Temos um ego do tamanho da soberba

A grande verdade é que nos achamos melhores do que os outros. Então, para não ficar para trás, julgamos, medimos e condenamos as pessoas. Esse é o coração miserável que Jeremias fala no capítulo 19 do seu livro. Somos os justos cheios de justiça própria. Nós nos julgamos bom demais, e as vezes parece que Deus depende de nós de tão bons que somos. Somos algumas vezes parecidos com aqueles fariseus que viviam questionando o mestre em tudo o que ele dizia e fazia. Eles cuidavam tanto da vida dos outros e nem eram capazes de perceber o quanto eram perdidos na sua arrogância e justiça própria. Eles julgavam a mulher pecadora, mas eram piores do que ela. Eles julgaram Jesus por tomar um café na casa de Zaqueu, mas eram piores do que Zaqueu no coração e na mente. Nosso Deus! Que capacidade é essa de julgamos os outros e não olhar para nós mesmos e percebermos que somos tão pecadores e miseráveis como qualquer outro!
Que o Eterno na sua graça nos livre dessa arrogância!
__________
Alcindo Almeida

Comentários

Postagens mais visitadas