Um homem humilhado

É duro saber que o filme 12 Anos de escravidão é real. Ver um homem músico, pai de família, que acorda um dia transformado num ser rastejante, que todos calcam, e esmagam, e fazem rodar o pé, até desaparecer não o homem, mas o próprio conceito de homem. É isto ser escravo, ser desapossado da sua própria identidade, ser propriedade de alguém, dos mais lunáticos, sádicos, boçais donos de plantações como era o tal Eppsl.

Comentários

Postagens mais visitadas