Uma linguagem teológica

Precisamos de uma teologia que nos desperte para um relacionamento pessoal e verdadeiro com Deus. Em outras palavras, uma teologia e uma linguagem teológica que nos aponte o caminho da oração; que nos conduza e inspire a “amar a Deus de todo coração, alma e entendimento”; que seja mais pessoal, afetiva e comunitária, e não apenas acadêmica (Ricardo Barbosa).

Comentários

Postagens mais visitadas