Renove a esperança no meio do desânimo


A palavra ânimo significa “alma, espírito, coragem, vontade” e quando nos encontramos desanimados é sinal de que nossa alma está doente, insatisfeita com algo ou alguém. Nesse momento é que percebemos a necessidade urgente do mergulho profundo, para conhecer e observar nosso interior e descobrir o que ou quem está nos ferindo e nos machucando. O desânimo faz com que fraquejamos na fé em Deus.
No texto de Lamentações 3 Jeremias está desanimado, não por causa dele mesmo, mas, pelo cativeiro do povo de Israel na Babilônia, pois o povo estava sem pátria. Então ele fala de aflição, amargura, absinto e fel. Jeremias fala que está abatido dentro da sua alma. Parece que muitas vezes nos encontramos da mesma forma, parece que nada dá certo e que um caminhão de areia caiu sobre a nossa cabeça.
No meio de tudo isso, vem ao coração um texto que fala da esperança no meio da dor, da aflição e da angústia. O texto diz: Quero trazer memoria aquilo que pode me dar esperança.

Jesus Cristo é a nossa esperança como Paulo afirma em I Timóteo. A nossa esperança amanhece conosco, percorre o dia todo e, quando anoitece, ela está ainda mais fortalecida dentro de nós. Quando o pensamento estiver confuso e as ideias não forem decifráveis, não desistamos! Lembremos que a esperança que me move o nosso coração está dentro de nós sempre! Quando o nosso caminho estiver nebuloso e as nossas chances diminuídas, lembremo-nos da esperança que devemos ter sempre que é Jesus Cristo de Nazaré. Ele é fiel, ele é misericordioso e amoroso na nossa vida, essa esperança está viva dentro de nós sempre (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas