Vivendo uma fé bíblica

Salomão afirma em Provérbios 4:18: Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.
A espiritualidade cristã tem sido sacrificada. Neste mundo perverso, temos de deixar de absolutizar o relativo. A nossa cultura tem como único valor real aquilo que traz proveito imediato. Hoje vivemos uma realidade pós-moral. Era um dever ser moral e cultivar valores há alguns anos. Hoje, a moral é indolor. Ela não requer nenhum sacrifício na vida. Só que quando brilhamos como luz de Deus, voltamos a cultivar a Palavra de Deus no coração e nossa atitude é carregada de uma moral que não é legalista, mas bíblica. Porque o livro da sabedoria ensina que devemos ser fiéis à nossa esposa, por isso seremos. 
O livro da sabedoria ensina a amar o outro com honra e honestidade por isso, não roubaremos o nosso semelhante. Ensina-nos a trabalhar honestamente, por isso, não faremos nenhuma falcatrua no trabalho. 
Em nome de Jesus Cristo de Nazaré, precisamos viver não um cristianismo de cinismo diante de uma fé comercial e humana. Uma fé sem ligação com um coração sincero e real. Não há um compromisso verdadeiro com a fé bíblica no coração. Não, mil vezes não! 
Temos de viver uma fé bíblica que se volta para as instruções da verdade bíblica de Deus. E assim brilharemos como a luz da aurora em todo o tempo. Uma vida que brilha como a luz da aurora é a que possui uma direção espiritual e que tem o Espírito Santo reabilitando a singularidade da vida humana diante do Criador. Isso nos convida para superar as fronteiras que separam o ser humano de Deus, das pessoas e de si mesmo. O Espírito Santo restaura essas fronteiras na vida humana. É uma presença do Espírito que promove a singularidade de uma pessoa fazendo com que ela brilhe como a luz da aurora.
Que o Eterno Deus tenha compaixão de nós para que vivamos o Evangelho que nos torna justos pela graça e nos faz brilhar em Cristo, tudo para a gloria e louvor dele sempre. (Alcindo Almeida)

Você também pode gostar

0 comentários