Lendo as Sagradas Escrituras


- Texto para a reflexão: A soma da tua palavra é a verdade, e cada uma das tuas justas ordenanças dura para sempre (Salmos 119.160).

Nas Sagradas Escrituras, devemos buscar a verdade, e não a eloqüência para nosso status humano. O livro sagrado deve ser lido com o mesmo espírito que o ditou. Nas Escrituras devemos buscar nosso proveito da santidade de vida através do temor e reverência diante dela.
É verdade que devemos fazer a leitura dos livros simples e piedosos, como a dos sublimes e profundos. Não podemos deixar em hipótese alguma de ler o Livro que tem toda a autoridade divina. Quando lemos com puro amor a verdade passamos a encarnar dentro de nós o Reino de Deus com todo o seu poder e majestade.
Olhando para a realidade da Escritura percebemos que os homens passam, mas a verdade do Senhor permanece eternamente (Salmo 116.2).
O Salmo 63.6 afirma algo sério e profundo sobre o tempo com Deus na sua Palavra: Quando me deito lembro-me de ti; penso em ti durante as vigílias da noite. Meditar é um termo muito leve para o que está sendo especificado. Meditar parece mais adequado ao que faço em uma capela silenciosa, de joelhos no altar. Ou o que minha esposa faz sentada em um jardim de rosas com a Bíblia aberta sobre o colo. Mas, quando Davi meditava, ele experimentava e saboreava a Palavra de Deus. Ele aguardava com ansiedade e comia aos bocados as palavras doces e temperadas que dão água na boca e energizam a alma. Não é por acaso que Salmo 34.8 ele disse: Provem e vejam como o Senhor é bom.
Um leitor cuidadoso do texto sagrado entende o espírito da palavra quando medita nela e quer ler mais, mais e mais. Porque no livro santo ele encontra alimento, direção e renovação para o seu coração.
Como Eugene Peterson diz:

“A linguagem, falada e escrita, é o meio principal para nos apresentar ao que existe, ao que Deus é e ao que está fazendo. Trata-se, no entanto, de uma linguagem de certa estirpe, e não de palavras separadas de nossa vida, as mesmas utilizadas em listas de supermercado, manuais de computação, gramáticas francesas e livros de regras de basquete. O objetivo direto ou indireto dessas palavras é entrar em nós, trabalhar em nossa alma, formar uma vida de acordo com o mundo que Deus criou, a salvação que ele ordenou e a comunidade que ele reuniu. As Escrituras Sagradas constituem documento original, a fonte de autoridade, a obra do Espírito definitiva em toda a verdadeira espiritualidade” (PETERSON Eugene H. Maravilhosa Bíblia: A arte de ler a Bíblia com o espírito. São Paulo: Mundo Cristão, 2008).

Toda vez que abrimos o livro sagrado percebemos que, a cada página, ele nos tira da defensiva, nos surpreende e atrai para uma realidade própria, induzindo-nos a um envolvimento com Deus nos termos divinos. Ele nos ensina, exorta e edifica o nosso coração todos os dias e nos fala diretamente o que Deus deseja para nós como seus servos e amigos.
Que ele nos dê graça para valorizarmos a leitura das Sagradas Escrituras!
____________
Alcindo Almeida

Comentários

Jean Francesco disse…
Salve!
Muito legal sua reflexão pr. Alcindo.
Normalmente são divulgadas as programações da IP Lapa aqui na IP Penha...
sou seminarista!
continue postandooo!

Abraço!

Jean
Alcindo Almeida disse…
Obrigado pelo comentário Jean...
Um ab
Alcindo

Postagens mais visitadas