A mente do líder cristão

Mente tem a ver com o pensamento. A nossa mente é um milagre de Deus. As nossas faculdades mentais são uma obra magnífica de Deus. Somos o que temos na mente. Somos o que pensamos. Devemos pensar criativamente. Paulo nos ensina que “tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento” (Filipenses 4.8).
É no campo da mente que acontecem batalhas violentas da carne contra o espírito, onde satanás faz sugestões escabrosas. Nos porões do nosso subconsciente é que ocorrem os maus pensamentos que obstruem a nossa comunhão com Deus e com o próximo. Como precisamos aprender com o Senhor Jesus a usar a nossa mente de maneira eficaz! Como necessitamos de mentes puras!

O líder cristão precisa ter uma mente criativa. Os grandes artistas a tiveram. O líder cristão comprometido cria metas e as cumpre. Ele cria sistemas de excelência. Estabelece padrões de desempenho. Ele persegue a excelência no planejar e no fazer as coisas. Ele busca fórmulas de melhorar a qualidade do seu serviço. A sua mente está voltada para criar modelos eficazes. Ele busca idéias novas. É motivado pela mente de Cristo. Ele estuda líderes que revolucionaram a sua época. Líderes que fizeram toda a diferença. Líderes que beneficiaram seus liderados e a sociedade de um modo geral.



O líder cristão necessita ter uma mente sonhadora. José a possuía. Ele foi incompreendido e perseguido pelos seus irmãos. Injustiçado na casa de Potifar. Esquecido pelo companheiro de cela, mas não pelo Senhor. O sonho de Deus em sua vida se cumpriu. Um líder sonhador que venceu, no Senhor, todos os obstáculos. Tornou-se um modelo de líder excelente, bem sucedido. Aquele escravo-sonhador foi transformado por Deus no primeiro-ministro do Egito, sendo judeu. Como precisamos sonhar os sonhos de Deus! José os sonhou. Deus fê-lo um homem respeitado dentro e fora do Egito. Um estrategista de excelência porque foi obediente e se colocou nas mãos de Deus para testemunhar na História.



O líder cristão deve ter uma mente revolucionária. Jesus tinha esta mente. Ele revolucionou a sua época e continua até a sua volta. Viveu e ensinou o amor. Viveu e ensinou o perdão. Estabeleceu a Justiça do Reino de Deus. Fez o trabalho de um escravo. Conversou com uma mulher adúltera (que era rejeitada pela sociedade) e a perdoou. Valorizou mulheres e crianças que não eram contados na sua época. Aplicou as Escrituras para mudar a sociedade. Hospedou-se na casa de um coletor de impostos que era marginalizado pela sociedade judaica. Chamou homens simples para revolucionarem o mundo com a mensagem do seu evangelho. Pregou que o que contamina o homem não é o que entra pela boca, mas o que sai dela. Viveu e pregou que a verdadeira revolução é a espiritual, que começa no coração e abençoa tremendamente as pessoas.



O líder cristão precisa ter uma mente fotográfica. A sua mente registra as necessidades, detecta os problemas e os coloca na prioridade certa. Registra os aspectos positivos e negativos. Ela tem a capacidade de estruturação. Mente que registra para a história e produz uma bela história. Que lembra bem dos fatos ocorridos porque os registrou. Ela se utiliza de mecanismos inteligentes. Utiliza os registros positivos do passado para pensar o presente e planejar o futuro. É o líder que utiliza a sua mente para fotografar os talentos. Fotografar o potencial dos seus liderados. Registrar as oportunidades que surgem. Líder cuja mente prodigiosa registra as circunstâncias e as fatura para o beneficio dos seus liderados e da sua organização.



O líder precisa ter uma mente aberta ou flexível. Os princípios da Palavra são imutáveis, mas os métodos podem ser mudados. O líder deve ser aquele que vê mais longe. Sua mente geralmente é ampla e olha para os horizontes. As opiniões dos seus liderados são matérias-primas que ele usa para o crescimento de todos. Mente aberta para ouvir as críticas construtivas. Para aprender com os seus erros e os dos outros. Para entender o momento do liderado. Para desencadear um processo de aprendizado mútuo.



O líder cristão precisa ter uma mente centrada em Cristo. Paulo ensina: “Mas nós temos a mente de Cristo” (1 Co 2.16). Ter a mente de Cristo significa pensar como Ele pensou. Fazer como Ele fez. Quebrar paradigmas como Ele quebrou. Uma mente equilibrada. Mente ajustada à vontade do Pai. A mente que pensa com base numa fé autentica. A mente que trabalha para os pobres e necessitados. Mente que produz benefícios para os que confiam na Sua Palavra. Mente sóbria e justa. Brilhante e penetrante. Que trabalha e espalha a boa semente. Mente cujo pensamento é caracterizado pela paz do Salvador. Mente que pensa no bem estar do próximo.



O manual do líder cristão é a Palavra de Deus. Ali estão todos os pressupostos, todas as certezas, toda a direção e toda a segurança que ele necessita. O líder cristão bem-sucedido é aquele que busca inspiração na Bíblia como a leitura principal. Nela encontramos os líderes que, usados por Deus, mudaram a história de sua época e ainda continuam mudando.
Na Bíblia conhecemos o Líder-Servo, Jesus, que chamou doze homens comuns para um trabalho extraordinário. Nós e os irmãos do passado e do futuro somos o resultado da liderança do Mestre, o Líder que deu a sua vida por nós na cruz. Sejamos líderes cuja mente seja a de Cristo para fazermos toda a diferença neste tempo, para a Glória de Deus.

___________
Autor: Oswaldo Luiz Gomes Jacob – http://www.institutojetro.com

Comentários

Postagens mais visitadas