Referencial em Aba Pai

Temos avançado tanto na tecnologia, que quando falta a energia nos sentimos perdidos como alguém que está no escuro. A grande pena é que não avançamos tanto assim nos relacionamentos. Ao contrário, o individualismo tem criado em nós um falso sentido de liberdade e realização, que compromete o espírito de comunhão e a natureza relacional do homem. Como diz Ricardo Barbosa no seu livro O caminho do coração: “A orfandade além de criar um vazio relacional, provoca uma vulnerabilidade espiritual grande em nosso meio”. Como precisamos da figura do Pai em nosso viver, ela não só resgata o significado da missão e da vocação, como resgata a nossa identidade humana. O Pai nos liberta de um mundo fechado e egocêntrico para o das relações e afetos. Ele nos liberta dessa individualidade que nos faz sentir órfãos em potencial. Ele nos dá identidade no meio dessa orfandade. Ele nos dá sentido no meio do mundo perdido e superficial. Que nós busquemos o referencial no amado Aba Pai, aquele que nos dá sentido e identidade (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas