Leituras no mês de janeiro de 2011

SWINDOLL, Charles R. Série Heróis da Fé - José. São Paulo: Mundo Cristão, 2000. Nenhuma família em nossos dias é mais disfuncional que a de José. Ninguém é confrontado hoje por uma tentação maior do que a oferecida a José pela mulher de Potifar. Fé nenhuma é mais desafiada do que a de José na cela da morte numa prisão egípcia. Todavia, José se manteve firme, dando-nos exemplo do que é possível quando pessoas comuns continuam em comunhão com Deus. Contém 280 páginas.

NEWBERRY, Tommy. O princípio 4:8. São Paulo: Mundo Cristão, 2008. A receptividade ao livro foi tamanha que a mensagem central da obra se espalhou rapidamente boca a boca: A alegria é uma escolha, e é totalmente previsível. Pelo menos é isso que indica a leitura que Newberry faz do texto bíblico de Filipenses 4:8: A Bíblia possui o mapa do caminho para a felicidade, e ele é muito mais descomplicado do que poderíamos imaginar. Contém 216 páginas.

FOSTER, Richard. Rios de água viva. São Paulo: Vida, 2008. O autor explora as seis maiores tradições da espiritualidade cristã e o papel de cada uma delas na renovação espiritual. Nosso soberano Deus está unindo corações que buscam pelo profundo rio da intimidade, das vidas santas, das danças de júbilo no Espírito e do amor incondicional por todas as pessoas. Ele destaca o caráter duradouro de cada tradição no meio de uma fé constantemente envolvente e mostra como diversas práticas, dos estudos individuais e do refúgio às disciplinas de culto e comunidade, são elementos essenciais de crescimento para a maturidade. Foster examina as contribuições únicas de cada uma dessas tradições e oferece como exemplos as histórias inspiradoras de fiéis cujas vidas personificam cada um desses “rios”. Contém 528 páginas.

SCHAEFFER, Francis A. A igreja no Século 21. São Paulo: Cep, 2010. Os livros de Francis Shaeffer se tornaram um marco na história do pensamento cristão e influenciaram gerações de leitores. Nesta edição reunimos quatro de seus mais notáveis títulos. Ao lado de O Deus que intervém, O Deus que se revela, Como viveremos, Josué e a história bíblica, Morte na cidade, Não há gente sem importância, A obra consumada de Cristo, Poluição e a morte do homem e Verdadeira espiritualidade, todos publicados no Brasil pela Cultura Cristã, estas obras compõe o que há de melhor na bibliografia desse grande pensador. Contém 352 páginas.

PIPER, John. Quando eu não desejo Deus. São Paulo: Cep, 2010. Por mais de 30 anos, John PIper tem anunciado que "Deus é mais glorificado em nós quando estamos mais satisfeitos nele". O que fazer, porém, se não nos alegramos no Senhor como devemos?Se abordasse apenas um detalhe do compromisso cristão, este livro não teria tanta importância. No entanto, trata-se de algo essencial. Como lutar pela alegria em Deus? Com um coração pastoral e uma paixão radical pela glória de Cristo, John Piper nos ajuda a responder essa pergunta. Contém 240 páginas.

ELLUL, Jacques. Políticas de Deus e políticas dos homens. São Paulo: Fonte Editorial/Novo Século. No presente livro Políticas de Deus e Políticas dos Homens, o qual li em 1988, Ellul mostra qual é a única possibilidade da comunidade dos discípulos participar da ação política no mundo sem ideologizar Deus e o Evangelho. Ellul toma o profeta Eliseu. Contém 216 páginas.

WANGERIN, Walter. O livro de Jesus. São Paulo: Mundo Cristão, 2006. Quando se aventurou a fazer uma narrativa romanceada das passagens bíblicas, Walter Wangerin estava pisando em terreno perigoso. E sabia disso. Para os cristãos mais conservadores ou ortodoxos, dar nova roupagem aos relatos das Escrituras poderia soar como uma afronta, ou mesmo heresia. No entanto, a reação do público e da crítica a O livro de Deus foi extremamente positiva, a ponto de gerar a idéia de uma trilogia, cujo segundo volume, O livro de Paulo, tornou-se outro best-seller. A apresentação romanceada dos fatos que envolvem o nascimento, a obra, a morte e a ressurreição do Mestre transporta o leitor aos mesmos ambientes onde os verdadeiros personagens viveram. Ricas em pormenores, as tramas desenvolvidas pelo autor dão um peso ainda maior à dramaticidade dos episódios narrados nos quatro evangelhos. Fé, emoção, intrigas, ação, todos os elementos que compõem um bom romance estão nesta adaptação fantástica, que em nada compromete a reverência que os relatos bíblicos merecem. Contém 448 páginas.

WANGERIN, Walter. O livro de Paulo. São Paulo: Mundo Cristão, 2002. Acompanhe Saulo de Tarso numa viagem do Templo de Jerusalém e o martírio de Estêvão até um encontro transformador com Jesus na estrada para Damasco. Visite cidades que não existem mais. Reviva os olhares e as atitudes de cidadãos romanos e culturas estrangeiras. Seja uma testemunha das viagens do homem que levou o cristianismo a amigos, inimigos, líderes e escravos de seu tempo. Conheça o homem Paulo e sua história. Uma festa de cores e detalhes que trazem à vida o primeiro século - e mais impressionante ainda - a Bíblia. Não importa a sua religião; este livro é uma boa fonte de detalhes de uma das mais intrigantes histórias já contadas. Contém 496 páginas.

GRUN, Anselm. As exigências do silêncio. Rio de Janeiro: Vozes, 2004. Anselm fala sobre a necessidade urgente de termos silêncio no meio de toda a agitação da vida. Silêncio para o coração ouvir Deus. Livro excelente!! Contém 85 páginas.

GRUN, Anselm. Eu lhe desejo um amigo. Rio de Janeiro: Vozes, 2003. O autor assume algumas vozes que se manifestaram sobre a amizade na história da filosofia, da teologia e da poesia e faz uma belíssima reflexão sobre a arte de ser e de ter um amigo. Contém 102 páginas.

Comentários

Postagens mais visitadas