Meditando em Marcos 1.7


João pregava dizendo: Após mim vem aquele que é mais forte do que eu, do qual não sou digno de, abaixando-me, desatar a correia das suas alparcas. O kerygma (pregação) de João Batista passa pela afirmação de que Jesus é maior, é o grande profeta do céu. Ele se considera tão indigno de servir a Cristo que mostra um exemplo profundo sobre a humildade de uma pessoa que reconhece Jesus como Senhor absoluto sobre tudo e todos. João não se sente mais que os outros, mais que seu mestre. Ele aplica a humildade no seu coração e diz que há um maior do que ele, alguém que fala com mais autoridade, alguém que batiza com fogo, alguém que fala palavras vivas. João faz Cristo aparecer e ele diminuir. João mostra que Jesus é o máximo e ele um servo menor. Humildade profunda desse homem chamado João Batista! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas