Cristo é a nossa redenção

- Texto para meditar: Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos nossos pecados (Cl. 1.14).

Há um problema sério dentro de nós. A raiz de todos nós é lá do Éden. É a raiz do pecado que é de todo filho de Adão. Todos nós fomos contaminados pela raiz do pecado. Todos nós em Adão nos viramos contra o Deus da graça e carregamos agora a nossa luxúria e devassidões do coração. A nossa natureza ficou manchada pela impureza do pecado. O que precisamos como resgate?
Precisamos urgentemente de uma palavra profunda: redenção. Precisamos do perdão dos nossos pecados passados, presentes e futuros. E só uma pessoa santa, imaculada, pura e separada de todo pecado é que pode trazer esta redenção ao nosso coração.
Nós não podemos fazer isto. O Salmo 49.7-8 mostra que a redenção da vida é obra exclusiva de Deus. Homem algum pode remir e nem dar a vida por outro homem. A imortalidade no sentido de vida eterna, só pode vir através de um homem santo e separado de qualquer culpa, culpa esta que foi imputada pelos nossos primeiros pais Adão e Eva. Somente Cristo pode redimir homens e mulheres da pena de dívida que há entre criador e criatura.
A realidade ensinada para nós é que somente Cristo pode fazer por homens redimidos aquilo que chamamos de Expiação Vicária: o fiador assume as responsabilidades legais daqueles que são pecadores, que são transgressores da Lei. Esta expiação é apresentada pela parte ofendida. Deus é quem apresenta o sacrifício, ou seja, ele se dá em resgate de pecadores.
A dívida do ofensor é eterna, é impagável por um ser humano próprio para garantir vida eterna, ou então, pecador por pecador. Por isso, só um Deus santo e imaculado que pode pagar a dívida de outro pecador. Tem que ser alguém sem débito e sem mancha para cumprir a Lei de maneira perfeita. Com aqueles que Deus é misericordioso, ele aplica a sua justiça vicariamente. Então com estes ele não pode aplicar a sua justiça pessoalmente e, sim, vicariamente, ou seja, por uma maneira chamada de: substituição. Deus manda Jesus em nosso lugar para pagar a pena que era contra nós (A cédula de dívida conforme Paulo observa em Colossenses 2.14). O que acontece na expiação vicária?
Deus realiza vicariamente o perdão do seu povo escolhido. Ele manda o seu próprio Filho à cruz para satisfazer a justiça em punir o pecado do seu povo. Ou seja, na cruz do Calvário Jesus é punido em nosso lugar.
Paulo mostra claramente isto em II Cor. 5.14, 15 e 21: Pois o amor de Cristo nos constrange, porque julgamos assim: se um morreu por todos, logo todos morreram; e ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.
Cristo nos substituiu e trouxe redenção pelo seu sangue precioso. Hoje temos de volta a comunhão do Paraíso por causa do amor redentivo do Cordeiro. O nosso Redentor divino trouxe paz e reconciliação para nós diante do Pai. Não vivemos mais nas trevas da vida e sim no Reino da luz. Ele é o nosso redentor que se fez pecado por nós para que tivéssemos vida nele. Isto é redenção gloriosa.
Louvado seja o nome do Senhor!
____________
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas