Crescimento e maturidade na vida

Na vida de José, filho de Jacó, nada é tão rápido. Ele tinha 17 anos quando foi preterido pelos seus irmãos. No Egito passou um tempo como escravo e pelas somas parece que foi ver seus irmãos com mais de 30 anos. No meio de tudo isso, José sofre, chora, lava porcos, lava os pés de Potifar e sua esposa, é acusado de abuso da mulher do chefe, é jogado numa prisão sem ter feito nada de errado, ao contrário, foi para lá justamente por ter feito o correto, não abrir mão de uma consciência cristãs. Pensemos sobre esses detalhes na nossa jornada:

1. Os desígnios e os planos de Deus são realizados no meio da dor.
2. Assim como foi com José, as dificuldades geram crescimento e maturidade na vida.
3. Nos caminhos duros da vida Deus continua nos amando e traçando os mosaicos da nossa história (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas