Integridade

“E, desde que fizera José mordomo de sua casa e sobre tudo o que tinha, o Senhor Deus abençoou a casa do egípcio por amor de José; a benção do Senhor estava sobre tudo o que tinha, tanto em casa como no campo” Gênesis 39:5 (leia Gn 39:1-6).

A integridade é uma das virtudes mais ausentes em nossa sociedade pós-moderna. Contemporizam-se princípios. Menosprezam-se valores que poderiam edificar relações muito mais saudáveis.
E a integridade é crucial para o sucesso e realização do ser humano, tanto profissionalmente, como em seus relacionamentos. É extremamente difícil, para não dizer insuportável, o convívio com uma pessoa que não demonstre integridade em sua conduta.
Stephen R. Covey, autor de “Os sete hábitos das pessoas altamente eficazes”, escreveu sobre a integridade dizendo: “Se eu tentar usar estratégias para influenciar pessoas e táticas de como agir para que outras façam o que eu quero, trabalhem melhor, fiquem mais motivadas, gostem de mim e também umas das outras, enquanto que o meu caráter é fundamentalmente falho, marcado por duplicidade e falta de sinceridade, então, a longo prazo, não posso ser bem-sucedido”.
O texto de Gn 39:1-6 descreve a história de um homem marcado pro profundas experiências que tornam-se riquíssimos ensinamentos para o nosso dia a dia e nossos relacionamentos, quer no âmbito da família, quer no contexto social e profissional.

A integridade está nas pequenas coisas

Isso é fundamental no cultivo de relacionamentos saudáveis.
Muitos pensam que podem fazer o que quiserem nas pequenas coisas (nenhum grande deslize). Porém, princípios éticos não são flexíveis (mentira é mentira; roubo é roubo).
A verdade é que se você não pode confiar em uma pessoa em todos os aspectos, ela não é confiável. Philips Brooks, líder religioso do século XIX, sustentava que “o caráter é forjado nos pequenos momentos de nossas vidas”.
Nossa integridade deve ser vivenciada e demonstrada em cada detalhe, em tudo o que se faz. O que acontece é que a integridade o desafiará sempre a manter uma postura de honestidade consigo mesmo, para com os outros, e isto pode torná-lo vulnerável diante das situações. Seja autentico e verdadeiro. Isso irá promover respeito daqueles que convivem com você, e irá inspirá-los.
A integridade nunca será alcançada por atitudes de auto-promoção. “Exigir respeito é como caçar uma borboleta. Cace-a, e você nunca a pegará. Sente-se quieto, e pode ser que ela pouse em seu ombro. O filósofo francês Blaise Paschal perguntou, “Você quer que as pessoas falem bem de você? Então nunca fale bem de você mesmo”.
Talvez seja por isso que a Bíblia diz: “Que outros façam elogios a você, não a sua própria boca” (Pv 27.2).

 
A integridade é uma tarefa interior

Não é olhar para fora de si e justificar suas deficiências.
Nossa integridade não é determinada pelas circunstâncias. Diante das diferentes circunstâncias é que vamos expor a natureza de nossa integridade.
No momento de crise é que a pessoa mostra o que ela realmente é, e do que ela é feita. Não é a crise que faz a pessoa. Aliás, concordo com a observação de que o que a vida faz com você depende do que ela encontra em você.
José poderia ser desleal, desonesto, pois a circunstância o expunha a escravidão e ao serviço. “O Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José”.

A integridade é sua melhor escolha

Sua integridade manterá suas prioridades no lugar certo. Você terá de fazer algumas escolhas difíceis, mas valerá a pena.  Seus princípios devem nortear suas escolhas e decisões – confie neles de forma irrestrita. As oportunidades de fraquejar e ceder contra seus princípios estarão sempre à vista. Muitas vezes a escolha será difícil. Talvez represente uma derrota aparente, mas creia em sua vitória final.

Concluindo:

Seu desafio será comprometer-se com uma vida integra. Portanto, as grandes necessidades são integridade e um propósito elevado.
Comprometa-se com a honestidade, a confiabilidade, e a boa reputação. Salomão nos diz que “um bom nome é mais desejável do que grandes riquezas” (Pv 22.1). Por isso, a boa reputação é reflexo de bom caráter. D. L. Moody escreveu: “Se eu cuidar de meu caráter, minha reputação cuidará de si”.
Que Deus o abençoe rica e abundantemente,
Em Cristo,

____________
Rev. Hilder C Stutz

Comentários

Postagens mais visitadas