Estudo 17

Mical: uma mulher sem muitas certezas na vida
(I Samuel 19.11-17) 
O nome da filha do rei Saul significa quem é como Deus? era Mical. Ela foi a primeira esposa de Davi. Não podemos dizer que ela foi a esposa ideal, a esposa que estava no centro da vontade de Deus. Mas, mesmo assim, ela fez parte do plano do Senhor para a vida de Davi.
Ao lermos I Samuel 19 vemos que o rei Saul planejava matar Davi. Ele começou a perceber que o Senhor estava com Davi e que sua filha, Mical, amava o marido. O ciúme começou a tomar conta da sua vida. Em I Samuel 19.11 diz: Porém, Saul mandou mensageiros à casa de Davi, que o guardassem, e o matassem pela manhã. Mical soube do plano de seu pai e, como uma esposa que, depois do Senhor, colocava seu marido em primeiro lugar em sua vida, avisou a Davi e o ajudou num plano de fuga eficaz. O texto diz que Mical desceu a Davi por uma janela e ele se foi, e fugiu, e escapou (I Samuel 19.12).

1. Honremos o nosso cônjuge em tudo:

Ela ficou debruçada na janela a observar aquele homem, que ela tanto amava, fugir para que a sua vida fosse salva. Ela sabia que seu pai jamais o pegaria, pois, ela havia se casado com o homem:

1- Que matara o gigante Golias;
2- Que foi posto à prova a fim de poder casar com ela, tendo que matar 100 filisteus, mas matou 200.

Davi era um homem segundo o coração de Deus. O Senhor estava com ele em todos os momentos de sua vida. Mical havia se casado com um homem íntegro que respeitava e amava o seu pai, o rei Saul. O rei queria matá-lo, era seu inimigo, mas ele, Davi, numa certa ocasião, podendo matá-lo disse: O Senhor me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, ao ungido do Senhor, estendendo eu a minha mão contra ele; pois é o ungido do Senhor (I Sam. 24.6).

* Davi era um homem que respeitava aquele que o Senhor colocou acima dele (o rei Saul).
* Ele era um homem que amava o Senhor.
* Ele era um homem segundo o coração de Deus.
* Ele não temia o inimigo, pois confiava no Deus verdadeiro que estava com ele.

Este era o marido de Mical, homem forte, valente e com um coração cheio de fidelidade, amor e respeito para com aquele que Deus escolhera para ser o seu rei, mas que o odiava, perseguia e queria matá-lo - o rei Saul. Mical, apesar de não ter sido a esposa ideal para Davi, colocou-o em primeiro lugar na sua vida mesmo tendo que ficar contra a vontade de seu pai. Apesar de percebermos no desenrolar da história que Mical foi uma mulher sem muito equilíbrio, e apesar de ter mentido (o que não anula sua falha). Ela teve como prioridade certa na vida o seu marido. Ele reconheceu que Davi era homem de Deus e protegeu-o de seu próprio pai correndo riscos.
O que aprendemos para a vida de um casal?

1.            Sejamos protetores dos nossos cônjuges com sinceridade e dedicação;
2.            Depois de Deus a família é a questão mais importante da vida;
3.            Falemos bem dos nossos cônjuges e dos nossos filhos;
4.            Procurem o bem do esposo não se esquecendo de elogiá-lo naquilo que é importante para o coração dele;
5.            Oremos pela nossa casa em todos os sentidos.

Percebemos que Mical tinha Davi como a pessoa mais importante de sua vida, pois ela o admirava e o amava. Ela o salvou da morte, porém, quando Davi já era rei, aconteceu algo que mudou o cenário da sua vida.

2. Cuidado com a inveja no próprio cônjuge:

O texto de II Samuel 6.16 diz algo importante e que nos chama demais a atenção: Mical, a filha de Saul, estava olhando pela janela; e, vendo ao rei Davi, que ia bailando e saltando diante do Senhor, o desprezou no coração.
Os personagens eram os mesmos (Mical e Davi), a cena era a mesma (Mical junto à janela), contudo, agora, o coração dela já não era o mesmo. Antes, ela tinha um coração cheio de amor e respeito pelo marido. Agora, seu coração o desprezava. Ela se encontrava junto à janela e observava Davi que entrava em Jerusalém com a arca da aliança, pulando e dançando. Ela não gostou do que estava vendo. Ela o achou ridículo e o desprezou.
Aquele mesmo coração que, junto à janela, o amou e o salvou da morte, agora, junto à mesma janela o desprezava. Provavelmente, Mical esperava que seu casamento fosse o mais feliz e o mais seguro. Será que ela esperava que Davi viesse salvá-la das mãos de um pai irado e vingativo? Será que a amargura tomou conta do seu coração ao ver que nada do que ela havia sonhado aconteceu?
Sabemos que o rei Saul vingou-se dela e de Davi, dando-a em casamento a outro homem. Vemos nessa ação de Mical que ela escolheu a falta de sensibilidade diante de Deus quando passava por momentos de dor. Ela não procurou se firmar na graça e confiança no caráter de Deus.
Ela se tornou amarga e teve simplesmente inveja do seu próprio esposo. Que desgraça é esta palavra chamada inveja. Ela faz uma pessoa tirar os pés do chão e se esquecer da soberania de Deus Pai. Mical por causa da inveja teve essa atitude de desprezo diante de um ato nobre de Davi.
A inveja invadiu o coração dela e ela se torna desrespeitosa para com Davi. Era só ela ver a mão de Deus no processo e perceber que o cântico e a dança de Davi eram atos dedicados a Deus e não a homens. Havia um motivo nobre para Davi dançar na presença de Deus. Era uma vitória do soberano Deus através de Davi. Mas, a inveja azedou o coração de Mical, ela provocou trincas de tal maneira que ela foi completamente infeliz nas suas palavras. Qual é o remédio para essa crise de medo causado pela inveja?

·                    Não espere a mesma vida de sucesso que o outro tem; viva a sua com gratidão.
·                    Não deixe a inveja tomar conta do coração e gerar medo, mas conserve o temor do Senhor todo dia (Prov. 23.17).

Interessante que Mical era rainha, mas seu coração não estava correto diante de Deus. Tanto que ela deixou a inveja e a insensibilidade tomarem conta da sua alma. Mical não estava em comunhão com o Senhor. Ela deixou que as tribulações de sua vida fossem transformadas na amargura que já fazia morada em seu coração. Mical se transformou numa mulher com a alma amargurada e que desprezou a verdadeira adoração ao Senhor.
Davi, o homem segundo o coração de Deus deu pulos de alegria, fez uma verdadeira adoração ao Senhor. Enquanto Mical o desprezou no coração e ainda o exrota diante da situação. Deixo algumas dicas para o nosso coração:

ü    Não se torne a mãe do seu marido;
ü    Não seja uma mulher crítica, pessimista, preocupada apenas com o que outros falarão;
ü    Não seja religiosa. Talvez Mical, por ser filha de Saul, conhecia muito bem os protocolos reais e aprendeu desde cedo como o rei e a rainha deveriam agir diante de uma multidão – e bem por isso, não gostou do que Davi fez ao dançar no meio do povo. Mas não se limite aos protocolos.
ü    Quebre paradigmas, pré-conceitos, esteja pronta ao novo de Deus! E mais: se você é daquelas que se incomoda com a alegria das pessoas, sinto em dizer, mas você é uma mulher egoísta e invejosa – e precisa se arrepender disso.
ü    Não fique listando aquilo que falta em sua vida, faça uma lista daquilo que você já tem!
ü    Aproveite os presentes que Deus no dia a dia. Experimente não se prender aos detalhes e apenas sorria!
_______________________
Pr. Alcindo Almeida- Livro Elas - Mnudo Cristão.

Comentários

Postagens mais visitadas