COSTA, Ricardo. Diálogos na cabana. Brasília: Palavra, 2009.

O livro de William P. Young, A Cabana, encontra-se entre os livros mais vendidos de ficção nos últimos 6 meses. A pergunta que tenho a fazer é por quê?
O que leva esse livro que, por um lado, apresenta um conceito teológico de Deus que vem do Cristianismo Ortodoxo, a Trindade, e por outro, a figura da pessoa de Deus mostrada de um modo tão heterodoxo, duas mulheres e um homem e nenhum deles é ocidental (branco), alcançar tanto sucesso?
Penso que a resposta a essa questão é que o livro trata de algumas temáticas que estão no coração de todos nós, mesmo que na maioria das vezes não queiramos pensar nelas, ou lidar com elas, pelos mais diversos motivos.
Quero convidar você a, nesse mês, caminharmos juntos com Mack de volta a Cabana. E, a partir de um diálogo com questões levantadas no livro, também nos depararmos com nossos medos, preconceitos, “pré-juizos”, na esperança de encontrarmos no final desses diálogos uma compreensão maior e mais profunda de Deus, de nós mesmos e da realidade que nos cerca. Então, a porta está aberta, entre e sente-se à mesa com Elousia (Papai), Jesus e Sarayu, e vamos num diálogo com as Escrituras, descobrir o que Papai tem preparado para cada um de nós.
Contém 136 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas