Sensibilidade para perdoar

José foi um homem tão relacional e envolvente que ele ajudou pessoas a influenciarem outras pessoas. Ele tinha um senso profundo do chamado de Deus para servir outros. O Eterno Deus moldou seu servo através de muitos sofrimentos e provas. Vejam que ele teve sensibilidade para perdoar Potifar que o jogou na prisão injustamente, perdoou a esposa dele. Ele passou por provações que o ajudaram a construir relacionamentos perdoadores na vida. Imaginemos depois que Deus o levou à posição de primeiro ministro do Egito. Ele foi tirado das algemas da prisão para exercer autoridade absoluta sobre todo o Egito, ao lado do próprio faraó. 
Percebam que ele não foi motivado pelo poder ilimitado para despejar a vingança sobre seus irmãos invejosos ou da esposa mentirosa de Potifar. José tinha tudo para se vingar dos seus irmãos. Ele poderia pegar o seu batalhão de soldados egípcios e acabar com Rubem, Judá, Simeão e os demais. Ele poderia apenas salvar seu pai, Diná e Benjamim seu irmão mais novo. Ele poderia fazer isto e tudo ficaria absolutamente tranquilo. Mas, José é revestido da visão de Deus, trata seus irmãos com o perdão no coração. 
Deixo algumas dicas para o nosso coração:

  • Quando nos jogarem no poço da vida não nos esqueçamos que Deus nos colocará em pé.
  • O poço da vida pode ser usado por Deus para fazer o bem em nossa caminhada.
  • Quando alguém da família nos machuca Deus transformará essa dor para perdoarmos no nome dele.
  • Não deixemos a vingança tomar conta do nosso coração nunca e aprendamos a perdoar como José perdoou todos que o abandonaram na vida (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas