496 Anos da Reforma Protestante


Os movimentos do renascimento e iluminismo influenciaram o protestantismo, de sorte que houve a libertação da ignorância, do medo que havia na época e aconteceu a abertura para a fé racional que foi trabalhada pelo entendimento das Escrituras Sagradas. Na Alemanha aparece o grande pensador e estudioso das Escrituras – Martinho Lutero. Ele traz a Bíblia para o povo e com a descoberta da Imprensa por Gutemberg, o povo alemão teve acesso às Escrituras Sagradas. Em Genebra aparece o francês João Calvino que traz uma compreensão e interpretação preciosa sobre as Escrituras. Ele escreve o comentário da Bíblia toda com exceção de Apocalipse. Também escreve um Tratado da Religião Cristã, então a espiritualidade no fim da idade Média é racional e envolvida com o conhecimento das Escrituras. Neste período a ênfase está Palavra de Deus. Agora tem uma libertação do povo acerca ignorância do ensinamento da Igreja Romana. E com isto, o homem tem acesso às verdades da Palavra de Deus. Daí o grande ensino é:

Só a Escritura é a regra inerrante da vida da igreja;
A salvação é realizada somente pela obra mediadora do Jesus histórico;
Somos resgatados da ira de Deus unicamente pela sua graça;
A nossa justificação é somente pela graça por meio da fé;
A salvação é de Deus e realizada por ele e tudo para a glória do próprio Deus. 

Bendito seja o Eterno Deus por ter usado homens para promover esse processo de reforma para que o povo não fosse iludido pela mentira, mas impactado pela verdade das Escrituras Sagradas (Alcindo Almeida).

Comentários

Postagens mais visitadas