos, crescendo cada dia mais era seu bem maior.
Como Maria estava sempre com o Senhor, ela pôde, então, vê-lo preso por causa da traição de Judas, sendo açoitado, acorrentado, tendo em sua cabeça uma coroa de espinhos. Maria também foi testemunha dos momentos em havia sombras da morte, os momentos de profunda dor do mestre na cruz do Calvário. Ela pode chorar sua dor, ela viu sua agonia e angústia quando recebeu nossos pecados naquele madeiro.
Ela foi até o tumulo no jardim e lá chorou pelo mestre e ficou algum tempo provavelmente refletindo sobre os momentos profundos que esteve ao lado do mestre. Que mulher preciosa essa Maria Madalena, pois esteve com o mestre nos três anos de ministério. Ela desenvolveu uma amizade profunda com ele. Ela viu todos os momentos do mestre, seu tempo de alegria, tristeza, oração, pregação, falas profundas sobre o Reino. Momentos de tensão na caminhada com homens e mulheres. Que privilégio dessa mulher ter esse contato com o mestre.
Precisamos cultivar amizade profunda com o nosso Senhor. Precisamos reverencia-lo como Maria o fez. Precisamos estar próximos dele como ela o fez. Precisamos ouvir as batidas do seu coração como ela o fez.

2.    Acreditemos nas palavras do nosso Senhor:

Quando olhamos para Maria Madalena percebemos que ela estava entre as mulheres que assistiram à morte de Cristo. Ela estava entre as mulheres que viram Nicodemos e José de Arimatéia tirarem o corpo já morto de Jesus da cruz. Ela estava entre as mulheres que os viram envolver o Senhor morto em mirra e aloés e estava entre as mulheres que viram o sepulcro do Senhor ser fechado com uma grande pedra.
Depois que Maria foi transformada pelo Senhor tendo saído os demônios da sua vida, ela nunca mais abandonou o Senhor. Ela confiava tanto no mestre e nas suas palavras que nem mesmo após sua morte, ela deixou de estar próxima dele. O texto de João 20 diz que antes do sol nascer, ela chegou junto ao túmulo levando consigo algumas especiarias e notou que a pedra havia sido removida. Viu as faixas de linho no chão e o pano que envolvia a cabeça estava separado em outro lugar. Com o coração transtornado, ela chorou e foi correndo para ter com Pedro.
O texto diz que Maria ficou lá junto a entrada do túmulo e ela viu duas pessoas vestidas de branco e sentadas onde Jesus havia sido colocado. Eles disseram: Mulher, por que choras? Ela lhes disse: Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram (João 20:13). Maria chorava e falava ao mesmo tempo, mas, quando ela se virou, viu Jesus em pé. A verdade é que ela não o conheceu. Então o Senhor, amorosamente, chamou pelo seu nome: Maria! Agora, ela conheceu que quem estava ali era o Senhor. Emocionada e feliz ela respondeu: Rabôni que significa Mestre!
A alegria invadiu seu coração por saber que o seu Redentor estava vivo. Aquela moça que tinha passado por tantas lutas, tristezas e quando se encontrou com Jesus, sua vida foi transformada de tal forma que sua esperança renasceu. E quando vira o Senhor pendurado naquela cruz e sendo morto, a dor derrubou o seu coração e provocou uma lacuna enorme na sua alma. Mas, agora ela identifica a voz que fala com ela: Mulher por que choras? E novamente diz: Maria! Então ela reconhece a esperança da sua vida e coração.
Jesus está vivo e tudo voltou a ter sentido no seu coração. Ele podia crer nas palavras do Cristo sobre sua morte e ressurreição!  E as palavras do mestre para o seu coração foram: Subo para meu Pai e vosso Pai, para meu Deus e vosso Deus. E Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: Eu vi o Senhor! E contou-lhes tudo o que ele lhe dissera.
Que a graça do Senhor caia sobre nós para que sejamos pessoas como Maria, cujo coração e vida eram centrados em Jesus de Nazaré!


Pr. Alcindo Almeida – membro da equipe pastoral da IP Alphaville.

Comentários

Postagens mais visitadas