Não jogue sua vida fora

“... E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8:32)

É interessante como viver é um aprendizado constante e permanente, que vai colocando-nos diante de desafios dia após dia.
Assistindo aos Jogos Olímpicos somos expostos a realidade de que vitórias e derrotas nos habitam. Elas são uma realidade presente na vida de cada um de nós.
Tem razão o Rev. John Stott quando diz que “A vida é um enigma. Quer seja a vida física, quer seja a espiritual, sua natureza é tão desconcertante quanto sua origem. Não podemos defini-la nem afirmar de onde ela vem. Só podemos considerá-la um dom divino. E é esse dom que Jesus veio nos conceder”. John Stott, em “Cristianismo Básico”, Ed Ultimato, pág 36.
Foi inspirador refletir sobre a vida com um dos mais proeminentes e atuantes autores dos nossos dias, John Piper, em um evento que nos desafiava com o tema acima: “Não jogue sua vida fora”.
Sim. Creio extremamente importante pensar como estamos vivendo nossa vida, pois ela tem, certamente, um prazo de validade, e traz consigo segredos que a tornarão relevantes e significativas. Mas, é triste ver pessoas jogando sua vida fora; e o estarrecedor é ver que muitos não se importam com isso. “A história da raça humana é composta de homens e mulheres que literalmente desperdiçaram as suas vidas”. Abraham Maslow (Psicólogo americano do Sec XX). Assim, gostaria de repartir com você algumas percepções desse encontro:

NÃO CHEGUE AO FIM DA VIDA COM COISAS DAS QUAIS SE ARREPENDA

Por isso, se há algo que você sabe que precisa fazer e não faz, nisso você está pecando, e isso não irá produzir vida em você. Deixe de futilidades e de arrogância. Deixe de mesquinharias quando se tratar de generosidade, compreensão, domínio próprio, voluntariedade, desprendimento. Seja abundante em amar, perdoar e em praticar a verdade.
Muitos passam a vida se perguntando: por que a vida é como ela é? O que estamos fazendo aqui?
Não tem sido e nem será no existencialismo que prioriza a existência sobre a essência, transformando as escolhas e atitudes na subjetividade relativizada que o homem encontrará respostas às demandas de sua existência.
Também não será no conformismo do naturalismo que nos quer fazer crer que somos determinados pelo ambiente e pela hereditariedade, eximindo-nos da responsabilidade sobre nossas escolhas, que vamos nos realizar.
Perdemos pessoas em detrimentos de coisas. Perdemos relacionamentos em detrimento de cargas intermináveis de trabalho. Perdemos a saúde física, psíquica e emocional em detrimento de buscas equivocadas.
Parece que à medida que crescemos perdemos a ingênua alegria da infância e ganhamos apenas o sombrio da maturidade. Perdemos a riqueza do sorriso e ganhamos a sisudez do mau humor constante.
Onde está a nossa satisfação? Ela é interior ou exterior?

CONHEÇA ALGUMAS POUCAS GRANDES VERDADES E APEGUE-SE A ELAS

Não viva atrás da moda do momento, mas de valores que permaneçam. Escandaliza-nos a superficialidade com que as pessoas tentam construir verdades para si mesmas a fim de justificarem suas atitudes e escolhas. “O alicerce de uma vida baseia-se no conjunto de princípios que cada pessoa tem... Você é e você age de acordo com as coisas que valoriza. Portanto, as ações no seu cotidiano demonstram esses seus princípios e a prioridade que você dá a eles em sua vida”. Carlos F.Damberg em “Uma Só Flecha”, Ed Hagnos, pág 16 e 17
Por isso, vá firme em apenas algumas coisas e priorize sempre a verdade.
O texto nos diz que ela é libertadora, e nos traz uma nova visão de mundo. “Os homens, para serem verdadeiramente ganhos, precisam ser ganhos pela verdade. Já faz muito tempo que parei de contar cabeças. Geralmente a verdade está com a minoria neste mundo mau”. C.H.Spurgeon, pregador inglês.
Creio que as pessoas que fazem diferença não são as que apenas acumulam informações, mas as que são capazes de contribuir com a construção de valores que permaneçam.

EXISTE UM ABSOLUTO E SOBERANO - DEUS

Deixe-se tomar por esta grande e gloriosa verdade – a soberania de Deus. É por ela que caminhamos na confiança naquilo que Deus é e naquilo que Ele vai fazer por nós. É assim que a nossa alegria transcende as circunstancias.
É assim que Ele nos ensina a vencer a ansiedade nossa de cada dia: “Não fiquem ansiosos a respeito do amanhã, porque o amanhã trará suas próprias ansiedades. Para hoje, é suficiente o seu próprio problema” (Mt 6:34). É assim que a confiança acontece quando entendemos as razões. E quando não as entendemos... apenas confiamos.
Saiba: “Deus é o fator determinante!” Eu não sou deus. Você não é deus – Deus é Deus!
Eu não defino Deus – Ele me define! Alguns tentam impressioná-lo, mas nenhuma grandeza humana pode impressionar um Deus de grandeza infinita.
A boa noticia é que Ele tem prazer naqueles que se firmam em crer nEle, confiando que Sua soberania é uma soberania do amor em favor daqueles que esperam nEle. Ele ama ser Deus para os que O buscam.
Por isso, não jogue sua vida fora. Ele se importa com ela. Creia: Conheça essa verdade e essa verdade o libertará!
Que Deus o abençoe rica e abundantemente,
Em Cristo,
___________
Rev. Hilder C Stutz

Comentários

Postagens mais visitadas