Modelo de humildade

João Batista é um modelo de humildade para o coração da gente, ele disse: É necessário que ele cresça e que eu diminua. Essa é uma das declarações mais belas das Escrituras, uma declaração profunda e difícil para se viver. Essa declaração é uma necessidade básica e singular para qualquer pessoa que anda com Jesus. Essa declaração nos ajudará a sermos menos invejosos, menos soberbos, menos ciumentos e menos contenciosos. Ela promoverá um crescimento profundo, pois quando buscamos o crescimento, o engrandecimento de Cristo, aparecemos menos e a glória de Deus não é roubada por absolutamente ninguém. 
Vivemos dias difíceis em que o ser humano quer aparecer a qualquer custo, mesmo que às vezes ele tenha que tirar alguém de um lugar que ocupa. João Batista dá uma lição para o coração soberbo que se acha o “super ser” do mundo. Ele se ausenta de qualquer inveja e grandeza por causa da chegada daquele que seria maior do que ele, Jesus Cristo. Ele mostra uma grandeza com esplendor de generosidade e humildade dizendo: É necessário que ele cresça e que eu diminua.
Essa atitude de João Batista tem que fazer parte da nossa vida. Precisamos de humildade para reconhecer que Jesus é maior do que nós. Nós somos apenas servos e servos inúteis na presença dele. O melhor que fizermos para ele, ainda é muito pouco, pelo que ele fez na cruz por nós. Precisamos reconhecer que somos miseráveis e precisamos depender dele. Isto é dar a devida glória, o devido lugar ao Senhor Jesus Cristo. Compreendemos muitas coisas na realidade humana, mas na humildade é que encontramos a maneira apropriada de reconhecer que somos insuficientes e que Deus é maior do que nós. Ser humildade diante de Deus, é reconhecer, é ter consciência da nossa própria fraqueza humana. 
A trajetória apresentada por João Batista é a do anonimato, a de ser simples e obscuro, de lutar contra o pecado e todas as tentações, como uma amiga sábia disse hoje pela manhã para mim. Que o Eterno nos dê a graça de permanecer no anonimato e que o Senhor Jesus cresça em nós para a glória dele sempre! (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas