Alegria e brilho

Davi diz no Salmo 100.2 que devemos servir ao Senhor com alegria e nos apresentar com canto nos lábios. O servente de Deus, o escravo de Deus deve se apresentar com riso, com um brilho e regozijo no serviço ao seu Senhor. O ato de servirmos ao Senhor trabalhando para ele, deve ser com adoração alegre, com um brilho no rosto.
Quando vimos para a casa de Deus para servi-lo, devemos fazê-lo com alegria, com um semblante vivo e alegre. Esta ação está ligada à obediência diante do Senhor. Pois, ele nos exorta para que o sirvamos com alegria, com brilho no rosto, com regozijo e com alegria.
Esta é uma questão muito séria em nosso meio, pois, quem é servo faz tudo para Deus com alegria e como um ato de adoração. Mas, a realidade não parece ser esta. Porque por vezes, fazemos algo para Deus sem alegria, sem responsabilidade e sem obediência e sem seriedade. É importante compreendermos que a ideia do verbo servir aqui no texto é a de trabalhar como criado para alguém superior é ser um servente, um escravo. Assim Deus nos chama para sermos seus serventes com alegria e brilho nos rostos (Livro: Poesia e oração).

Comentários

Postagens mais visitadas